Para Gobert, mudança de regras compromete rendimento defensivo do Jazz

A NBA não esconde que vem privilegiando o ataque e até incentivando altíssimas pontuações nesta temporada. E, para os times de filosofia mais defensiva, resta adequar-se à realidade apresentada pelas regras que beneficiam o jogo ofensivo. Esse é o caso do Utah Jazz. A equipe vive início de campanha desapontador, em muito impulsionado por uma eficiência abaixo do normal na marcação.

“As mudanças de regras alteram tudo e impactam todos. Queremos ser um time mais físico e usar o corpo para interferir na movimentação de outros atletas, mas fica dificílimo com armadores e alas aproveitando bloqueios para forçar contato e cavar faltas. É complicado, mas não só para nós. Precisamos nos adaptar”, explicou o pivô Rudy Gobert, eleito melhor defensor da liga no primeiro semestre.

As alterações citadas pelo jogador francês dizem respeito, especialmente, à maior liberdade de movimento e menor permissividade de contato fora da bola – o que aumenta o número de faltas marcadas. O Jazz está permitindo 6.1 pontos a mais por 100 posses de bola na atual campanha em comparação com a anterior, “desabando” da segunda para a 17ª posição em eficiência defensiva na liga.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Marcos Gordinho

    A linha de pensamento esportivo dos americanos é muito singular. Eles favorecem características defensivas tanto quanto as ofensivas, as vezes até mais. Sendo assim as regras precisam ser alinhadas para balançar fatores de desequilíbrio. Os flops (simulação) chegam a ser ridículos. Harden que o diga.

  • Thiago

    Não diria que esta certo ou errado. Na temporada passada ficava claro que as marcações de faltas tinha dois pesos e duas metidas para determinados jogadores. A mesma intensidade de força na marcação das faltas no harden, no lebron era visto como algo normal

  • TrueBlue

    Rockets tinha um time nojento de tanto flop a temporada passada. Esse ano mudaram as regras pra todos os times serem como eles. (mesmo que sem querer)

  • Parabéns a NBA, matando a (pouca) defesa que restava. Agora a defesa tem que ser através de orações e pensamentos positivos.

    Pra ver espetáculo de arremessos e enterradas, já existia o Harlem Globetrotters.

    • Vinícius Maia

      Esse seria um momento perfeito para uma volta triunfal do streetball da And 1. De espetáculos, sem defesa, eles entendem muito bem.

  • Felipe Ferreira

    Selo Harden de qualidade, no Flop kkkkkkkkk
    NBA tá ridicula mesmo, galera não tá marcando, nem consulta.

  • Marcelo Desoxi

    Embiid que o diga.

  • Vinícius Maia

    Para mim, estão matando o jogo com essas mudanças. Defesa também era parte do show. Se o público quisesse ver apenas enterradas, várias bolas de três e placares elásticos, o all star game seria a partida mais aguardada da temporada.