Para Tyronn Lue, Cavaliers está pronto para ser competitivo sem LeBron

O Cleveland Cavaliers vive as horas que antecedem a estreia na temporada ainda sem saber sobre a disponibilidade de LeBron James. O ala continua como dúvida para o duelo contra o Boston Celtics, recuperando-se de uma torção no tornozelo esquerdo. O time perdeu as últimas 11 partidas disputadas na ausência do craque, mas o técnico Tyronn Lue está confiante na condição do reforçado elenco de Ohio suportar o desfalque de sua principal referência.

“Acho que estamos bem melhor equipados para jogar em sua ausência agora. Nós conseguimos trazer diversos jogadores diferentes. Temos mais opções no elenco, vários atletas muito versáteis que oferecem a chance de atuarmos com formações diversas. Será uma situação nova, diferente, mas acredito que temos uma chance maior de termos sucesso sem LeBron hoje”, avaliou o treinador, exaltando as contratações de Derrick Rose e Dwyane Wade.

Além das 11 derrotas seguidas, o Cavaliers perdeu um total de 23 de 27 jogos em que o craque não entrou em quadra desde que decidiu retornar a Cleveland. Lue ainda não resolveu quem será o possível substituto de LeBron e deixou a decisão de atuar nas mãos do craque. “Se ele vai jogar? Você precisa perguntar-lhe como sente-se. Nós só estamos oferecendo o tratamento correto, trabalhando da forma certa e esperando para ver o que acontece”, resumiu.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Thiago26-NBA

    A derrota vem!

  • Guilherme Petros

    Folha de pagamento estratosférica, 5 all stars entre atuais e ex, 1 MVP e um MVP de finais no elenco, isso sem contar o James.
    Se o treinador não fosse o Lue, esse time seria competitivo mesmo sem o LeBron. Mas depende demais dele…

  • Pablo Leite

    Rapaz, para vencer os Celtics sem Thomas e Lebron, só se o Rose e o Wade jogarem como os all stars que já foram.

  • Vinícius Maia

    Concordo com o Lue. Eu vejo o conjunto atual do Cavs melhor do que nas temporadas anteriores. Rose não é melhor que Irving e Wade já não é o mesmo, mas quando você pensa que dois titulares dos últimos anos estão no banco não necessariamente por declínio, mas pela chegada de jogadores melhores, dá para ver que o elenco como um todo está melhor que nos últimos anos e com mais condições de ser competitivo sem o LeBron. Fico imaginando esse time nas mãos de um técnico como Popovich ou Steve Kerr que são geniais em coletividade. Espero que o Lue também saiba montar uma tática mais coletiva envolvendo todas as peças do elenco.