Noah pede à torcida do Bulls que pare de vaiar Boozer

A fase do ala-pivô Carlos Boozer, do Chicago Bulls, não é nada boa nos playoffs. Contando a série contra o Indiana Pacers e os dois primeiros duelos frente ao Atlanta Hawks, o jogador teve médias de 10.3 pontos, 10.0 rebotes e 38.2% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Na temporada regular, as médias dele foram de 17.5 pontos, 9.6 rebotes e 51% de aproveitamento nos arremessos.

Em razão da queda de rendimento, o jogador vem sendo vaiado pela torcida nos últimos jogos e isso está incomodando os companheiros de equipe. O pivô Joakim Noah pediu ontem, após a segunda partida contra o Hawks, que a torcida do Bulls tenha mais paciência com Boozer, que está atuando com dores no dedão do pé direito.

“Eu amo nossa torcida. Nós temos os melhores fãs da NBA. Isso é inquestionável. Mas penso que eles não têm sido tão justos com Carlos. Ele vem atuando no sacrifício e dando o máximo em quadra. Nós devemos apoiá-lo e não jogá-lo para baixo”, disse Noah.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.