Para McCollum, classificação às finais do Oeste evitou mudanças drásticas no Blazers

O Portland Trail Blazers passou de decepção a surpresa da NBA em intervalo de uma temporada. A equipe recuperou-se da (chocante) eliminação na primeira rodada dos playoffs de 2018, quando foi “varrido” pelo New Orleans Pelicans, alcançando as finais do Oeste nesse ano. Uma reviravolta que, se não tivesse acontecido, teria tido reflexos pesados na franquia para C.J. McCollum.

“Se tivéssemos perdido na primeira rodada dos playoffs novamente, eu acho que teríamos muitas mudanças dentro e fora de quadra. Uma ótima temporada pode tornar-se um fracasso em questão de dias na NBA atual. E, então, vira um efeito dominó que não dá para prever. Acredito que muitas coisas teriam mudado aqui”, avaliou o ala-armador, em entrevista a um podcast da ESPN.

Para provar sua teoria, McCollum utilizou o exemplo do adversário do Blazers na primeira rodada dos playoffs desse ano. “Imagina se o Oklahoma City Thunder tivesse nos derrotado e chegado até a decisão do Oeste: Paul George e Russell Westbrook ainda estariam lá, provavelmente. Poderia ser que Kawhi Leonard ficasse em Toronto. Quem sabe, né?”, questionou.

Evitar mudanças traz um elemento importante – e constantemente subestimado – para o Blazers: continuidade. Enquanto muitos times apostaram em reforços de peso e midiáticos, as grandes notícias no Oregon foram as extensões contratuais prévias do próprio McCollum e do astro Damian Lillard. O ala-armador crê que, de fato, manter a base do elenco junta é o caminho para Portland.

“Continuidade importa. Ter um grupo unido, uma cultura estabelecida e a noção do que é preciso para vencer muda a forma como se encara as adversidades. Você sai atrás em uma série de playoffs e a culpa não é atirada de lado a lado, ninguém fica em pânico, porque possui temporadas de 50 vitórias no currículo assim como uma ‘varrida’ para o Pelicans, por exemplo”, justificou o arremessador.

Com um novo contrato assinado, McCollum agora mantém foco máximo na próxima temporada e nos rumos competitivos do Blazers. Foco esse que pesou no pedido de dispensa do jogador de 27 anos da seleção norte-americana que disputará a Copa do Mundo FIBA. Mesmo que não existisse esse “foco absoluto”, porém, ele acredita que os atletas têm bons motivos para abdicar do Team USA nesse ano.

“Eu acho que jogadores estão olhando para a situação e perguntam se querem ficar marcados como o símbolo de uma seleção derrotada. Ou pensam no esforço extra, em não descansar nessas férias. Esses treinos são algo que você não sente agora, mas, especialmente lá para março e abril, o corpo vai cobrar. Esses jogos a mais e horas gastas no verão sempre têm um preço lá na frente”, alertou o ala-armador.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Fatos. Big CJ

  • Thiago Mendes

    Chegou na final por causa do cruzamento dos times, nada de mais.

    • Elinho

      Não dá pra pensar assim. O thunder de west e PG era MT favorito sobre os blazers.

      • LeBeautiful

        Nuggets também era favorito, Blazers ter chegado na WCF sem o Nurkic foi um espanto até pros torcedores do time, de fato Dame e CJ estavam jogando por muita coisa, se a gente tivesse caído na primeira rodada ia ter caça as bruxas e muita cabeça ia rola, Oq seria um erro pq o trabalho feito nos últimos anos tem sido muito bom.

      • Thiago Mendes

        Nunca entendi o Thunder see o favorito, blazers era mais time, mais constante queno Thunder. Está certo que estava sem o central titular, mas o outro lá ( me falha o nome dele agora) Não estava deixando a desejar, sempre escuto essa de Thunder favorrito por causa de PG, mas não era aqui nem na China.

    • MessiGOAT

      Que post sem noção. Venceram os adversários que era favoritos, como Thunder e Nuggets, tudo isso sem Nurkic em quadra. Tem nada de cruzamento.

      • Thiago Mendes

        Nossa, nuggets só com “menino” e Thunder que não vinha dando resultado. Para cara.

  • RSMC

    Só não vai mudar a visão dos especialistas, que vão mais uma vez colocar o time em 8º ou até fora dos playoffs.

    • LeBeautiful

      To só pela previsão do Jumper, o fato é que o Blazers é aquele time que quando ninguém da nada surpreende, e quando apostam alto o time acaba decepcionando, tai os offs de 2018 como exemplo, e na 16-17 o Jumper incrivelmente botou o time em quarto no oeste e no fim a gente quase nem pegou offs. Por isso é até bom que nos vejam como a sétima ou oitava força do oeste. Em termos de comparação o Blazers é igual o Inter, no oba oba n funciona, mas quando as expectativas são menores o time voa.

      • Igor Neves

        Sétima ou oitava força não é, tá acima disso. É forte candidato a beliscar uma quarta vaga. Arrisco Lakers, Rockets e Denver nas três primeiras e o Blazzers junto com os Clippers e Jazz na briga pela quarta vaga.

        • Rodrigo Morais

          Denver, Jazz, Clippers nas 3 primeiras e Rockets e LA brigando pela quarta com o Blazers

  • Cavs nas Europas¨¨ TH

    ainda acho que Lillard e CJ não levarão o Blazers às finais e, consequentemente, ao título da NBA.

    • Wilker Pereira

      E praticamente impossível.. Sem menosprezo mas para irem as finais ou o Lillard vai ter q jogar como jogou na série contra o thunder todo playoffs e o CJ encarnar o Kobe Bryant… Ou não tem jeito não

  • MDias

    Essa temporada Blazzers não chega as finais. Nao é menosprezo, mas é que não tem como.
    Lakers
    Clippers
    Houston
    Jazz
    Worriors…
    Qualquer um destes times acima derrubam os Blazzers.

    • LeBeautiful

      Na teoria sim, Blazers é inferior a todos os citados, também acho que o encaixe é ruim contra quase todos, tirando Rockets e Jazz. Mas muita calma, temos que ver como que o Nurkic volta, se o time se entrosar bem, e dependendo doq vai acontecer na deadline, o Blazers pode se tornar um sólido contender, e tem + nesses offs do oeste todo mundo pode ganhar de qualquer um, ali é só corvo contra corvo.

      • Alan Ribeiro

        É muito papo para um cara que sequer fez um all star game.
        É preciso ter uma base sim, um time Unido sim, ter foco também só que ainda é necessário um elemento mais decisivo a capacidade de sua estrela, eles foram as finais por pura cagada, venceram um oklahoma city instável com uma dupla que nunca funcionou apesar de ambos serem bons, e depois venceram uma equipe jovem sem experiência de playoffs.
        Aí quando encararam um time experiente e talentoso foram esmagados, eu acho que os blazers deram azar e não sorte na última temporada pq se tivessem sido eliminados teriam trocado uma de suas estrelas, agora vão a outro ano sem fazer nada, este time nunca vai ser campeão de o seu melhor jogador for lillard.

  • Seguindo CJ patriotismo pra quê?

  • Alan Ribeiro

    Cj nunca foi all star e pensa que vai ser campeão com o portland kkkkkkkkkkkkkk nunca vão ganhar se acharem que damian lillard é o cara de um time campeão, gastaram uma fortuna num cara que foi destruído por stephen nas finais de conferência foi triste de assistir, eu tenho convicção que os warriors sem Kevin e klay são melhores do que eles e ainda assim não vão der campeões graças a kawhi.