Pat Riley define Heat como candidato ao título e avisa: “Estamos próximos do troféu”

A paralisação da temporada da NBA, obviamente, não foi boa para o Miami Heat. Mais do que perdas financeiras e dificuldades sociais, a franquia estava quase garantido nos playoffs e teria chances reais de avançar para as semifinais do Leste pela primeira vez em meia década. O presidente de operações do time, Pat Riley, admite estar frustrado com a pausa porque apostava em uma caminhada longa da equipe no mata-mata. 

“Nós temos um time muito bom, bem treinado e que superou adversidades. Estávamos a caminho dos playoffs com mando de quadra. Nós trouxemos Andre Iguodala e Jae Crowder, atletas que seriam mais importantes justamente na reta final. Foi um ótimo ano e só estou realmente desapontado por não ter visto até onde essa equipe chegaria na temporada”, afirmou o lendário executivo, em vídeo publicado no site da franquia. 

Poucas pessoas podem lembrar hoje, mas a campanha do Heat é uma grande surpresa ao revisarmos as previsões entre fãs e analistas no início da temporada. Mesmo com a contratação do astro Jimmy Butler, a equipe comandada por Erik Spoelstra era mais vista como candidata a uma das últimas vagas nos playoffs do que a segunda colocação do Leste. Riley admite que suas expectativas foram até superadas ao longo do ano. 

“Acreditávamos ter um ótimo time desde o começo, em especial após contratar Jimmy. O que não sabíamos é que meninos como Tyler HerroKendrick Nunn, Chris Silva e Duncan Robinson já seriam tão bons. Eu estou feliz porque encontramos os jogadores certos, a combinação ideal de caras que operam no pick-and-roll, no poste baixo e os arremessadores. Estou empolgado com nosso futuro”, celebrou o ex-treinador. 

Riley sabe o que é necessário para ser campeão da NBA, como seu currículo bem prova: ele conquistou dez títulos da liga ao longo das carreiras como jogador (1), técnico (6) e executivo (3). Agora, porém, a lenda do esporte tem um adversário novo: o tempo, do alto de seus 75 anos de idade. É por isso que o membro do Hall da Fama avisa que não está disposto a esperar muito para ganhar um possível último troféu Larry O’Brien. 

“Eu não tenho muita paciência. Quero construir outro time campeão da NBA e chegamos ao ponto em que temos um candidato ao título aqui. Estou orgulhoso do que fizemos até agora, mas não é o suficiente para mim. Talvez só precisemos de mais um atleta, talvez menos do que isso. Não sei, não é ciência exata. Sei que quero campeonatos e estamos próximos disso”, concluiu o veterano, apostando nas chances imediatas do Heat.

 

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.