Nets vence primeira contra o Heat; Spurs ignora torcida do Blazers e desenha varrida na série

Miami Heat (2) 90×104 (1) Brooklyn Nets

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=CUCE-ID_uyQ]

O Brooklyn Nets contou com uma saraivada de cestas de três no segundo tempo para derrotar o Miami Heat por 104×90 e conseguir sua primeira vitória na série. Além disso, uma defesa acirrada em LeBron James também foi fundamental para infrigrem a primeira derrota do atual bicampeão da liga na pós-temporada.

James marcou 16 pontos apenas no primeiro quarto, o único que o Heat conseguiu vencer, liderando o ataque dos visitantes. Depois disso, ele acertou apenas dois arremessos no jogo. Sem o grande astro da companhia brilhar, as demais estrelas da constelação de South Beach se intimidaram.

Dwyane Wade marcou 20 pontos e acertou metade dos seus arremessos em quadra, mas se complicou com faltas e não foi tão agressivo na defesa. Chris Bosh teve uma noite discreta com apenas 12 pontos… e apenas o Big Three conseguiu dígitos duplos em pontuação.

Ray Allen e James Jones marcaram nove pontos cada, sendo as únicas contribuições relevantes do banco de reservas. O time como um todo de Miami amassou o aro de longa distância, acertando apenas oito arremessos (três de LeBron James e três de James Jones) em 24 tentativas do perímetro.

Justamente os arremessos de longa distância foram os responsáveis pela vitória do Nets, que abriu vantagem no terceiro quarto do jogo, quando venceu por 12 pontos de diferença. Joe Johnson e Paul Pierce foram muito bem nos chutes do perímetro, acertando sete em dez tentativas de três.

Vindos do banco, Alan Anderson e Mirza Teletovic ajudaram a completar a festa, com mais 20 pontos combinados, a maioria de longa distância. Outro que atuou bem foi Andray Blatche, que atingiu sua maior pontuação na carreira em jogos de playoffs, com 15 pontos, coroados com dez rebotes.

Além disso, Kevin Garnett e Deron Williams se recuperaram de atuações pífias nos dois primeiros jogos da série, com o armador distribuindo 11 assistências e o veterano ala-pivô voltando a pontuar com consistência, tendo acertado cinco arremessos em seis tentativas.

 

 

 

 

Destaques

Heat

LeBron James: 28 pontos, oito rebotes, cinco assistências
Dwyane Wade: 20 pontos, três assistências, três roubos de bola
Chris Bosh: 12 pontos, cinco rebotes, três tocos

Nets

Joe Johnson: 19 pontos, seis assistências
Andray Blatche: 15 pontos, dez rebotes
Paul Pierce: 14 pontos, quatro rebotes, dois roubos de bola
Shaun Livingston: 12 pontos, quatro rebotes, cinco assistências
Mirza Teletovic: 12 pontos, seis rebotes
Deron Williams: nove pontos, 11 assistências

 

 San Antonio Spurs (3) 118×103 (0) Portland Trail Blazers

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=Z5Tk9W1ERE0]

Com facilidade, o San Antonio Spurs ignorou o o mando de quadra do Portland Trail Blazers e venceu a terceira partida da série por 118×103. Os visitantes chegaram a liderar por 23 pontos antes dos donos da casa ensaiarem uma reação no segundo tempo, mas foi em vão.

Tony Parker esteve imarcável durante o jogo, como vem acontecendo desde o final do jogo 6 da série contra o Dallas Mavericks. Damian Lillard e Wesley Matthews falharam miseravelmente, e apenas Nicolas Batum pareceu conseguir reduzir o ímpeto do francês. Sob a liderança de Parker, o time do Spurs abusou das assistências (foram 23) e cometeu apenas sete erros no jogo.

Já pelo Blazers apenas o quinteto inicial jogou bem, e apenas Robin Lopez não fez pelo menos 20 pontos. Em compensação, apenas seis pontos foram marcados por todo o banco de reservas, sendo dois de Dorell Wright e quatro de C.J. McCollum – estes, no garbage time.

 

 

 

Destaques

Spurs

Tony Parker: 29 pontos, seis assistências
Tim Duncan: 19 pontos, sete rebotes
Kahwi Leonard: 16 pontos, dez rebotes
Manu Ginobili: 14 pontos, quatro rebotes, cinco assistências

Trail Blazers

Wesley Matthews: 22 pontos
LaMarcus Aldridge: 21 pontos, 12 rebotes
Damian Lillard: 21 pontos, nove assistências
Nicolas Batum: 20 pontos, nove rebotes, sete assistências, dois roubos de bola

  • Guilherme Martins

    Tomara que o Nets empate a série. Essa série merece 7 jogos, ver Paul Pierce e Garnett, Lebron e Wade dando o máximo em um tudo ou nada seria fantástico!

    • rodrigo

      Nao acredito em jogo 7 entre heat vs nets a diferença entre os dois times é grande na minha opiniao

  • Leo

    Brooklyn jogou muito bem, a série tá em aberto, mas penso que é só o Miami não achar que já ganhou que vão ganhar a série.

    E preparem as vassouras para o Spurs

  • Cadu#5

    Splitter marcando absurdamente bem o Aldridge, assim como já fez com o Dirk.

    E tem gente que fala mal do cara… Não reconhecem que o cara joga pra kct. Ou o cara seria titular de um time como o spurs, com Poppovic como técnico se não fosse bom?

    • Daniel Boizão

      O povo brasileiro é assim meu filho. Ou o Splitter joga feito o Duncan (estrela da companhia junto com o Parker) ou ele não vale nada. Simples e sem mistério!
      Eu não acho isso: na minha opinião, todos em um time coletivo, tem seu grau de importância semelhantes.

    • Vinícius Maia

      Acho que o grande problema é que a mídia esportiva brasileira, em alguns momentos puxam sardinha para os brasileiros. Já vi diversos resumos de rodadas em diversos sites esportivos do tipo “Nenê brilha em vitória do Denver (quando ele ainda jogava la” e quando ia ver as estatísticas, nenê tinha feito 15 pontos e pego 8, 9 rebotes. Isso é uma boa atuação, mas não é brilhar a nível de NBA. Acho sim que o nenê, o varejão e o splitter são bons jogadores que tem grande importancia para seus respectivos times mas convenhamos que, a nível de NBA, eles não são tudo isso que a mídia brasileira muitas vezes fala

      • Concordo Maia, na série contra o Bulls mesmo que falaram que ele engoliu o garrafão do Bulls, a pontuação máxima dele foi 24 pontos, então acho que pela galera estar carentes de boas atuações de brasileiros, duas cestas do cara e já vira MVP.

    • Zack Batista

      Não somente contra o LaMarcus e o Dirk q o Splitter desempenhou um bom papel na marcação Cadu#5, nos playoffs passado contra o Memphis ele simplesmente anulou o Zach Randolph em pelo menos três jogos. Parece q os críticos não estão vendo bem os feitos e a importância do Tiago na NBA e, Poppovic, como técnico de alto nível q é, sabe bem como usá-lo nesse “xadrez”.

  • Julio Zago

    Os Blazers montaram um bom time para a temporada, mas nessa série contra os Spurs as deficiências ficaram evidentes e se mostraram decisivas. O banco é muito fraco e time ainda possui uma marcação muito deficiente, enfrentando um time completo e muito mais maduro e bem preparado como os Spurs fica difícil imaginar que eles conseguirão qualquer coisa.
    LaMarcus e Lillard estavam muito bem marcados e quando isso acontece fica evidente a dificuldade do time de encontrar alternativas para pontuar, não existem boas opções no banco.
    Já os Nets se valeram de um grande aproveitamento nos arremessos de 3 para vencer o Heat, sem falar do jogo na área pintada que notadamente traz problemas para o Miami. Foi um bom jogo, contudo ainda acredito que o Heat fechará essa série sem maiores problemas.

  • É, fazer o que né? Perder nunca é bom, aliás, é péssimo. Fiquei puto ontem e ainda não revi o jogo, então não tenho uma opinião abalizada sobre o que aconteceu, só consigo me lembrar da bola de 3 caindo de todos os lugares da quadra, Mirza então, derrubou tudo. Ah e chega dessa gracinha de fazer cesta no estouro do cronometro né? rsrsrs Quanto a outra série, já acabou né? Mesmo porque me parece que o PTB já entra em quadra derrotado, sem acreditar que pode.

  • Existe algum jogador q saiba marcar o tony parker bem? N Consigo imaginar nenhum.

    • Harley

      O time de San Antonio faz muito corta luz para o Parker poder se movimentar com mais liberdade. Então acho que pra marcá-lo a solução tem que ser de toda movimentação defensiva e não apenas de um jogador específico.

      • Isso mesmo, não sei de onde o Spurs tira tanto corta-luz para o Parker, ele consegue ficar livre sempre, e se dobra a marcação é pior porque deixa um Belinelli livre dos três ou um Ginóbili pronto pra infiltrar, sem falar da marcação que o Duncam chama no garrafão né.

  • Como é bom ver esse time do Spurs jogar, o time não força nenhuma jogada, e coisa linda de ser ver. Falei que iria ser 4×2 mais acho que varrida esta bem proxima de acontecer..

    Graças a bolas de 3 do Mirza Teletovic, e do Joe Johnson o Nets ganho..

  • Afonso

    Moleza pro Spurs essa série, um time que não tem estratégia definida como Blazers eh presa fácil pro Spurs, a bola no garrafão eh pó aldrige e de fora eh 3 pontos.. Não tem segredo !
    E quanto a seria do Heat, se Lebron não se portar como campeão, e não deixar o emocional o abalar, tbm não terão dificuldades, time do nets eh experiente e catimbeiro, se levar as provocações vão acabar complicando a série.. (Até o ray alen caiu na deles ontem)

  • AlexT-Wolves

    Nossa o Spurs é mais time e leva vantagem nos matchups( Tirando contra o Aldridge) mas eu esperava uma resistência maior principalmente do Lillard. O Spurs não tá nem precisando mudar a marcação colocando o Green contra ele.

  • Quando cai tudo de três fica fácil ganhar, eu acho que o Bulls ganharia do Nets, eu torci pra não pegar o Wizards na regular mas também não queria pegar o Heat numa semi, então não teve jeito, mas acredito que o Bulls ganharia tanto de Nets quanto de Raptors e perderia pro Heat.

  • E a cara do técnico do PTB no final de “já era”. Portland está totalmente entregue na série.

    Ainda acho q Miami vai passar, mas o Nets resolveu mostrar o trabalho que pode dar!

  • Renato Lgb

    Precisamos exaltar o trabalho de Splitter…
    Todos nós sabemos que ele não é um jogador que faz vc ir nos jogos do para vê-lo jogar, mas para seu treinador, ja mostrou que é uma peça de muita importância ao grupo!
    É só ver o respeito e o carinho que todo time tem por ele é pelo trabalho que faz dentro de quadra

  • Que isso, Teletovic parece não ter margem de erro quando empolga. Aconteceu na regular e se repetiu ontem. Drey entrou e arrebentou. Como Garnett disse após o jogo 2, que Ray Allen deve ser contido, e de certa forma foi. No terceiro período em diante, o time não foi mais efetivo, mérito a defesa que o Nets emplacou, fazendo principalmente o Big 3 do Heat forçar muito.

    Concordo com quando o Phil Jackson disse que o Spurs não é uma dinastia na NBA, mas são uma grande força. Os caras são cascudos de mais.

  • Anônimo

    Tony Parker top 5 dos PG da liga

    • Um colega do meu pai que mora nos EUA uma vez disse: Tony Parker só não é perfeito dentro do mundo NBA nos EUA, pois não é americano haeuaeua

  • Elber

    Vamos ver, até agora só o Spurs ta horando meus palpites (4×0 Spurs). Ta explicado porque não acerto na mega-sena, não consigo acertar um palpite de série nos Offs 🙂

    Torcendo pra ter jogo 7 na serie Heat x Nets. Foi só os “velhotes” melhorarem e as bolas de 3pts caírem que deu um up no confronto.

    Assistindo a serie do Spurs fica parecendo que o Blazers não merecia esta numa semi…que surra!

    Parker monstro nos 2 primeiros quartos e Tim Duncan no 4º periodo principalmente, da gosto ver os “Black Knight” 🙂

  • Anônimo

    acho que o principal fator dos blazzers se derem mal na serie é o banco, 2 pontos só?? assim fica facil, se tivesse um banco melhor poderia ser uma serie mais interessante