P.J. Tucker: “Estou convicto de que o Rockets tem chances de ser campeão”

O Houston Rockets será observado no início da próxima temporada com atenção e curiosidade raras na história recente da NBA. A equipe ousou nessa offseason ao trazer Russell Westbrook para reeditar sua antiga parceria com James Harden. O encaixe entre os astros é visto como uma incerteza, mas, para o veterano P.J. Tucker, a preocupação deveria ser a mesma para qualquer outra dupla da liga.

“Eu odeio quando as pessoas falam sobre certos atletas não poderem jogar juntos. Na verdade, qualquer dupla pode funcionar ou não. Russell é mais um jogador que ataca a cesta e distribuirá a bola para todos. Ele e James se conhecem em quadra, já atuaram no mesmo time antes e estão empolgados para fazê-lo novamente. Se eles estão animados, também estou”, disse o ala-pivô, ao jornal Washington Post.

Westbrook foi adquirido pelo Rockets em uma negociação que, entre outros ativos, envolveu o experiente Chris Paul. O armador também chegou a Houston com um status de ótimo reforço, mas passou a ser muito questionado por seu baixo custo-benefício, temperamento e durabilidade física. Embora o título da NBA não tenha vindo, Tucker faz questão de dar o devido valor ao agora antigo companheiro.

“Nós ficamos a uma lesão na coxa de Chris de sermos campeões, em 2018. Você pode avaliar isso como quiser, dizer o que bem entender, mas foi uma excelente jornada. Ainda quebramos o recorde da franquia com 65 vitórias naquele ano. A decisão de trocar Paul está acima de mim, eu apenas jogo, mas nós tivemos uma grande história juntos”, exaltou o integrante da seleção norte-americana.

Tucker sabe que Westbrook é a grande cartada do Rockets manter-se no mais alto nível competitivo em um reforçado Oeste que já se desenha em 2020. E, por mais que não quisesse a saída de Paul, sente que a aposta no ídolo do Oklahoma City Thunder é válida: ele acredita que a franquia texana continua um dos mais fortes times da NBA e, com o “trono” vago, o título segue (e muito) ao alcance.

“Nós ainda somos um dos três ou quatro melhores times da liga. Estamos no topo, entre os principais concorrentes – onde sempre estivemos desde que cheguei aqui. Temos a oportunidade de competir pelo título mais uma vez e fazer isso acontecer só depende de nós mesmos. Está tudo em aberto e estou convicto de que temos chances de sermos campeões”, finalizou Tucker, com sua habitual incisão.