Offseason 2019 – Conferência Oeste: raio-x das equipes da Divisão Sudoeste

Conferência Oeste – Divisão Sudoeste

Dallas Mavericks

Dono da franquia: Mark Cuban
Front office: Donnie Nelson (presidente de operações e gerente-geral)
Técnico: Rick Carlisle (contrato garantido até 2023)

Contratos garantidos para 2019/20: US$55.45 milhões
– Tim Hardaway Jr. (SG/SF): US$20 milhões
– Courtney Lee (SG/SF): US$12.8 milhões – expirante
– Dwight Powell (PF/C): US$10.25 milhões – expirante
– Luka Doncic (PG/SG/SF): US$7.7 milhões
– Justin Jackson (SF): US$3.3 milhões
– Jalen Brunson (PG): US$1.4 milhão

Contrato não garantido para 2019/20: US$1.4 milhão
– Ryan Broekhoff (SF): US$1.4 milhão – torna-se garantido a partir de 29/06/2019

Exceções salariais
Trade exception de US$21.3 milhões (expira em 07/02/2020)
Trade exception de US$1.2 milhão (expira em 31/01/2020)

Agentes livres
– Kristaps Porzingis (PF/C): restrito (Mavs tem os Bird rights) – Cap Hold de US$17 milhões
– Dorian Finney-Smith (SF): restrito (Mavs tem os Bird rights) – Cap Hold de US$1.9 milhão
– J.J. Barea (PG/SG): irrestrito (Mavs tem os Bird rights) – Cap Hold de US$7 milhões
– Maxi Kleber (PF): restrito (Mavs tem os Early Bird rights) – Cap Hold de US$1.8 milhão
– Trey Burke (PG): irrestrito (Mavs tem os Early Bird rights) – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Devin Harris (PG): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Salah Mejri (C): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão

Provável espaço na folha salarial
– Cerca de US$47 milhões

Objetivos na offseason
– Montar um time competitivo e brigar por vaga nos playoffs
– Renovar com Kristaps Porzingis, J.J. Barea, Maxi Kleber e Dorian Finney-Smith
– Adicionar um armador que não precise tanto de ficar com a bola nas mãos para jogar ao lado de Doncic
– Adicionar veteranos para a rotação
– Adicionar pontuadores (terceiro pior em arremessos de quadra convertidos, quarto pior no aproveitamento de arremessos de quadra e décimo pior em média de pontos anotados em 2018/19)
– Adicionar arremessadores do perímetro (quarto pior aproveitamento nas bolas de três pontos em 2018/19)

Potenciais alvos na agência livre
– Kemba Walker (PG): irrestrito
– Tobias Harris (SF/PF): irrestrito
– Khris Middleton (SG/SF): irrestrito
– Malcolm Brogdon (SG): restrito
– Jimmy Butler (SG/SF): irrestrito
– Patrick Beverley (PG/SG): irrestrito
– Nikola Vucevic (C): irrestrito
– Danny Green (SG/SF): irrestrito
– Trevor Ariza (SG/SF): irrestrito
– Wayne Ellington (SG/SF): irrestrito
– Jeff Green (SF/PF): irrestrito

Principais moedas de troca
– O contrato expirante de Courtney Lee
– Tim Hardaway Jr. e Justin Jackson

Potenciais alvos de troca
– Bradley Beal (SG, Washington Wizards): US$55.8 milhões nas próximas duas temporadas
– Mike Conley (PG, Memphis Grizzlies): US$32.5 milhões na próxima temporada e uma player option de US$34.5 milhões em 2020/21
– Danilo Gallinari (SF/PF, Los Angeles Clippers): expirante de US$22.6 milhões

Escolha no Draft 2019
– Uma de segunda rodada (37)

Potenciais alvos na segunda rodada do Draft
– Isaiah Roby (SF/PF, Nebraska, junior, 21 anos)
– Dylan Windler (SF, Belmont, senior, 22 anos)
– Jontay Porter (C, Missouri, sophomore, 19 anos)
– Chuma Okeke (PF, Auburn, sophomore, 20 anos)
– Mfiondu Kabengele (C, Florida State, sophomore, 21 anos)
– Daniel Gafford (C, Arkansas, sophomore, 20 anos)
– KZ Okpala (SF, Stanford, sophomore, 20 anos)
– Deividas Sirvydis (SF, Lituânia, 18 anos)
– Darius Bazley (SF/PF, freshman, 18 anos)
– Louis King (SF, Oregon, sophomore, 20 anos)
– Nicolas Claxton (C, Georgia, sophomore, 20 anos)


Houston Rockets

Dono da franquia: Tilman Fertitta
Front office: Daryl Morey (gerente-geral)
Técnico: Mike D’Antoni (contrato garantido até 2020)

Contratos garantidos para 2019/20: US$115.25 milhões
– Chris Paul (PG): US$38.5 milhões
– James Harden (PG/SG): US$38.15 milhões
– Clint Capela (C): US$14.9 milhões
– Eric Gordon (SG/SF): US$14 milhões – expirante
– P.J. Tucker (SF/PF): US$8.3 milhões
– Gary Clark (SF/PF): US$1.4 milhão

Contratos não garantidos para 2019/20: US$4.2 milhões
– Isaiah Hartenstein (PF/C): US$1.4 milhão
– Chris Chiozza (PG): US$1.4 milhão
– Michael Frazier (SG): US$1.4 milhão

Player option (opção de estender o contrato por mais uma temporada): US$3.8 milhões
– Nenê Hilário (C): US$3.8 milhões

Exceções salariais
Trade exception de US$1.5 milhão (expira em 01/08/2019)
Trade exception de US$2.6 milhões (expira em 31/08/2019)
Trade exception de US$1 milhão (expira em 07/01/2020)
– Trade exception de US$1.5 milhão (expira em 22/01/2020)
Trade exception de US$3.2 milhões (expira em 06/02/2020)
Trade exception de US$3.6 milhões (expira em 06/02/2020)
Trade exception de US$1.6 milhão (expira em 07/02/2020)
Trade exception de US$1.5 milhão (expira em 07/02/2020)
Trade exception de US$1.5 milhão (expira em 07/02/2020)

Agentes livres
– Iman Shumpert (SG): irrestrito (Rockets tem os Bird rights) – Cap Hold de US$16.5 milhões
– Austin Rivers (SG): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Gerald Green (SG/SF): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Kenneth Faried (PF/C): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Danuel House (SF): restrito – Cap Hold de US$1.9 milhão
– Vince Edwards (SF/PF): restrito – Cap Hold de US$1.6 milhão

Provável espaço na folha salarial
– Cerca de US$17 milhões acima do teto salarial, mas abaixo da Luxury Tax

Objetivos na offseason
– Manter-se como contender, nem que para isso o time pague multas por ultrapassar a Luxury Tax
– Adicionar reboteiros (terceiro pior em número de rebotes em 2018/19)
– Adicionar criadores de jogadas (terceiro pior em número de assistências em 2018/19)
– Adicionar arremessadores de média distância (time que menos tentou e converteu arremessos de dois pontos em 2018/19)

Potenciais alvos na agência livre
– Kentavious Caldwell-Pope (SG/SF): irrestrito
– Rodney Hood (SG/SF): irrestrito
– Justin Holiday (SG/SF): irrestrito
– Garrett Temple (SG/SF): irrestrito
– Wes Matthews (SG/SF): irrestrito
– Reggie Bullock (SG/SF): irrestrito
– Trevor Ariza (SG/SF): irrestrito
– Danny Green (SG/SF): irrestrito

Principais moedas de troca
– O contrato expirante de Eric Gordon
– Chris Paul, Clint Capela

Escolha no Draft 2019
– Nenhuma


Memphis Grizzlies

Dono da franquia: Robert Pera
Front office: Zach Kleiman (vice-presidente de operações), Glen Grunwald (conselheiro sênior), Rich Cho (vice-presidente de estratégia)
Técnico: Taylor Jenkins

Contratos garantidos para 2019/20: US$83.6 milhões
– Mike Conley (PG): US$32.5 milhões
– Chandler Parsons (SF): US$25.1 milhões – expirante
– Kyle Anderson (SF): US$9 milhões
– C.J. Miles (SG/SF): US$8.7 milhões – expirante
– Jaren Jackson Jr. (PF): US$6.9 milhões
– Jevon Carter (PG): US$1.4 milhão – expirante

Contratos não garantidos para 2019/20: US$18 milhões
– Avery Bradley (SG): US$13 milhões – torna-se garantido a partir de 03/07/0219
– Bruno Caboclo (SF/PF): US$1.8 milhão – torna-se garantido a partir de 10/07/0219
– Dillon Brooks (SG/SF): US$1.6 milhão – torna-se garantido a partir de 05/07/0219
– Ivan Rabb (PF/C): US$1.6 milhão – torna-se garantido a partir de 15/07/0219

Exceções salariais
Trade exception de US$1.5 milhão (expira em 17/07/2019)
Trade exception de US$2.4 milhões (expira em 23/07/2019)
Trade exception de US$8 milhões (expira em 07/02/2020)
Trade exception de US$1.5 milhão (expira em 07/02/2020)

Agentes livres
– Jonas Valanciunas (C): irrestrito (Grizzlies tem os Bird rights) – Cap Hold de US$24.8 milhões
– Delon Wright (PG/SG): restrito (Grizzlies tem os Bird rights) – Cap Hold de US$7.6 milhões
– Tyler Dorsey (SG): restrito (Grizzlies tem os Early Bird rights) – Cap Hold de US$1.7 milhão
– Justin Holiday (SG/SF): irrestrito (Grizzlies tem os Early Bird rights) – Cap Hold de US$5.7 milhões
– Joakim Noah (C): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Tyler Zeller (C): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão

Provável espaço na folha salarial
– Cerca de US$5 milhões

Objetivos na offseason
– Flexibilizar a folha salarial e dar continuidade à reformulação do elenco
– Trocar Mike Conley, enquanto ele ainda tem um bom valor de mercado
– Renovar com Delon Wright e Jonas Valanciunas
– Adicionar pontuadores (pior em média de pontos anotados e pior em arremessos de quadra tentados e convertidos em 2018/19)
– Adicionar reboteiros (segundo pior em rebotes em 2018/19)
– Adicionar arremessadores do perímetro (quarto pior em número de bolas de três pontos convertidas em 2018/19)

Potenciais alvos na agência livre
– Jonas Valanciunas (C): irrestrito
– Delon Wright (PG/SG): restrito
– Tyler Dorsey (SG): restrito

Principais moedas de troca
– Mike Conley
– Os contratos expirantes de Chandler Parsons e C.J. Miles
– O contrato expirante e não garantido de Avery Bradley

Escolha no Draft 2019
– Uma de primeira rodada (2)

Potencial alvo na primeira rodada do Draft
– Ja Morant (PG, Murray State, sophomore, 19 anos)


New Orleans Pelicans

Dona da franquia: Gayle Benson
Front office: David Griffin (vice-presidente de operações), Trajan Langdon (gerente-geral)
Técnico: Alvin Gentry (contrato garantido até 2021)

Contratos garantidos para 2019/20: US$66.15 milhões
– Jrue Holiday (PG/SG): US$27 milhões
– Solomon Hill (SF): US$12.75 milhões – expirante
– Lonzo Ball (PG): US$8.7 milhões
– E’Twaun Moore (SG/SF): US$8.6 milhões – expirante
– Brandon Ingram (SG/SF): US$7.2 milhões – expirante
– Josh Hart (SG): US$1.9 milhão

Team option (opção do time encerrar o contrato antes da abertura do mercado): US$1.7 milhão
– Jahlil Okafor (C): US$1.7 milhão

Contratos não garantidos para 2019/20: US$6 milhões
– Christian Wood (PF/C): US$1.6 milhão
– Frank Jackson (PG/SG): US$1.6 milhão – torna-se garantido a partir de 30/06/0219
– Kenrich Williams (SF): US$1.4 milhão – torna-se garantido a partir de 22/07/0219
– Dairis Bertans (SG) US$1.4 milhão – torna-se garantido a partir de 01/08/0219

Exceção salarial
Trade exception de US$11.1 milhões (expira em 06/07/2020)
Trade exception de US$3.1 milhões (expira em 07/02/2020)

Agentes livres
– Julius Randle (PF/C): restrito (Pelicans tem os Bird rights) – Cap Hold de US$9 milhões
– Cheick Diallo (PF/C): restrito (Pelicans tem os Bird rights) – Cap Hold de US$1.9 milhão
– Stanley Johnson (SG/SF): restrito (Pelicans tem os Bird rights) – Cap Hold de US$11.8 milhões
– Darius Miller (SG/SF): irrestrito (Pelicans tem os Early Bird rights) – Cap Hold de US$2.9 milhões
– Ian Clark (SG): irrestrito (Pelicans tem os Early Bird rights) – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Elfrid Payton (PG): irrestrito – Cap Hold de US$3.6 milhões
– Trevon Bluiett (SG): irrestrito – Cap Hold de US$1.4 milhão

Provável espaço na folha salarial
– Cerca de US$18.8 milhões

Objetivos na offseason
– Selecionar Zion Williamson na primeira escolha geral do Draft
– Montar um time competitivo com a saída de Anthony Davis e brigar por vaga nos playoffs
– Adicionar arremessadores do perímetro (sétimo pior aproveitamento nas bolas de três pontos em 2018/19 e o atual elenco não tem chutadores confiáveis / espaçamento)

Potenciais alvos na agência livre
– Julius Randle (PF/C): irrestrito
– Cheick Diallo (PF/C): restrito
– Elfrid Payton (PG): irrestrito
– Danny Green (SG/SF): irrestrito
– Trevor Ariza (SG/SF): irrestrito
– Terrence Ross (SG/SF): irrestrito
– Wayne Ellington (SG/SF): irrestrito
– Wesley Matthews (SG/SF): irrestrito
– Marcus Morris (SF/PF): irrestrito
– Markieff Morris (PF): irrestrito
– Dewayne Dedmon (C): irrestrito
– Nikola Vucevic (C): irrestrito
– Willie Cauley-Stein (C): restrito
– DeAndre Jordan (C): irrestrito
– Brook Lopez (C): irrestrito

Principais moedas de troca
– A escolha número 4 do Draft deste ano
– Lonzo Ball
– Os contratos expirantes de Solomon Hill e E’Twaun Moore

Potenciais alvos de troca
– Bradley Beal (SG, Washington Wizards): US$55.8 milhões nas próximas duas temporadas
– Zach LaVine (SG, Chicago Bulls): US$58.5 milhões nas próximas duas temporadas

Escolhas no Draft 2019
– Duas de primeira rodada (1 e 4)
– Duas de segunda rodada (39 e 57)

Potenciais alvos na primeira rodada do Draft
– Zion Williamson (PF, Duke, 18 anos)
– Jarrett Culver (SG/SF, Texas Tech, sophomore, 20 anos)
– Darius Garland (PG, Vanderbilt, freshman, 19 anos)
– De’Andre Hunter (SF, Virginia, sophomore, 21 anos)


San Antonio Spurs

Dono da franquia: Peter Holt
Front office: Gregg Popovich (presidente de operações), R.C. Buford (gerente-geral)
Técnico: Gregg Popovich (contrato garantido até 2022)

Contratos garantidos para 2019/20: US$93.875 milhões
– DeMar DeRozan (SG): US$27.7 milhões
– LaMarcus Aldridge (PF/C): US$26 milhões
– Patty Mills (PG/SG): US$12.4 milhões
– Davis Bertans (PF): US$7 milhões – expirante
– Marco Belinelli (SG/SF): US$5.8 milhões – expirante
– Jakob Poeltl (C): US$3.75 milhões – expirante
– Bryn Forbes (PG/SG): US$2.875 milhões – expirante
– Lonnie Walker (SG): US$2.7 milhões
– Dejounte Murray (PG): US$2.3 milhões – expirante
– Derrick White (PG/SG): US$1.95 milhão
– Chimezie Metu (PF/C): US$1.4 milhão

Jogador dispensado, cujo salário ainda aparece no cap
– Pau Gasol (C): US$5 milhões

Agentes livres
– Rudy Gay (SF/PF): irrestrito (Spurs tem os Early Bird rights) – Cap Hold de US$13.1 milhões
– Quincy Pondexter (SG/SF): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Dante Cunningham (SF/PF): irrestrito – Cap Hold de US$3 milhões
– Donatas Motiejunas (PF/C): irrestrito – Cap Hold de US$1.6 milhão
– Drew Eubanks (C): restrito – Cap Hold de US$897 mil

Provável espaço na folha salarial
– Cerca de US$9 milhões

Objetivos na offseason
– Manter-se competitivo e seguir como time de playoffs
– Tentar trazer o sérvio Nikola Milutinov (24 anos), um dos melhores pivôs da Europa, cujos direitos na NBA pertencem ao Spurs
– Adicionar arremessadores do perímetro (quinto time que menos converteu bolas de três pontos em 2018/19)
– Adicionar jogadores agressivos, que atacam a cesta, que cavam faltas (sétimo time que menos cobrou lances livres em 2018/19)
– Adicionar ao menos um bom reboteiro (décimo pior em rebotes em 2018/19)

Potenciais alvos na agência livre
– Brook Lopez (C): irrestrito
– Marcus Morris (SF/PF): irrestrito
– Thaddeus Young (PF): irrestrito
– Willie Cauley-Stein (C): restrito
– Thomas Bryant (C): restrito
– Ed Davis (C): irrestrito
– Jeremy Lamb (SG/SF) irrestrito
– Al-Farouq Aminu (SF/PF): irrestrito
– Trevor Ariza (SG/SF): irrestrito

Principais moedas de troca
– Os contratos expirantes de Marco Belinelli, Davis Bertans e Jakob Poeltl
– Patty Mills
– Uma das duas escolhas de primeira rodada do Draft deste ano

Escolhas no Draft 2019
– Duas de primeira rodada (19 e 29)
– Uma de segunda rodada (49)

Potenciais alvos na primeira rodada do Draft
– Goga Bitadze (C, Buducnost-Montenegro, 19 anos)
– Rui Hachimura (PF, Gonzaga, junior, 21 anos)
– Bol Bol (C, Oregon, freshman, 19 anos)
– Bruno Fernando (C, Maryland, sophomore, 20 anos)
– Grant Williams (PF, Tennessee, junior, 20 anos)
– Talen Horton-Tucker (SG/SF, Iowa State, freshman, 18 anos)
– Matisse Thybulle (SG/SF, Washington, senior, 22 anos)
– Cameron Johnson (SF, North Carolina, senior, 23 anos)
– KZ Okpala (SF, Stanford, sophomore, 19 anos)
– Daniel Gafford (C, Arkansas, sophomore, 20 anos)
– Chuma Okeke (PF, Auburn, sophomore, 20 anos)
– Luka Samanic (PF, Croácia, 19 anos)
– Mfiondu Kabengele (C, Florida State, sophomore, 21 anos)
– Nicolas Claxton (C, Georgia, sophomore, 20 anos)


Observações

Salary Cap: na próxima temporada, o teto salarial deverá ser de US$109 milhões.

Luxury Tax: na próxima temporada, as multas deverão começar a ser cobradas de quem gastar pelo menos US$132 milhões, ou seja, quase US$23 milhões acima do teto salarial.

Multas: o time que chega ao nível de luxury tax começa a pagar multas – e as punições são mais pesadas para aqueles que são reincidentes.

Tamanho do estouro – Multa por dólar excedente – Multa por dólar excedente em caso de reincidência
– Menos de US$5 milhões – US$1,50 – US$2,50
– Entre US$5 milhões e US$10 milhões – US$1,75 – US$2,75
– Entre US$10 milhões e US$15 milhões – US$2,50 – US$3,50
– Entre US$15 milhões e US$20 milhões – US$3,25 – US$4,25
– US$20 milhões ou mais – US$3,75 + US$0,50 a cada US$5 milhões – US$4,75 + US$0,50 a cada US$5 milhões

Cap Hold: representa, basicamente, o espaço no Cap que uma equipe visa utilizar, ou seja, jogadores com os quais planeja firmar contrato, mas que ainda não o tenha feito. Por exemplo: um jogador escolhido no draft que ainda não tenha assinado contrato com a equipe, irá fazê-lo, e como tal, a equipa precisa de criar um Cap Hold – ou, por outras palavras, uma reserva. Um jogador que é agente livre conta no teto salarial do time mesmo que esteja sem contrato – pelo menos até assinar com outro time. Isso impede que uma equipe assine com agentes livres de outros times e depois assine com os seus próprios utilizando as exceções para estourar o teto salarial.

Exceções que permitem o estouro do teto salarial

Mid-Level Exception: a exceção de nível médio serve para que os times possam contratar anualmente jogadores com contratos medianos, mesmo que estejam acima do teto salarial.

– MLE (para os times que não entrarem na luxury tax): US$9.246 milhões no primeiro ano para quatro anos de contrato
– Mini MLE (para os times que entrarem na luxury tax): US$5.711 milhões no primeiro ano para três anos de contrato
Room Exception (para os times que estiverem abaixo do Cap): US$ 4.76 milhões no primeiro ano para dois anos de contrato

Bi-Annual Exception (US$3.619 milhões no primeiro ano de contrato): permite aos times assinarem com jogadores contratos de até dois anos, com um primeiro ano relativamente baixo e acréscimo de no máximo 8% para o segundo ano. Desde 2011, essa exceção NÃO é liberada para times que pagam luxury tax.

Rookie Exception: a exceção de novatos permite que os times assinem com as suas escolhas de primeira rodada pelos valores tabelados, mesmo que para isso seja necessário ultrapassar o limite do teto salarial.

Larry Bird Exception: tem esse nome porque foi aplicada pela primeira vez durante uma renovação de Larry Bird com o Boston Celtics, nos anos 80. Com ela, os times podem estourar o teto salarial para renovar com jogadores que estão no elenco há pelo menos três anos. O jogador também mantém os seus “Bird rights” se for trocado ou se tiver o contrato puxado dos waivers assim que for cortado. Jogadores que têm os “Bird rights” ainda podem assinar contratos de cinco anos, enquanto outros jogadores não podem assinar vínculos maiores do que quatro temporadas.

Early Bird Exception: serve para jogadores que estão no mesmo time há dois anos. Devem assinar contratos entre dois e quatro anos, com um valor máximo de 175% do salário anterior ou a média do salário da liga (o que for maior).

Non-Bird Exception: serve para jogadores que estão no mesmo time há um ano. São contratos de até quatro anos, com um valor máximo de 120% do salário anterior ou 120% a mais que o piso salarial da NBA (o que for maior).

Minimum Salary Exception: salário mínimo” da liga. Não há limite no número de jogadores contratados sob essa exceção – para a temporada 2019/2020, o salário é de US$2.561 milhões. Aplicada a veteranos que têm dez ou mais anos de trajetória na NBA.

Trade Exception: exceção salarial aberta quando há uma troca de jogadores com contratos discrepantes ou de jogadores por escolhas de draft. O time que troca o jogador de salário maior ganha uma exceção de troca. No prazo de até um ano, esse time poderá fazer uma outra troca em que receba um jogador com o salário maior.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.