Oladipo comemora ótimo início no Pacers: “me sinto em casa aqui”

Um dos envolvidos na troca que culminou na ida do astro Paul George para o Oklahoma City Thunder, o ala-armador Victor Oladipo está fazendo um ótimo início de temporada pelo Indiana Pacers. Cestinha da equipe até o momento (média de 25.5 pontos), e eleito melhor jogador da NBA na última semana, o jogador de 25 anos já se sente em casa em Indianapolis. Em entrevista ao repórter Scott Agness, da rádio Sports 1430 AM, Oladipo aproveitou para elogiar a cidade e demonstrar toda a sua felicidade por atuar no Pacers.

“É simplesmente maravilhoso quando alguém quer você, quando as pessoas acreditam em você, acreditam no seu talento, no trabalho duro, e investem em você. É uma bênção, cara. Não há sentimento melhor do que esse. Eu acredito no meu jogo, mas ter a confiança dos companheiros, dos treinadores e de uma cidade torna cada dia mais doce”, disse o jogador.

Logo após acertar o arremesso decisivo contra o Spurs, nesse domingo, Oladipo gritou em alto e bom som: “esta é a minha cidade”. Questionado pela imprensa ao final da partida sobre o significado da celebração, o jogador afirmou que tem uma conexão especial com Indianapolis.

“Eu realmente acredito nisso que eu falei. Tudo acontece por um motivo. Sinto que pertenço a esta cidade. Eu devo estar aqui por um motivo”, concluiu.

Vale lembrar que, antes de chegar à NBA, Oladipo disputou três temporadas pela Universidade de Indiana. Selecionado pelo Orlando Magic como a segunda escolha geral do Draft de 2013, o ala-armador tem médias de 16.1 pontos, 4.4 rebotes e 3.7 assistências, em 297 partidas disputadas na liga.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • vsr.snake

    Oladipo sempre mostrou potencial, mas alternou bons e maus momentos (até pq na época jogava no Magic ainda era bem jovem). No OKC não deu certo por ‘n’ motivos, inclusive pq passou por um momento técnico ruim. Mas tá na idade de mostrar se vai ser algo a mais ou não, e acho que tem tudo pra dar certo no Pacers.

  • Tá fazendo a negociação do George ter sido uma vitória para o Pacers.

  • Marcos Oliveira

    Dipo tem potencial , é um jogador que precisa ser mais confiante no seu jogo, acredito que jogar o Westbrook fez muito bem pra ele, quem sabe um futuro all-star.

  • Marcos Gordinho

    Lembro que era comparado com Iggy antes do draft, não devia estar feliz por onde passou. Não o achei ruim no OKC, mas deslocado. West não tocava de lado e ele foi limitado a apenas um bom defensor, quando deveria ter tido espaço para dividir com West o ataque da equipe. Talvez pelas críticas, talvez pela falha de adaptação nunca se sentiu como parte do todo. No Pacers ele revive o ambiente que viveu na NCAA, bares, lanchonetes, amigos. A rápida aceitação da torcida fez fluir o jogo do rapaz que pode ser sério candidato a MIP.

  • Gosto do Oladipo, o problema é que exigiram dele coisas que ele não poderia oferecer. No Magic havia esperanças dele ser o franchiese player da equipe (coisa que ele nunca demonstrou potencial para ser) tentaram colocá-lo de PG o que ele não é, e seu jogo não combinava com o Payton. No Thunder ele foi posto para ser um mero catch and shoot, ele sabe arremessar, mas não para se resumir apenas a essa função. No Pacers ele parece ter se encontrado, apesar de ser apenas início de temporada, no fim das contas, a troca do Paul George foi ruim, mas Oladipo pode acabar limpando a barra do GM.

  • Gustavo Santos

    Oladipo, Turner, Sabonis, TJ Leaf, GR III, pra mim todos bons jogadores e jovens que tem potencial para evoluir, na verdade o Dipo é o mais velho e o mais experiente entre estes jogadores que eu citei (25 anos apenas e acho que é a quinta temporada dele na NBA). Espaço para eles jogarem e evoluírem eles vão ter nesse Pacers que hoje não tem franchise player.