Novato faz cesta no último segundo e mantém Spurs vivo na série contra o Grizzlies

Cesta no último segundo. Prorrogação. Foi na base do sofrimento que o San Antonio Spurs permaneceu vivo na série playoff contra o Memphis Grizzlies. Pela dramaticidade, o jogo desta quarta-feira ficará marcado na memória daqueles que admiram a NBA, sobretudo, os fãs do time texano.

Jogando diante de sua torcida, o Spurs venceu seu algoz por 110 a 103 e forçou a realização da sexta partida na série. Agora, o Grizzlies vence por 3 a 2, mas continua precisando de apenas uma vitória para chegar a uma das semifinais da Conferência Oeste. As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima sexta-feira, dia 29, desta vez, em Memphis.

Os últimos 13 segundos da partida foram de tirar o fôlego. O ala-pivô Zach Randolph acertou um arremesso de média distância e deixou o Grizzlies três pontos à frente no placar. Na comemoração, o jogador mandou a torcida local “calar a boca”. Em seguida, o ala-armador Manu Ginobili fez uma bandeja e Randolph converteu dois lances livres. Quando restavam dois segundos para o fim, o argentino fez uma cesta incrível, desequilibrado, de longa distância. Revendo a jogada no monitor de TV, os árbitros consideraram que a cesta valeu dois pontos, já que Ginobili pisou na linha dos três. Na seqüência, Randolph foi novamente para a linha do lance livre e, demonstrando muita frieza, converteu os dois arremessos.

A um segundo do final, o placar apontava 97 a 94 a favor do Grizzlies. Só um milagre evitaria a eliminação precoce do time que fez a melhor campanha da Conferência Oeste. E o milagre veio, através do arremesso de longa distância do novato Gary Neal, no estouro do cronômetro, para delírio dos torcedores presentes ao AT&T Center. Na prorrogação, o Spurs não deu a menor chance ao time de Memphis e saiu de quadra com um triunfo histórico.

O argentino Manu Ginobili foi o grande nome do time de San Antonio. Ele foi o cestinha da partida, com 33 pontos. O armador francês Tony Parker anotou 24 pontos (seis deles na prorrogação) e distribuiu nove assistências. O veterano pivô Tim Duncan conseguiu o duplo-dígito: 13 pontos e 12 rebotes. Já o herói Gary Neal, que ficou dez minutos em quadra, anotou sete pontos e converteu uma bola de três pontos, justo aquela que levou o jogo para o tempo-extra.

Pelo Grizzlies, há de se destacar o ala-pivô Zach Randolph, que alcançou o double-double ao marcar 26 pontos (14 no último quarto) e pegar 11 rebotes. O pivô espanhol Marc Gasol também conseguiu o duplo-dígito: 11 pontos e 17 rebotes. O armador Mike Conley também fez uma boa partida. Ele marcou 20 pontos, pegou cinco rebotes e distribuiu cinco assistências.

Confira a cesta incrível de Gary Neal, no estouro do cronômetro, que levou o jogo para a prorrogação.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=OcB_jbNw_Ys&feature=feedu]

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.