O Los Angeles Lakers é, sem dúvidas, a franquia mais poderosa da NBA. É verdade que o Boston Celtics tem mais títulos e o New York Knicks possui maior exposição (por estar na maior cidade do mundo), mas nenhum time combina os dois fatores como os angelinos. Por décadas, jogadores fizeram fila para atuar lá e ter a oportunidade de escrever seus nomes na história da liga.

Enquanto isso, a NBA criou mecanismos para diminuir o “poder” dos mercados e deixar todas as equipes em condições de competitividade. Teto salarial, maior divisão de receitas e investimento em mercados emergentes tornaram a liga mais justa e democrática: qualquer franquia com boa administração e um pouco de sorte consegue montar um elenco forte se souber executar seu planejamento corretamente.

Por isso, é chegada a hora do Lakers passar por uma reciclagem e profissionalizar a gestão da franquia. Quanto mais tarde perceberem isso, pior será. É fato que a má fase do time não se explica apenas por isso. Lesões e negociações frustradas tem seu papel na história. Mas também é certo que uma administração fraca só poderia entregar um resultado abaixo das expectativas.

Ao longo da história, o Lakers sempre demonstrou competência administrativa. Jerry Buss, falecido em 2013, foi um dos maiores donos de franquia do esporte americano: carismático e bom de negócio, ele sempre soube vender sua franquia como poucos para os atletas que recrutava. Também teve excelente instinto na escolha de bons GMs, como o lendário Jerry West e o competente Mitch Kupchak. Ambos fizeram grandes negócios que deixaram o time sempre no topo.

Falamos aqui de atletas do quilate de Shaquille O’Neal, Kareem Abdul-Jabbar, Wilt Chamberlain, James Worthy, Kobe Bryant, Pau Gasol e muitos outros de talvez menor expressão, mas grande contribuição (Robert Horry, A.C Green, Michael Cooper). Todos chegaram via grandes contratos como agentes livres ou por trocas engenhosamente arquitetadas, sob a promessa de brilhar na constelação que é Los Angeles. Mesmo alguns que foram adicionados via draft, como Kobe, forçaram sua ida para a organização – declarando que não jogaria por nenhuma equipe.

Mikan Kareem Shaq

É por conta disso que temos que colocar relativizar também a gestão do Lakers. Ao mesmo tempo em que não podemos questionar os ótimos trabalhos de Kupchak, West e do finado Dr. Buss, podemos e devemos reconhecer que a atuação deles foi imensamente facilitada pela história vencedora da franquia e pela atratividade que Los Angeles sempre teve para atletas jovens de alto nível. Isso não ameniza, mas sim deixa ainda mais alarmante a situação atual do time.

Desde o falecimento de Jerry Buss, quem herdou o comando da franquia foi seu filho, Jim. Todos sabiam que ele tomaria as decisões esportivas da organização após o falecimento do pai. Todos também sabiam que sua administração poderia arruinar uma das franquias mais vitoriosas de todos os tempos. E assim aconteceu: Jim não tem preparo para assumir a função e evidencia a incapacidade através de escolhas questionáveis. Desde o falecimento de Jerry, ele já promoveu duas mudanças de treinadores e três grandes reformulações no elenco, ainda sem sucesso. Os angelinos “patinam” na temporada – o que é uma pena, pois estamos assistindo os últimos anos de Kobe Bryant serem desperdiçados sem qualquer pretensão competitiva.

Em uma liga onde meritocracia e necessidade de boa gestão reinam absolutas, o Lakers precisa reconhecer a importância de um trabalho de bastidores competente o mais rápido possível. Jeanie Buss, irmã de Jim e gestora de finanças do Lakers, já deu declarações (pasmem) reconhecendo a inaptidão do irmão. Falta ainda a tomada de alguma atitude mais enérgica para reverter o quadro, mas é impossível saber como funcionaria uma manobra tão drástica na prática (seria um golpe de poder, por exemplo?). Afinal, não temos acesso aos bastidores da franquia.

O fato é que o Lakers não pode mais contar com seu nome e com sua tradição para atrair atletas de ponta. Cada vez mais vemos franquias de pequenos mercados, sem tradição, formando boas equipes – veja o que acontece em Memphis e Oklahoma City nos últimos anos, por exemplo. Hoje, a NBA espelha-se no modelo pioneiro do San Antonio Spurs e sua cultura vencedora que estende-se por quase duas décadas completas. Resta ao time de Los Angeles reconhecer que vive outros tempos ou sofrer o mesmo destino do New York Knicks, que não consegue montar equipes vencedoras por abissal incompetência desde os anos 90.

  • Uncle Drew

    É o q venho dizendo. Ñ basta ter apenas Kobe ou CAP para contratar jogadores. Lakers precisa ter uma base via draft. Pode levar algum tempo, algo semelhante ao Knicks Pós-Ewing só q um pouco mais curto. Mas creio q seja dessa forma, constrói-se primeiro uma base e depois recruta Franchise Players ou então pega essa base e troca alguns jogadores promissores por Franchise Players, como fez o Boston com Garnett e Allen e o Knicks fez com o Melo.E outra depois q o LeBron voltou pra Cleveland, próximo de sua cidade natal, parece q virou moda! Love é da Califórnia então especulam q ele irá pro Lakers só por causa disso, Durant é de Washington então já recebe rumores de q ele irá pro Wizards. Pra mim isso ñ quer dizer quase nada!

  • Bruno#L.A.Lakers16

    Essa foi a discussão hoje no Lakers Brasil … Jim Buss é um estrume de porco … não sabe nada de nada …. o mais certo seria vender a franquia pro Magic Johnson .. ele mais um grupo de investidores comprou o Los Angeles Dodgers que tb estava uma bagunça …e em pouco tempo mudou a cara da franquia … com o Lakers acho que será o msm caminho .. Magic comprará a franquia com um grupo pesado de investidores , e se nas FA não aparecer nada vão continuar tankando ate formar uma base jovem como os times de mercado pequeno fazem … !

    • Bruno#L.A.Lakers16

      E mais… o problema de todos ficarem pasmos com a situação atual do Lskers e pq hj em dia td mundo tem internet e acompanha de perto tudo …. na decada de 90 por exemplo o Lakers sofreu bastante .. em 2004 com a explosão do elenco .. todo mundo saiu até o tio Phil … só fico Kobe de 2004 a 2008 o Lakers sofreu mto tb e eu vivi essa época … então essa época atual não me assusta mto não .. só que hj todo mundo ve as coisas de mais perto .. o Lakers simplesmente está num processo de reconstrução e de sobra ainda está sendo administrado por um lixo chamado Jim Buss .. mais ele será expulso logo logo … de um jeito ou de outro .. !

      • Digortem

        Aposto que o estrume de porco sabe usar “virgula”!!!!!!!’m

      • Filipe

        Excelente comentário. Eu comecei a acompanhar NBA em 2003 e tbm vi o Kobe carregando o time (ou tentando) sozinho nesse período (2004-2008). Ele deixou de ganhar no mínimo 2 MVPs justamente pelas campanhas pífias do time que nao pegava nem Playoffs.
        E esse ano e o ano passado ta mais ou menos parecido. Mas com a diferença que Kobe nao faz mais 81 pontos num jogo, nem faz 40 pontos por varios jogos seguidos rsrs

  • Kleber

    Já venho repetindo isso há tempos. 99% dos torcedores do Lakers acham que todos querem ir pra lá. Que o cara já entra na liga esperando ir pro Lakers, e que quando sai de um time, sua primeira opção é sempre lá. As coisas mudaram. Lakers continuará a ser grande como outros, mas só isso não adianta. Já vejo gente planejando o top draft do ano que vem, que Julius Randle será o novo Karl Malone e que Kobe ainda pode levar o time às finais. O futuro do Lakers é mais sombrio que o do meu Knicks, do Celtics e até do Jazz por exemplo. Quem dirige o Lakers hoje parece não entender do assunto como o Sr. Jerry Buss. Quando o Kobe se aposentar será uma comoção geral, e aí sim o Lakers poderá tentar atrair jogadores pra ser o Franchise Player. É duro admitir pra eles, mas prevejo um bom tempo de seca.

    • Bruno#L.A.Lakers16

      Esse negocio de falar de futuro de tal time ta melhor que o outro e BOBAGEM … olha seu Knicks não ganha um titulo a 42 anos.. sempre falam que agora vai e nunca vai .. o Celtics ficou de 1986 a 2008 pra ganhar um titulo apenas … esse negocio de falar de futuro e BALELA !

      • Kleber

        A diferença é que sou pés no chão e analiso que um trabalho tem sido feito em NY. Em Los Angeles. E nem pela cidade ser atrativa e a franquia ser a mais rica, eu sou fantasioso de pensar que todos querem ir pra lá. No Lakers não há trabalho algum visando o futuro. E sim levando como dá, prova disso é o contrato que o Sr. Kobe angariou. Trabalho de verdade só comecará a ser feito no mínimo daqui 2 anos. Já você mesmo falou que o Julius Randle é o melhor prospecto deste draft, sendo que nem vai jogar, que o Lakers é a franquia mais popular do Facebook como se isso fosse parâmetro pra algo… Óbvio que o Lakers voltará pras cabeças, só acho que vale também saber quando seu time terá que ser ”atropelado” pelos outros durante alguns anos. Acontece. Meu Knicks é uma desgraça há 15 anos, mas ainda assim gosto de discutir e não levo a mal quando dizem que o time está um lixo, mas com argumentos e base. Não só dizer por dizer. Quando dou uma opinião aqui, eu respeito qualquer time, até o Bulls do Alisson quando eu falo. Enfim, espero poder fazer uma final contra o Lakers novamente, já que nem estava perto de nascer quando ganhamos 😀

        • Bruno#L.A.Lakers16

          O trabalho é o tank que estamos vendo … podemos até não garimpar nenhuma estrela até Kobe se aposentar em 2016 .. mais até lá vamos montando uma base jovem de jogadores de pick alta … montando o terreno pra uma possivel estrela em 2016 que terá varios diga-se de passagem … agora o Knicks renovou com o Carmelo por 5 anos um jogador de 30 anos na costas já … que nunca ganhou nada .. e estão contando com a vinda de Rondo e Marc Gasol na FA .. mais e se eles não irem ?? mais varios anos de nada por Knicks …. e se falo oq de Facebook de Lakers ??? ue irmão olha nas redes sociais ai o Lakers e o mais popular msm .. varias gerações vitoriosas acumula fans msm … !

          • Kleber

            Tank é trabalho ? Trabalho pra mim tem outra definição. Não precisa de ninguém competente pra Tank, qualquer aqui faz. E qual a definição de ”nada” pra você ? Provavelmente um anel. Dizer que o Carmelo nunca ganhou nada é fora da realidade. E há outros jogadores fora esses que citou. E citei o episódio de Facebook porque é mais um adendo pra querer sobrepor a franquia sobre outras. Eu não tenho Facebook nem Twitter, estou deixando de colaborar com o Knicks, então estou apequenando a marca do time ? Certamente não. E sim, franquias vitorias atraem torcedores, assim como franquias tradicionais. Como eu disse, Lakers voltará um dia. Só deve abrir a cabeça que para que isto aconteça deve ser feito um trabalho. Só o glamour de se vestir de amarelinho e morar em Los Angeles não adianta mais.

          • Bruno#L.A.Lakers16

            Eu já falei isso aki uns dias atras .. nos só saberemos o poder de atração do Lakers em 2016 .. quando Kobe Bryant estiver aposentado e o Lakers estiver livre , sem nenhum FP .. as pessoas gostam mto de falar que o Lakers não atrai mais ninguem atualmente por causa dessas ultimas 2 FA … mais eu msm sendo fan de K.Bryant eu não gostaria de jogar com ele se eu fosse uma estrela do basquete … varios exemplos de estrelas que sairam brigadas com ele.. isso meio que afasto as outras estrelas do Lakers .. fama de fominha , de ruim de vestiario .. isso afasta os outros all-stars !

          • Bruno#L.A.Lakers16

            Tank no fundo é um trabalho sim de incompetente mais é sim … fazer oq se o lixo do Jim Buss que ta comandando ?!

          • Kleber

            Já eu gostaria de jogar com o Kobe hahaha. Até porque nos streetball aqui eu só jogo armando. Com um scorer facilita 😀

          • Bruno#L.A.Lakers16

            Já eu sou fominha igual Kobe .. rsrs ia ter treta em todos os jogos … haha !

          • Maateeus12

            Tank é perder intencionalmente assim como o Sixers fez trocando todo mundo do time. O Lakers não tinha intenção de feder assim quando montou esse time, estão perdendo por incompetência mesmo, caso contrário não teriam pego Boozer, o contrato ridículo do Lin, e oferecido aquela grana pro Hill.

          • SalomonHeat

            Baita discussão sadia, aí sim rapaziada.

        • EU TO COM O KLÉBER, O POST AQUI É SOBRE O LAKERS, VC FALAR QUE O KNICKS NÃO GANHA NADA Á 42 ANOS OU QUE TAL TIME NÃO GANHA NADA A 50 ANOS NÃO VAI MUDAR A REALIDADE DO LAKERS.

          • Eu iria gostar de jogar com Kobe porque eu sou Dennis Rodmam, faço poha nenhuma em quadra a não ser pegar rebote e encher o saco dos caras no garrafão, e parabéns também pela discussão sem ter que falar de idade ou nível social como outros(Marcelo eu to falando de vc desgraçado)

  • Fernando

    Torcendo para que eu esteja ainda vivo pra desfrutar de um Celtics x Lakers nas finais.Por que parece q vai demorar pra esses 2 times montarem time competitivos.

  • Levi Junior

    Infelizmente meu lakers ta passando por um momento delicado , mas se conseguir uma boa pick esse draft , e se Randle começar a jogar bem , nao vejo o time tão atras de Knicks e Celtics , ano que vem tem espaço no cap e acho que em vez de tentar fechar com um Astro o Gm podia tentar fechar com bons jogadores , esse ano esperando a decisao do Carmelo e do Lebron , deixamos lance stephenson e Kyle Lowry passar sem oferecer pelo menos um contrato , acho muito dificil love vir na próxima FA , acho que nao vai demorar muito pro lakers montar um bom time !

  • Junior Andrade

    Do ponto de vista administrativo, esse ultimo contrato do Kobe foi um assassinato a franquia, que não tem espaço no cap para contratar

  • rodrigohawks

    como se alguem sentisse falta desse time kkkkkkkkkkk

  • Joao Rafael Barros

    Todo mundo sabe q odeio o Kobezinho e não odeio o LA Lakers por causa do Kobe, sim odeio a cidade e o time.

  • GO LAkERS!!!!!!!

  • More

    Quando li o texto percebi que seria hard polêmico rs´

    Enfim, foi uma análise interessante, é cego quem não vê que o futuro do Lakers é obscuro depois da morte do Buss, porém não acho que vai ficar desse jeito por muito tempo não. Não sei o que vai rolar, mas acho que a franquia levanta sim.

    ¨Jeanie Buss, irmã de Jim e gestora de finanças do Lakers, já deu declarações (pasmem) reconhecendo a inaptidão do irmão.¨ Cabeças explodindo agora kkkk

  • Nicolas

    Em 2012 Mitch Kupchak havia acertado o retordo de Phil Jackson até que Jim Buss se intrometeu e descartou o retorno do Coach Zen, e é isso que Jim faz se intromete no trabalho do Mitch sempre que não é necessário, esse é o problema dos Lakers má administração, apostaram todas as fichas no time que foi montado em 2012 com D12 e Nash mas não havia um plano B um plano de contingência caso desse algo errado, o resultado é o que os Lakers colhem agora, derrotas e mais derrotas. Los Angeles é uma cidade com um apelo imenso, muito atrativa para um atleta, e a tradição e prestígio dos Lakers ainda é um atrativo, mas apenas esses dois fatores não é mais tão atrativo quanto já foi, as próximas 3 free agency serão boas, se tiver um bom planejamento Lakers pode salvar essa década, caso contrário será uma década frustrante para se esquecer

  • Lucas Ottoni

    Texto interessante, mas pouco parcial, escrito por um fã do Lakers. E digo isso pq o principal motivo da crise do Lakers não foi colocada no texto, talvez por conveniência de um torcedor que não quer criticar seu ídolo. Mas o fato é que ninguém pode dar praticamente metade de sua folha salarial a um único jogador e sair incólume disso. É claro que a dificuldade para formar um bom time irá surgir. Outro ponto importante é o motivo pelo qual nenhuma grande estrela quer jogar hoje no Lakers, e outras, inclusive, saíram de lá aliviadas (como Pau Gasol e Dwight Howard). É que ninguém aguenta Kobe Bryant e seu ego. E isso não sou eu quem digo. O próprio Jumper (com fontes americanas) já fez matérias a esse respeito. Sobre a incompetência de Jim Buss, eu concordo. Pois o grande erro administrativo dele e seus pares é colocar um jogador
    (por mais importante que ele seja) acima da franquia. E é exatamente o que o Lakers faz hoje. O preço é esse aí. Time fraco, pouco atrativo para as grandes estrelas e com técnico e jogadores submetidos às vontades e caprichos de um único jogador (não à toa, ele chuta tudo o que encontra pela frente contra a cesta em todos os jogos, e o técnico ainda o defende, é mole?). Esse é o Lakers de hoje, uma franquia que é o quintal da casa de Kobe Bryant.

    Sei que toquei o dedo na ferida, mas desafio qualquer um a dizer que o que eu escrevi é mentira. No aguardo…

    • Rafael

      Sinceridade eu gostaria de entender qual o seu problema com o Kobe, é muita vontade de de criticar o cara, o treinador elogia e enaltece o profissionalismo do cara, Gasol saiu porque não fazia mas parte dos planos da franquia e não porque estava de saco cheio de jogar com o Kobe.
      A situação atual do Lakers é devido a azar por n motivos (troca que traria CP3 negada, clima ruim no vestiário após as manobras feitas para conseguir trazer o CP3, série de lesões de seus jogadores) e incompetência da atual gestão.
      O atual contrato do Kobe foi o resultado disso, do lado do clube se viu obrigado a dar um contrato alto para sua unica fonte de renda pois não conseguiu montar uma base boa e do lado do jogador percebeu a péssima situação do time e soube se valorizar afinal seria o principal retorno financeiro do time.
      Não acho o contrato dele impeditivo pra nada visto que até pouco tempo atrás eles estavam na luto pelo Carmelo.
      Acredito firmemente que a franquia tem todo o potencial necessário para dar a volta por cima num curto prazo, basta trabalhar direito.

      • Lucas Ottoni

        Não tenho problema algum com o Kobe. Mas o que te dói é que eu só disse verdades.

        Quer dizer então que o contrato do Kobe não é impeditivo para a montagem de um grande time? Hum… Deve ser por isso que o Lakers está com um timaço e brigando pelo título dessa temporada, não é mesmo?

        E só mais uma coisinha: não é só o contrato dele que impede a montagem de um grande time. A presença dele também. Pq será que o Carmelo não escolheu o Lakers? E pq será que o Gasol voltou a jogar tão bem lá em Chicago?

        Como eu disse, a verdade dói.

    • Viking

      Seus comentários que parecem parciais, você não consegue dissociar seu ódio do Kobe e Lakers em nenhum deles haha. Ele não faz jus ao salário que recebe hoje, apesar de ser ídolo da franquia e tal (não o considero nem top 10 mais, e olha que sou torcedor do Lakers) e seu ego atrapalha mesmo, vide Howard, Malone, Shaq, porém Gasol e Kobe eram grandes amigos, só pra retificar. Mas também creio que o principal motivo de o Lakers não parecer atrativo para as estrelas vai muito além do ego do Kobe. Na abertura da janela da FA, o Lakers nem sequer tinha contratado um técnico e vinha com uma das piores campanhas da temporada anterior e as possibilidades de montar um time competitivo com os salários de Nash e Kobe eram remotas. Portanto, difícil que alguma estrela estivesse interessada em jogar na franquia. O principal motivo dessa fase do Lakers é mesmo é a incompetência da diretoria, por várias razões: assinar maus contratos tais como do Nash e Kobe, demorar para agir na FA, não ter um plano alternativo para chegada do Melo (tentar assinar com o Nowitzk foi piada), contratar o Lin por aquele salário absurdo que recebe, não ter assinado com o Mestre Zen quando o mesmo tinha demonstrado interesse em comandar o Lakers novamente (2012/2013). O resumo de tudo isso, Jim Buss e Mitch são os maiores culpados.

      • Lucas Ottoni

        Com o salário que o Kobe ganha, daria pra trazer pelo menos 2 grandes jogadores e ainda sobraria grana pra trazer um bom reserva.

        E o Phil Jackson é um treinador lendário, mas ele não é mágico. Mesmo que o Lakers o contratasse, com esse elenco, não iria a lugar algum. É só voltar alguns anos atrás e lembrar que o P-Jax não conseguiu nada com aquele “timaço” que tinha Kwame Brown, entre outros menos votados.

        Pra terminar, eu aposto com você que quando o Kobe se aposentar, o Lakers montará um grande time rapidamente. Mas enquanto ele estiver chutando suas 200 bolas por noite, a franquia continuará sendo o saco de pancadas do Oeste. Quer valer?

        • Viking

          Cara, eu concordei que o salário do Kobe é um problema sim, mas veja bem, Nash ganha 9 mi pra nem entrar em quadra e não sei direito como é o contrato do Lin, parece que uma parte é paga pelo Rockets. Nash + Lin = salário do Kobe +-, então o salário do Kobe nem é o pior dos contratos. O maior problema é ter vários contratos ruins. Até mesmo franquias competitivas possui algum jogador com contrato horrível, tal como Perkins no OKC, Prince no Grizzles e por aí vai.
          Sobre o Phil Jackson, é óbvio que o Lakers não iria ser campeão, mas poderia pelo menos tentar brigar pela oitava vaga mesmo com esse time limitado, lembrando que ele conduziu aquele time horroroso com Kwame Brown e Smush Parker aos playoffs. Hoje seria bem mais difícil, visto que a competitividade do Oeste aumentou muito. Mas não se trata apenas do trabalho que ele faz dentro de quadra, seu histórico poderia/deveria atrair bons jogadores para a franquia, afinal de contas, que jogador não gostaria de trabalhar com um técnico multi-campeão?
          Sobre o futuro da franquia, eu acho que o Lakers só terá um time competitivo novamente quando mudar de diretoria, afinal de contas, como disse na minha humilde opinião, ela é a maior responsável por esse momento do Lakers. Mesmo se o Lakers tivesse todo o cap livre, é capaz dessa diretoria incompetente oferecer salários absurdos pra jogadores medianos ou em fim de carreira, visto o histórico recente.
          Agora eu não entendo essa sua perseguição ao Kobe haha, quando o Lakers foi campeão em 2009 e 2010 e finalista em 2008, todos já sabiam que ele tinha um ego inflado e “estuprava” a folha salarial, mesmo assim houve um bom planejamento, a diretoria trouxe Gasol, Ariza foi um bom achado, etc. E muitos dizem também que o Kobe manda e desmanda no Lakers, também discordo. Lembrando que Kobe foi contra a contratação do Mike Brown, foi contra a saída do Steve Blake, cobrou a diretoria por uma posição definitiva se Gasol iria se envolver em uma trade e levou tipo um cala-boca do Mitch, queria que Bynum tivesse sido trocado pelo Jason Kidd (as que eu me lembro). Só pra acrescentar, não sou defensor fanático e cego do Kobe, ele tem suas virtudes e seus defeitos, não acho que ele se aposentando o Lakers veria novos horizontes.

    • LAL

      Relevem os comentários desse jovem. Kobe deve ter traçado a mina dele quando ele estava passeando por LA e visitando o Staples Center. Lucas Ottoni tem pesadelos diários com Kobe Bryant enrabando ele. Só pode. Vou te falar uma coisa: Aqui no Jumper tem jogadores que são extremamente odiados. Aqui no Jumper tem pessoas que são extremamente haters e corneteiros. Mas o ódio de Lucas Ottoni, que diga-se, torce para um time insignificante, por Kobe Bryant ultrapassa qualquer limite do razoável. Vá sentar na taboca de Davis e esquece o Kobe, pelo amor de Deus Lucas!!

      • Lucas Ottoni

        Seus argumentos mostram bem quem é que sente ódio aqui. Aliás, nem dá pra chamar as besteiras que você escreveu de argumentos.

      • Lucas Ottoni

        Ah, e só mais uma observação: o time insignificante foi lá dentro de LA e estuprou o seu Lakers sem dó e nem piedade. Pelo visto, não serei eu quem terá pesadelos…

  • alanluiz

    nossa eu venho falando isso a anos e agora que perceberam !?? digo mais ainda ..o lakers só volta a ser um time decente quando o kobe se aposentar ..enquanto ele estiver lá será esse lixo de time que vemos nessa temporada …e venho falando isso faz tempo !!!

  • O Lakers tem dois problemas hoje em dia: Kobe e a sua administração…

    quando Kobe se aposentar, e se a franquia voltar a ter um bom administrador acredito que o time voltará a disputar playoffs

    • Lucas Ottoni

      Exatamente. Esse é o ponto que as kobezetes não conseguem entender. O Lakers é muito maior que Kobe.

      • Mas a verdade tem que ser dita, infelizmente deve doer muito quando seu principal jogador está matando sua franquia

    • Adriano Sato

      Eu não entendo vocês, realmente. Kobe Bryant é um dos melhores jogadores que o mundo já viu. É, sem sombra de dúvidas, o cara mais profissional, dedicado e fanático por treinamentos que o mundo conhece. Há inúmeras histórias sobre sua dedicação e profissionalismo. Ele já fez o que fez para provar seu talento e acredito que ele recebe um salário digno a sua história, talento e trajetória. Ele ainda rende muito para o time, apesar de chutar suas diversas bolas por partidas, o cara ainda é um dos melhores players da liga. Coloque-o em um time competente e verás que facilmente ele se tornaria candidato à MVP da temporada. O problema do Lakers é de gestão e ponto final. O Kobe poderia muito bem sair da equipe e ir para outra franquia que tivesse um time mais competitivo (estilo o que Lebron fez). Isso evitaria as críticas. Mas o cara não foge do embate. Ele continua no time e isso é louvável e até mesmo raro ultimamente. Parem de criticar o cara, ele recebe o que merece e já era. A gestão ruim que prejudica cada vez mais o time.

      • Lucas Ottoni

        Ir pra outro time? E quem seria idiota de bancar o contrato dele? Quem quer jogar com um cara que só quer a bola pra si e não envolve mais ninguém? Que só chuta, chuta e chuta? Kobe é um grande jogador, mas o estilo dele nunca me agradou. Agora, menos ainda. E o pior é que hoje ele está matando o Lakers. Dentro e fora de quadra.

        • Povo gosta de comparar Lebron e Kobe, aff…

          encarem a realidade!