O elenco era tão mais fraco assim?

Eu me lembro bem, até porque foi esses dias. Mas um dos argumentos que davam ao MVP de Russell Westbrook na temporada passada era que o elenco de apoio do Oklahoma City Thunder era infinitamente pior que o do Houston Rockets de James Harden. Tá, eu sei. O MVP tem seus motivos. Já discuti muito isso e sempre que toco no assunto, algumas dúzias de adolescentes começam a chiar. Não pode falar. Não pode debater que começam a reclamar. Mas com quase dois meses de temporada, eu faço aqui uma análise sobre o que é e o que deixa de ser. Sem frescuras. Sem clubismo, até porque torço para o Boston Celtics e o assunto nada tem a ver com isso.

Há alguns meses, Sam Presti, GM do Thunder, foi ovacionado por suas movimentações na offseason. E com razão. Do nada, o sujeito coloca Paul George e Carmelo Anthony ao lado de Westbrook. Ora, qual a razão para não aplaudir um cara desses? Simplesmente, não tem nenhuma. Os comentários aqui eram unânimes: o Thunder estava montando um time para bater o Golden State Warriors. Nos prêmios da temporada, obviamente, votei em Presti. E foi sem pensar muito, justamente pelos mesmos motivos dos comentários.

Quando ocorreu a troca de George, a expectativa era imensa. Ele é reconhecidamente um astro e qualquer um que conhece um pouquinho de basquete sabe que ele é melhor que Victor Oladipo. Domantas Sabonis foi na negociação como peso para papel, já que, apesar de ele ser jovem e promissor, o torcedor entendia que ele era apenas o filho de Arvydas. E só. A certeza era uma só: o Pacers tomou uma das maiores mantas dos últimos tempos.

Acontece que a coisa não está sendo bem assim.

Oladipo está fazendo uma temporada impecável no Pacers. O ala-armador, em seu quinto ano de NBA, lidera a equipe e, sem forçar nada, é um dos melhores alas-armadores de 2017-18. Se você ainda não entendeu, Oladipo faz em média, 23.3 pontos, 5.2 rebotes e 3.9 assistências na atual campanha. Isso, arremessando 48.3% nos lances de quadra e 43.7% de três. Ah, e ele possui quase duas roubadas e pouco mais de um toco por jogo.

Já Sabonis, mais do que duplicou seus rebotes. Saiu de 3.5 em 2016-17 e está com 8.7 nessa temporada. Além disso, anota 12.2 pontos (5.9 na temporada passada) e tem mais de 53% de aproveitamento nos arremessos. Mas aí você pode pensar que ele está com muito mais tempo de quadra, certo? Se você jurar que cinco minutos a mais por jogo são suficientes para isso tudo, então tá.

O Pacers? Vai muito bem, obrigado. Claro que sente a falta de George. É óbvio. Mas o time virou a página. Eu mesmo cheguei a pensar que a equipe ficaria longe dos playoffs e que dependeria demais de Myles Turner. Só que não. Olha o elenco. Veja quem está ali: Darren Collison, Thaddeus Young, Bojan Bogdanovic, além dos já citados Oladipo, Sabonis e Turner. Parece um time de refugos, né? Mas o Pacers ocupa hoje um honroso sétimo lugar no Leste. Você pode até dizer que é o Leste e que daqui a pouco, outros times vão passar o carro. Sim, verdade. Não duvido que caia de produção, mas em 25 partidas, venceu 14.

E o Thunder? Bem, aí podemos analisar de diversas formas.

Primeiro, um time com três astros precisa ser bem treinado. Billy Donovan passa longe de ser ruim, porém, não é da noite para o dia que vai funcionar, especialmente se essa equipe estiver em uma conferência tão forte quanto a do Oeste. Em 24 jogos, o Thunder está hoje em nono, com 11 vitórias e 13 derrotas.

Sim, Enes Kanter, até então não citado aqui, tinha muita importância vindo do banco. E em uma NBA em que NINGUÉM defende mais, o turco (ou ex, dependendo da vontade do presidente) era de grande valia naquele grupo. Pontuando e nos rebotes, principalmente dando a Steven Adams um descanso maior.

Mas o elenco é melhor, certo?

Bem, nome por nome, o upgrade é muito grande. Você sai de Oladipo, Sabonis e Kanter, e recebe George e Anthony, mais rodados, experimentados e consagrados. Então, claro que é melhor. Isso não muda o fato de que Oladipo e Sabonis estão bem. Apenas podemos começar a concluir alguns detalhes.

O Thunder é um time que consegue extrair emoções diferentes dos fãs de NBA. Em geral, até por ter sido alvo de chacota na década passada, acaba atraindo simpatizantes. A equipe estava em reconstrução quando saiu de Seattle e, aos poucos, conseguiu montar um quarteto muito promissor com Kevin Durant, Serge Ibaka, Harden e Westbrook. O problema é que após esse grupo disputar sua única final até aqui, ele foi desfeito e só sobrou o último. Daí, existe a tendência em acreditarmos que apenas o camisa 0 jogava basquete de verdade em 2016-17, o que é uma lástima pensar assim.

Vá lá. O Thunder optou por Ibaka ao invés de Harden. Tudo para não pagar taxas por conta do teto salarial. Dava para manter todo mundo, até. Fazendo sacrifícios, claro, mas principalmente quando houve aquele aumento significativo da folha de pagamentos da NBA, após o contrato da TV. Veio depois da saída de Harden, é fato. Porém, já existia a previsão de que o tal acordo aconteceria e os times poderiam barganhar salários. Mas vem cá: com aquele quarteto, em algum momento da vida, você acha que Durant iria querer sair para o Warriors? O Thunder trocou a melhor oportunidade de ser campeão múltiplas vezes por conta de grana. Anos depois, concorda que aquela estratégia era um erro, resolve investir em dois astros e agora tem a terceira maior folha da liga. Pagando taxas, claro.

Tudo bem. Anthony já não é mais um prospecto e provavelmente passou de seu auge. É pra lá de prematuro e simplista dizer que sem ele, o New York Knicks é melhor ou mais competitivo. As coisas mudam. Assim como é errado dizer que o Thunder é menos competitivo. Apenas podemos garantir que…

1- Três caras acostumados com o status de primeira opção em suas carreiras agora precisam dividir espaço. Nunca é fácil.

2- Perdeu Kanter como a principal referência no banco de reservas. Era aquele cara que pontuava na segunda unidade e segurava a bronca no placar quando os titulares retornavam à quadra.

3- Westbrook, por toda sua importância, relevância e tudo mais, tira espaço de qualquer outro jogador de seu elenco, o que é até normal na maioria dos casos. O mesmo acontecia quando Durant estava por perto. Com o então colega, ele não precisava se desdobrar para fazer tudo. Quando Durant se machucou ou foi embora, a necessidade de monopolizar as ações ofensivas ficou nítida.

4- Oladipo poderia ser muito mais útil se tivesse mais posses de bola e o time esquecesse a preocupação com recordes pessoais. Talvez, até por ter sido muito questionado ele tratou de produzir. Mas ainda acho que o motivo principal está no 3.

5- Sempre que um bom jogador ganha espaço, se ele for bom de verdade, vai produzir. O exemplo claro aqui é Sabonis, mas se você parar para olhar em um passado recente, vai encontrar Hassan Whiteside no Miami Heat, Dennis Schroder no Atlanta Hawks e Jae Crowder no Boston Celtics. Todos eles, quando tiveram mais tempo de quadra ou mais importância em seus elencos, melhoraram suas equipes. Agora, pela ausência de Kanter, Steven Adams deu um salto.

6- Administração de egos em um elenco é algo muito importante e você precisa ter um treinador que seja experiente o suficiente para lidar com isso. É óbvio que o papo hoje é de querer ajudar Westbrook. Anthony e George já disseram que querem somar e que precisam jogar de uma forma para que o armador tenha mais controle do jogo. Mas a campanha pode refletir nesse ânimo. É meramente especulativo, porém os reforços podem querer resolver o que não está dando certo.

7- Seja lá qual for a posição do Thunder nos playoffs, até porque o time vai se classificar, exceto um aborto da natureza, qualquer time que o enfrentar vai tomar sufoco. Seja San Antonio Spurs, Warriors, qualquer um. Quando as individualidades forem deixadas de lado, o Thunder vai dar dor de cabeça para todos os adversários. Já vimos esse filme antes. O mesmo Rockets, mas lá dos anos 90, com Hakeem Olajuwon, Clyde Drexler e Charles Barkley, e depois Scottie Pippen, sempre era candidato ao título.

8- O trabalho ainda é muito novo. Ao contrário do que aconteceu com o Warriors, quando Durant chegou naquela equipe já montada, preparada e com cada um de seus jogadores sabendo suas funções, Anthony e George chegaram ao Thunder sem muito disso. Tá. Westbrook, Adams e Andre Roberson já estavam por lá, mas a filosofia do ano passado não pode, em momento algum, se repetir em 2017-18. Está mais do que na cara que não dá para viver de quebra de recordes e números espetaculares.

9- Todos nós esperávamos mais do elenco formado por Presti. Quando você junta em um mesmo quinteto caras com cacoete de pontuar o tempo todo, é esperado que os ajustes aconteçam. Do outro lado, porém, o time teve uma aparente melhora na defesa. Mas isso tem a ver com a velocidade no ataque. Levava quase 106 pontos e permitia 45.9% de aproveitamento do adversário em 2016-17. Hoje, sofre 99 e aceita 44.8% em 2017-18. O Thunder diminuiu a intensidade ofensiva e isso fez com que seus números defensivos subissem. No entanto, nas estatísticas avançadas toma 1.24 pontos por posse de bola, mesmo índice da temporada passada.

10- Hoje, o Thunder é um time comum, por mais bizarro que pareça. Falo disso não só no que vejo em quadra, mas nos números. É uma equipe que possui problemas ofensivos. Westbrook, Anthony e George convertem somados 41.0% dos arremessos tentados. Eles são responsáveis por 60.5% das tentativas no ataque. O tiro de três é que empurra para baixo, na teoria.

Existe uma estatística chamada EFG%. Isso eleva a qualidade e a importância do arremesso de três, comparando com o de dois. Enquanto George (50%) apresenta eficiência próxima do que fez na carreira, Westbrook caiu de 47.6% no ano do MVP para 45.0% em 2017-18. Isso, arremessando em média cinco bolas a menos. Sua pontuação despencou dos 31.6 da campanha passada para 22.9. Seu TS% (True Shootinge Percentage – estatística que mede a eficiência de todos os arremessos, incluindo os de lance livres) está em 49.9%, muito longe de comparação com os 55.4% obtidos nos dois anos anteriores.

Em suma, o Thunder não perdeu nas trocas. Não creio que Presti tenha errado agora, embora eu acredite que o tiro no pé tenha ocorrido há muitos anos, na negociação de Harden.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Tássio Pacers DIPOMVP!!!

    Quero mandar um abraço a todos os que comentaram com chacotas e rindo do Pacers pela troca. O tempo é o senhor da razão. Até acho que o Thunder ainda vai engrenar pq tem jogadores qualificadissimos, mas o Pacers mais uma vez mostrando a cara. Dipo é mito.
    abraçao

    • Gustavo

      Só uma pergunta: você gostou da troca quando ela foi feita? Porque se não ficou, sinta-se abraçado também.

      • Tássio Pacers DIPOMVP!!!

        NAo vou inventar, Sabonis eu nao gostei. Mas eu queria me livrar do Paul George, tava de saco cheio dele. Fui um dos poucos que encheu a bola do Oladipo quando chegou, ate pela historia dele em Indiana. Se eu achava que ia explodir? Nao, mas eu tinha certeza que ia dar certo.

  • 76

    falavam que o oladipo era um lixo, tá aí

    • Marcio

      pois e, passei a temporada toda passada lendo isso.. Agora ate o kanter tem valor…

      • Ikaro Kiko

        Lembro dos torcedores do OKC exaltando o WB e falando que o problema do time era Kanter, Oladipo e até Addams (pra mim uma das principais peças do ano passado e desse ano). Vendo o jogo do Thunder, acredito que falta funcionar o coletivo, e um padrão tático de jogo.

      • Alan Cleber Knickerbockers

        Pois é. Até o Kanter evolui depois que saiu de OKC. Não acho que é mera coincidência.

    • Maurilei Teodoro

      Nunca achei ele um lixo, mas com certeza eu não esperava que ele estaria jogando tão bem !!

  • Dn

    Harden >> westbrook
    Harden ganha jogos,não eh só média vazias

    • Slick Rick

      Mas no ano passado westbrook ganhou vários jogos pro OKC no últimos minutos e o Harden tem o mesmo estilo de jogo do Wesbrook erra muito e amassa o aro as vezes

      • dirct

        Quem joga com Harden normalmente melhora já com West os companheiros simplesmente assistem e viram platéia, hoje o pessoal diz que o barba tem ótimos companheiros mas antes da temporada passada começar o D Antoni e este elenco eram considerados todos refugos e o Houston era esperado apenas brigar por offs sem grandes pretensões, Nenê era considerado um “ex jogador em atividade”, Harden melhorou todos os seus companheiros já como disse a matéria o único que conseguiu explodir ao lado do West foi o Durant e isso aconteceu porque o Durant era o dono do time, hoje acho muito difícil o West dividir o jogo com alguém ele é muito orgulhoso e pouco inteligente para pensar basquete coletivamente, Barba é mais jogador.

        • Maurilei Teodoro

          Falou e disse. Não sou fã de nenhum dos dois, mas também acho o Barba melhor jogador. Acho que o Harden tem uma visão de quadra melhor !!

        • vsr.snake

          Discordo da sua primeira afirmação, Harden sempre foi um jogador individualista, quase no mesmo estilo do Westbrook, Tanto é que não saiu do OKC só por dinheiro, queria também mais protagonismo. E no Houston pré D’Antoni eles tinham problemas similares aos do OKC nesse aspecto, as tretas dele com o Howard, os chutes forçados e etc. O grande lance foi a chegada do D’Antoni, que implantou seu defenseless run-and-gun no time, um estilo no qual o Harden caiu como uma luva, pois ele não precisa marcar (ninguém precisa aliás) e ele tem carta branca pra chutar o quanto quiser, pois é um estilo que precisa de volume de jogo pra dar certo.

          Além disso, contou também com essa coleção de shooters que o Rockets tem, pois sempre que o Harden (e qlqr outro) parte pra infiltração, tem um cara bem perigoso postado no perímetro pra receber a bola (a maioria das assists do Harden são assim, pois ele não é nenhum gênio armando, mais uma coisa que tem em comum com Westbrook).

          Agora, méritos pro Harden por estar fazendo a dupla com CP3 funcionar (ainda que o CP3 sempre foi um jogador fácil de se lidar e bem pouco egoísta), ele parece focado em vencer a liga mesmo.

          • Lebrão ladrão de coração

            Concordo plenamente com você ! Muita gente não entende que Harden e Westbrook são do mesmo estilo tem um volume de jogo absurdo e muitas vezes amassam o aro! Westbrook foi MVP por ter feito OKC chegar nós playoffs ganhando vários jogos no último quarto , média de TD , e o recorde de TD foi tudo um conjunto e como disse Scottie Pippen “Westbrook fez a melhor temporada já vista na NBA”

  • DNT

    Thunder ganhou por muito nas duas trocas, de fato o desempenho dos jogadores que foram trocados está acima do que eles apresentavam em Oklahoma, mas não dá para comparar a qualidade. Acompanho bem mais o Kanter e o McBuckets, pois eles jogam no meu time, e o que dá para dizer é que o Prestis foi foda, Melo é um jogador que tem como impactar dos dois lados da quadra e meter 25ppg, os dois que chegaram na troca estão bem, mas não substitui nem de perto o Carmelo. Acredito que acontece o mesmo com o Oladipo e o Sabonis, que eu assisti uns 3 jogos dos dois nessa temporada, estão muito bem, mas os dois juntos não dão um PG. Ao meu ver Thunder vai aos trancos e barrancos até a parte final da temporada e vai chegar nos playoffs detonando, já o Pacers vai pegar um Celtics ou um Toronto e vai cair no primeiro round. Enfim, acho que pode se discutir o encaixe dos jogadores, mas a qualidade do elenco aumentou em 100%.

    • Maurilei Teodoro

      Na boa, Melo impactar dos dois lados da quadra acho difícil. Vc não quis dizer o Paul George ?? E também acho que o Melo neste time está mais para 20 ppg e não 25 !! Também acho que o Pacers cai na primeira rodada dos offs, mas considero uma vitória chegar lá, e também AINDA acredito que o Thunder se ajeita e dará trabalho nos offs !!

      • DNT

        Cara, pode não parecer, mas nessas estatísticas loucas que a NBA faz, tipo Defense Win Shares e o Rating defensivo, ele vai bem, claro que ele não é um LeBron James, mas ajuda sim defensivamente, inclusive as estatísticas defensivas do Melo são melhores que as do Paul George. Quanto a capacidade ofensiva acho que é indiscutível, claro que no Thunder com outras duas estrelas dificulta ele pontuar, mas se ele jogar pelo menos 35 minutos em um time entrosado ele marca tranquilo 25ppg.

      • DNT

        E sim, sem dúvidas é uma vitória pro Pacers, perdeu sua maior estrela e provavelmente vai fazer a mesma campanha da temporada quando PG estava em indiana.

  • Eu sabia que seria díficil esse encaixe, Westmula é um jogador que diminui os números dos que estão ao seu lado, pra ele não tem equipe, existe ele mesmo, e ao lado de um outro jogador egoísta como Carmelo, era óbvio que ia dar nisso, e não adianta, não vai ter treinador que vai dar jeito nesse seu pensamento. Só que ele tem q lembrar que ele é um ARMADOR.

  • Gabriel Pereira Barbosa

    Falar que o WestBrook não consegue elevar o nível do Thunder e só eleva o dele parece uma ofensa para os outros aqui.
    Os jogadores do lado dele não conseguem nem ser coadjuvantes.
    O Problema do Thunder já tá explícito aí e veste a camisa 0.
    Vão passar anos e anos e vai ter gente achando que o problema é o cavalo e não a sela.

  • Indian!

    Pacers vem pra Top3 do leste

    Hoje tem que passar por cima do Cavs sem pena

  • Victor – Aqui é Grêmio

    Eu tava pensando sobre o trabalho do Presti hoje mesmo. Ele foi quase uma unanimidade na offseason e, se agora o time não está rendendo o esperado, isso não poderia decair sobre ele.
    NENHUM time abriria mão de contratar PG por Oladipo e Sabonis. Melo era, também, um ativo interessante, um scorer provado e um dos maiores jogadores dessa geração. Ainda que ele não fosse mais o jogador de 3 ou 4 anos atrás – quando era considerado um dos jogadores com mais recursos ofensivos – era um jogador de altíssimo calibre pra ser segunda ou terceira opção na hora de “carregar o piano”.

    É muito natural que haja uma oscilação em um time que mudou boa parte da rotação titular e reserva. Em algum momento, o time deve engrenar, mas provavelmente não alcançará o teto que todos imaginávamos.

    As atuações dos “expurgados” de OKC nos mostram algo que já podíamos imaginar: não é fácil jogar com Westbrook. Até hoje, apenas Durant e Ibaka desempenharam grandes papéis ao lado do armador e o motivo provável é que, naquele time, Durant era o “dono”. À medida que a importância do West foi aumentando, Ibaka foi murchando. Durant não, mas se trata de um fora de série, que seria o melhor jogador da liga se não fosse contemporâneo do LeBron.

    Eu espero que eles vão para os playoffs. É um elenco muito “cascudo” e talentoso e, motivado, pode dificultar pra QUALQUER adversário. A “surra” que eles aplicaram no Warriors é prova disso.

    O fato é que o time vem cambaleando e a “culpa” deve ser dividida entre Donovan e os jogadores. Mas quanto mais passa a temporada, mais claro fica que o Harden foi o MVP da temporada passada. E eu sei que, mesmo que o Barba tivesse ganhado o prêmio, os livros contariam a história do cara que fez o impossível, que repetiu Oscar Robertson.
    O que o Westbrook fez foi absurdamente histórico. Mas não foi o melhor jogador.

    • WLuz

      Concordo plenamente, e a busca pelos recordes para RW, prejudicaram o OKC, JH, MVP 16/17 e 17/18.

    • Maurilei Teodoro

      Ótima análise. Muito sensata. Bem lembrado que se o time não acertou ainda, culpa do Presti não é. Ele fez o que tinha que fazer adquirindo 2 astros. Agora os jogadores e técnicos tem que se virar !!

      • Victor – Aqui é Grêmio

        Eu acho que, no final das contas, ele pode ter errado. Mas errou de uma maneira que todos gostariam de ter feito igual antes da temporada.
        E mais: provavelmente Oladipo e Sabonis continuariam sendo aqueles da temporada passada se ficassem em OKC.

    • João Simplicio

      O maior problema do okc é o Donovan! Pode oberservar q a maioria dos kras q saiu do thunder evoluiu muito! Waiters, Oladipo, Sabonis, Kunter, até o Durant evoluiu consideravelmente! O Melo Tb é um problema pois é um jogador egoista. O PG parece ter um perfil mais altruísta, mas o Melo e o Westbrook…

  • João Simplicio

    “O problema é 2”, Donovan e Melo.

  • Cedi LeBrOSMAN

    Jogar com o Westbrook realmente deve ser complicado. Ele é um cara q gosta de dominar as posses de bola, pouco sabe jogar sem ela, e mts vezes é impulsivo. Tenta uns arremessos de 3 pts sem noção, e peca pela ineficiência alguns vezes (vários mid-ranges, mts arremessos de 3 pts sem ter bom aproveitamento, e alguns jogos com excesso de TOs.).
    Dito isto… realmente tá sendo estranho essa falta de criatividade ofensiva do OKC. Se for pra pensar, isto tá acontecendo desde q o Harden saiu, e o KD e o Westbrook assumiram de vez o protagonismo do OKC. Mudou o treinador, e a estagnação se manteve, os dois eram batendo cabeça em mts posses de bola. Saiu Durant, e o ataque continuou engessado. Chegou PG e Melo.. e permanece do msmo jeito! Enquanto isso, em Washington, o Scott Brooks tá comandando um excelente ataque no Wizards (8° melhor este ano, 7° no ano passado.).
    Melo e PG estão com este discurso de ajudar o Westbrook, mas o q tem q ser é o contrário. O Westbrook não mudou em nada, em relação a temporada passada!
    Ele precisa melhorar o arremesso e saber fazer infiltrações sem a bola, para ser efetivo sem a bola. Quando ele tá sem a bola ou fica parado, esperando, ou vai brigar pelo rebote.
    Westbrook precisa mudar.

  • Thiago26 // NBA GAME

    Apelido do Olamito era Olamisso. Ele SUMIA nos jogos, sem essa de que o West atrapalhava. Oladipo quando tinha as bolas não fazia nada. E quando tinha, errava

    • Gustavo Freitas

      Sumia porque a função dele era sempre abastecer Westbrook. Dele e de qualquer outro jogador. Aliás, to abrindo espaço pro Westbrook pegar (já pegou) rebote. Faleu, valou.

  • Thiago26 // NBA GAME

    Agora que Oladipo e Sabonis estão bem é fácil falar. Pacers entrou sem pretensão nenhuma na temporada, já que tinha perdido o PG.

    O Oladipo chegou em OKC para ajudar o West, ser o segundo jogador, já que o KD tinha saído. E não jogou bosta nenhuma. Sumia, principalmente nos minutos finais

    • Gustavo Santos

      OKC só estava estragando o Olamito rs, ainda bem que ele voltou para a casa.. Acho que o Thunder vai dar trabalho nos playoffs… Agora se continuar essa pindaíba aí, melhor desmanchar o trio de novo e repensar ou no mínimo tentar um técnico ainda nesta temporada…mas tem que ser nível tio Pop

  • Claudio R.

    Srm sombras de duvidas, se aquele time do Thunder de 2012 se mantivesse, seria muito mais forte que o golden state de hj. Pois teriam provavelmente no auge 3 dos 10 melhores jogadores em suas respectivas posições da história em Durant , Harden e Westbrook. Com certeza já teriam um título… foi muita burrice do front Office do OKC… e o Harden tava pedindo só 60 milhões por 4 anos…. o Tristan Thompson ganha mais que isso hj… kkkk

  • PG to DENVER? ☇

    O elenco de 2016/17 era fraco sim,não quer dizer que os jogadores eram fracos,mas o elenco em si (comissão +jogadores) eram fracos.
    Do Sabonis e Oladipo,o único que talvez não tenha tido tanta culpa no mau rendimento no Thunder era o Sabonis.Primeiro pq ele era rookie,segundo que o Donovan não soube aproveitá-lo.Assim como ele não sabe aproveitar nenhum jogador corretamente,nem o Westbrook.
    Já o Oladipo,o problema dele sempre foi ele próprio. Nao só no Thunder,mas no Magic ele também não rendeu.O que mostra que o problema dele era motivação,e Indiana era o melhor lugar pra isso,já que ele se destacou na Universidade de lá. Ele mesmo falou esses dias que cresceu muito devido aos tempos em que jogou com o Westbrook.Acho que a temporada dele fez com que o Oladipo tivesse vontade de se destacar,e vem conseguindo.

    • Paulo Henrique

      Oladipo ficou muito abalado com a eliminação do Thunder pro Rockets, ele prometeu que iria voltar melhor do que nunca, perdeu peso, ficou mais forte e agora tá aí. Mas sem dúvida a troca foi a melhor coisa que aconteceu com ele, Indiana é a casa dele

  • Thomazbrasil

    Para mim o erro foi montar um time com nomes ao invés de peças…. vai dar certo? Vai, ou pode dar, mas vai demorar.

    Difícil encher um copo quase cheio, imagine ter que misturar três copos quase cheios e ainda acrescentar mais!!!!!! Sem derramar nada!!!! Dureza!!!!!

  • Lebrão ladrão de coração

    Muita gente dizendo “Oladipo não jogava bem no Thunder por causa do Wesbrook” acho que não viram os jogos pq quem viu sabe q o Westbrook passava muito a bola pro Oladipo e ele amassava o aro , ele teve 42% de FG temporada passada então sem essa de a culpa era do Wesbrook e outros dizendo Westbrook só quer saber de TD” acho que você tem algum probleminha pq quando Westbrook faz um TD o time ganha na maioria das vezes isso não é questão de opinião são os NÚMEROS!

    Porém nessa temporada a coisa tá feia não só em relação ao Westbrook mas em relação ao time todo

  • LeopidexNBA

    Perfeito o texto. Concordo igualmente com o ponto em que o autor destaca o fato de que a mínima crítica ao Westbrook desencadeia uma sequência de comentários irados embebidos em hormônios adolescentes. O mais incrível é que a defesa de Westbrook se baseia nos péssimos números apresentados pelo elenco de apoio do OKC na temporada passada. O que é difícil para esse pessoal entender é o fato de que quando vários jogadores apresentam desempenho muito abaixo do que são capazes é devido à falta de um jogador capaz de liderar e integrar o elenco. Ter conseguido chegar às finas se deve ao fato do time de OKC ter sido liderado por um gênio como KD. Westbrook, foi, é e sempre será um obstáculo ao desenvolvimento do elenco de OKC.

  • Danilo Celtics #Banner18

    com um coach desses é dificil dar certo msmo

  • Leo

    O OKC em nenhum momento foi uma equipe. Nem nessa temporada nem na passada. Hoje é um grupo de bons jogadores que não estão formando bom coletivo. Westbrook até está tentando envolver mais os companheiros, só que isso ainda não é natural para ele. E o Carmelo que é um grande scorer tá tijolando mais que tudo.

    Sobre os jogadores que sairam, eles estão muito melhor fora do Thunder. Além de terem sido mal aproveitados, devem estar cheios de vontade de provar que o pessoal de OKC está errado. Kanter está até defendendo bem.

    Um dos problemas é a comissão técnica, pois tem peças boas e não está conseguindo render. E talvez o ambiente por lá não seja dos melhores.

  • Khan

    Como extrair mais do Sabonis sendo que já tinham Kanter e Adams para o mesmo espaço? Queriam utilizar ele como Straight Four ao melhor estilo Ryan Anderson mas essa não era a parada dele, a arte dele é na zona pintada mas como dito antes já tinham dois nomes que ocupavam essa zona, É mais fácil fazer isso quando você só tem um concorrente (Myles Turner) que não faz uma boa temporada!
    Coloca o Oladipo ao lado de alguma estrela e vamos ver se ele funciona, caso parecido com o Waiters que precisa monopolizar a bola para render, jogou com LBJ/Irving e não fez nada, jogou ao lado de KD/RW e nada novamente, tudo o que pediram para o Oladipo no ano passado ele está fazendo agora, mas ele não tinha posses? Apesar de estar no time do Westbrook ele tinha bastante posses mas aparentava não saber o que fazer com a bola, o Magic chutou trocou ele pois o Fournier já tinha engolido o Oladipo na composição da equipe, tanto é que o Oladipo virou reserva e tomou chá de banco, Oladipo melhorou em todos os aspectos nessa temporada e já se continuar nesse ritmo briga por MIP e vai para o ASG!

    Ambos poderiam render mais no Thunder da última temporada, mas fazem parte daquela lista de jogadores que só renderam quando foram para uma equipe com menos pressão!

    • Brinell Arcanjo

      Na minha opiniao hj Oladipo é MIP. All star acho que irá tb mas talvez não consiga, tem muito concorrente pra posição dele ( Irving, DeRozan, Wall, Beal (que ta jogando muito na ausencia de wall) Ben Simmons, Dragic.

  • Rafael Victor

    Queria ver o Carmelo ter a mesma atitude do Wade no Cavaliers (ou o técnico ter a moral de fazer isso) e pedir pra vim do banco (com o Grant virando titular)! Acho que liderando a segunda unidade o jogo dele fluiria e o desempenho individual melhoraria, assim como resolveria o problema citado no item 2, mas…

    • dirct

      Carmelo reclamou ano passado publicamente por ter ficado de fora da lista do all star game (depois conseguiu entrar pelo corte de jogador lesionado) e se referiu a isso como “falta de respeito com um jogador com sua história”, o seu ego é enorme e ele acha que é do mesmo nível de Lebron, KD, Curry etc….., jamais vc verá o Carmelo fazer esse pedido e se for colocado no banco pelo técnico “racha o elenco” e pede para ser trocado no ato.

      • Maurilei Teodoro

        Hoje em dia o Carmelo não joga nem metade do que ele próprio acha que joga !

  • Gustavo Santos

    Concordo com todos os pontos… Jogar com o Westbrook tá lembrando como era jogar com o Kobe Bryant.. muitos jogadores novos desenvolvem muito melhor quando não tem que jogar com um jogador desse estilo. Fora estes exemplos olha o qto o Porzings está evoluindo tb sem o Carmelo, porém este já estava jogando muito mesmo com o Anthony, mas é nítido que sem uma estrela ao seu lado, ele terá mais espaço… Acho que o Thunder ainda deve dar liga e irá dar trabalho nos offs, caso não resolva aí é coisa que só técnico nível Popovich talvez resolva.. Quero mais é que o PG exploda onde ele for, mas nada contra o time do Thunder. Go Pacers

    • luiz lakers

      cara acho que nao e tao valida essa comparaçao . kobe realmente era fominha mas mesmo sendo fominha fazia o time ganhar entao a forma como ele jogava era valida. westbrook joga muito na base de forçar coisa que kobe nao fazia

      • Gustavo Santos

        A torcida do lakers agradece os títulos do Kobe mas nos últimos anos o Kobe forçava, o Lakers não conseguia campanhas de playoff e não se viu nenhum jogador evoluir ao lado do Kobe ou mesmo nenhum jogador se destacando além do Bryant.

        • luiz lakers

          gasol evoluiu,fisher , andrew bynum , lamar odom , entre outros. de fato no fim da carreira kobe nao era tao efetivo porem ele era o unico cara do time que sabia jogar e entao forçava..

  • Eduardo Rebelatto

    Cadê os jogos da rodada?

    • Gustavo Santos

      tb procurei e não achei!!

  • felipe fernando Oliveira

    O texto vai ser longo mas vou dizer tudo que penso. Mas antes quero dizer que concordei demais com o texto.
    1. Sobre o Donovan, eu não sei se o problema realmente é ele. Pois na primeira temporada em que KD afinou todos e digo TODOS elogiamos a postura que ele armou a equipe contra Spurs e principalmente quando ganhou 3 jogos do GSW, ou seja ele mostrou que quando o time adota seu padrão de jogo as coisas andam. O erro de Donovan começou temporada passada, pois ele abdicou de dar padrão de jogo a equipe pra liberar RWB a fazer seus TD. Billy abdicou de continuar moldando a equipe com sua metodologia em prol de abrir espaço pra Brook fazer história, e hoje ele paga um preço alto por isso.
    2. Todos vibramos com as trocas. Todos eram unanimidade em dizer que OKC tinha um time no papel pra bater GSW. Mas também sabíamos que era difícil acontecer pois são jogadores que precisam da bola nas mãos, centralizam em si as ações e com exceção de PG, RWB e Melo são egocêntricos. Pra fazer esse time acontecer não depende exclusivamente de Donovan. Será que as estrelas estão acatando a vontade tática e a metodologia dele? E se Billy Tbm já percebeu que é melhor Melo comandar a unidade 2, mas não faz por saber do ego inflado dele.
    3. Foi feliz quem comparou a situação de RWB com a de Kobe. KD só aconteceu com Brook pois ele já estava lá antes de Brook. E vemos que nos EUA eles respeitam hierarquia, vide CP3 em Houston, Butler nos Wolvs e KD em GSW. Então Melo um pouco menos e PG respeitam e entendem que o time já era de Brook. Então se pra um ALLS já é difícil acontecer ao lado de Brook imagina pra novatos e roller. Quem acompanha o site a mais tempo sabe, depois que KD saiu fui a favor da reformulação total e tank, mas sempre disseram que eu era louco, eu jamais vou dizer que RWB é um jogador ruim, mas pra mim ele se não fazer uma mudança drástica de mentalidade não é jogador pra melhorar seus companheiros nem ser FP. Pra mim RWB tem o mesmo papel que Pippen, é sim um ALLS mas sozinho não leva a equipe pra lugar algum nem eleva seus companheiros.
    4. Sobre Melo, é um scorer nato? É sim! Mas assim como Brook tem que mudar, ele também tem que mudar sua mentalidade de jogo, ser mais altruísta, mais inteligente e móvel no ataque, se o intuito é ser campeão sacrifício tem que ser feito. E como eu disse, eu quero ver o Melo dos últimos 5 minutos do 4/4 do jogo contra o Jazz dessa semana. Se ele é RWB for daquela maneira 80% do tempo deles em quadra já sermos contender.

    Sobre PG. Pra mim é o melhor dos três. Altruísmo, QI alto, sabe passar, é arremessar. É quando a bola não cai ele distribui muito bem o jogo. E principal está defendendo demais. Digo com toda certeza que se OKC estivesse pelo menos em 4 na conferência PG estaria sendo falado pra disputar o prêmio de defensor da temporada.
    Finalizar. Eu não sei o que vai ser de OKC, SINCERAMENTE não sei. Estamos no oeste e em 2014 com campanha de 45 vitórias não fomos pro off. Então Pressti tem que se decidir. Ou faça mudanças na comissão técnica, ou mude ou traga jogadores pra elevar o time. Eu imagino que se OKC for aos off vira contender pois os off são diferente.

    • dirct

      Presti não pode fazer mais nada essa temporada, OKC está inteiramente engessado com relação a folha de salário para manter o big 3, eu li em uma matéria essa semana que o OKC é a equipe que mais gasta com salários e eu não estou falando só de equipe de basquete, na matéria disseram DE QUALQUER ESPORTE.

      Agora vai ter que ir com esse time até o fim da temporada e depois esperar pra ver se Carmelo e PG renovam ou saem de graça pra depois pensar no que fazer.

      • felipe fernando Oliveira

        Se o jogador aceitar contrato mínimo pra veterano isso não impacta no CAP do time. Ex. Se Ty Lawson e Terrence Jones (que estão no mercado e pra mim ainda tem gasolina no tanque) aceitarem o contrato mínimo pra veterano eles podem ser contratados sem atrapalhar o CAP da equipe.

  • Bruno Macedo

    Eu sou um dos poucos que acreditei no time do pacers, sempre falei é um time fraco sim mas com vários role players úteis se tivesse mal a metade do time ia ter espaço em contenders pra melhorar o time nos offs.
    Agora sobre o thunder pra mim o grande culpado de tudo é o técnico, ele fez o time jogar pro West ter TDs todos os jogos sim, foi por isso que o time está sem identidade hoje, o time é extremamente omisso e tem um SG porcaria que não joga nem no NBB (chutei o balde kkkk), agora o segundo que mais tem culpa é o West ele não sabe armar um time campeão isso é fato, ele não melhora nada seus companheiros, e tá jogando abaixo das expectativas esse ano os TDs não estão ajudando em nada o time não tá jogando no ritmo do ano passado, muito porque os jogadores do leste (melo e George ) estão acostumados a jogar em um estilo mais lento, é um jogo mais de meia quadra por isso nos últimos anos de 10 melhores ataques o leste tinha uns 3 por aí e isso fez a conferência ser taxada de fraca, e esse negócio de melo ir pro banco liderar time reserva é uma grande balela por que um reserva que joga 30 minutos não pode ser taxado como reserva e o que vai mudar ele ser reserva se vai tá jogando a maior parte do jogo com os titulares, se quer ele liderando time reserva faz a rotação pra ele jogar com os reservas ué, banco do Thunder é um bagaço, um dos piores dá liga.
    No mais eu não gosto muito do Thunder não kkk, gostava do West mas depois de toda a frescura dos TDs, ficar de birrinha com o KD, eu desgostei dele, do George eu não gosto mesmo, deve ser pelos anos que ele enfrentava o Miami, mas não vou chegar aqui e falar que ele é ruim ele é um dos melhores da liga, melo tá decadente o ego dele é inflado demais pra perceber isso, por isso os contenders não querem ele dá pra ver que é um cara tóxico pra um elenco.
    O foda que esse time tem a cara de time de offs que cresce e tira um time melhor, se os times tiverem a chance de matar eles e tirar eles dos offs tem que fazer isso, é um time extremamente perigoso.

  • Há alguns meses o Bola Presa fez um artigo discutindo sobre as regras salariais e aborda a troca do Harden, e traz outra perspectiva para a movimentação do Thunder, dá uma compreensão do que porque o fator financeiro pesou, e como uma regra salarial que deveria beneficiar as franquias dos pequenos centro se voltou contra elas. Para quem se interessar o nome do artigo é “A Aventura Financeira do Thunder” ou “Aventura do Thunder” (algo assim).

    Vale lembrar que o Ibaka não se tornou o jogador que o Thunder (e boa parte dos fãs) esperava, na época um pivô capaz de proteger o aro e se impor no garrafão era super valorizado, o Heat passou os 4 anos do LeBron em Miami tentando achar um. Na época fazia sentido manter o Ibaka em OKC embora abrir mão do Harden nunca tenha tido unanimidade.

    Já o Oladipo é uma surpresa, não acho que o GM do Pacers e nem o mais otimista torcedor esperava que ele produzisse tanto. Ele chegou na NBA como o Junior, então já era mais velho que outros prospectos, em seus 4 anos de liga, tanto no Magic sendo o cara do time quanto no OKC sendo o coadjuvante ele produziu basicamente o mesmo.

  • Diego Pereira Dos Santos

    Concordo com todo o texto exceto em relação ao técnico, acho ele ruim… chegou tendo KD junto com o Westbrook no elenco e o OKC vivia das jogadas individuais dos dois jogadores… não tinha uma jogada se quer… KD foi embora ai piorou ainda mais… é agora não consegue encaixar o time com 3 All Stars

  • Mailson Silva Sena

    Pra mim o Thunder errou demais nesses anos (desde o último ano em Seattle) onde deixava suas principais estrelas arremessarem tudo o que quisesse. Foi assim com Durant, foi e está sendo assim com Westbrook. Parace que o time não sabe jogar coletivamente. Uma prova disso é que parece que todo ex jogador do Thunder quando joga bem em outra equipe parece que era subvalorizado no Thunder. É o caso de Jeremy Lamb, Reggie Jackson e está sendo agora com Oladipo e Sabonis. Esse encorajamento. que o time deu em deixar a bola tempo demais com suas estrelas fez e está fazendo com que o time pague agora.

  • Norrin Radd

    Acompanho a NBA há décadas.
    Não sou nenhum especialista em negociações e CAP salarial das franquias.
    Mas nunca entendi porque o OKC deixou escorrer pela mão aquele time com KD, Barba, West e Ibaka (se não me engano ainda tinha o Sefolosha pra defender).
    Se não foram capazes de ser campeões com esse time, ou ao menos manter esse time para ser campeões, com certeza não serão com esses allstars de segunda linha como Paulo Jorge e Carmelo.