Paul George e Steven Adams brilham e Thunder encerra série negativa com vitória sobre o Timberwolves

(13-10) Minnesota Timberwolves 107 x 111 Oklahoma City Thunder (9-12)

O Oklahoma City Thunder encerrou a série negativa de três jogos ao bater o Minnesota Timberwolves por 111 a 107, diante de sua torcida, e com direito a muita emoção nos momentos finais.

A dupla formada pelo ala Paul George e pelo pivô Steven Adams, que combinou para 63 pontos, foi fundamental para o triunfo do Thunder, que havia sido derrotado pelo Timberwolves nos dois duelos realizados no começo da temporada.

A equipe da casa começou muito bem, abrindo sete a zero nos dois primeiros minutos. Para piorar a situação do time de Minnesota, o pivô Karl-Anthony Towns deixou a quadra com menos de quatro minutos de partida após uma trombada no ala-armador Andre Roberson, que também foi para os vestiários. O Thunder mostrou boa movimentação de bola e foi dominante nos rebotes. George anotou 15 pontos no primeiro quarto e Adams outros nove. Ambos os times tiveram um desempenho defensivo sofrível e o período terminou com o Thunder nove pontos à frente: 42 a 33.

No começo do segundo quarto, Towns voltou à quadra e o Timberwolves reagiu após chegar a ficar 21 pontos atrás no marcador. A dois minutos para o fim do período, Adams cometeu a terceira falta e foi para o banco. Os visitantes aproveitaram para diminuir o prejuízo. No estouro do cronômetro, o ala Andrew Wiggins converteu um arremesso de média distância e o placar no intervalo apontava 64 a 54 para o time de Oklahoma City.

No segundo tempo, o Timberwolves melhorou na parte defensiva e encostou ainda mais no placar. Já o Thunder repetiu o velho problema de trocar poucos passes e tentar resolver na individualidade. O armador Russell Westbrook forçou muitos arremessos e não teve tanto cuidado bom a bola. Resultado: a equipe da casa teve um total de ZERO assistências nos últimos sete minutos do terceiro período e a vantagem, que chegou a ser de 21 pontos, havia caído para seis (85 a 79).

No período final, o time de Minnesota chegou a ficar apenas três pontos atrás no marcador, mas George e Adams, que combinaram para 18 pontos, foram decisivos para o Thunder. A 17 segundos do fim, quando o placar apontava 107 a 104 a favor do time mandante, George sofreu falta e converteu os dois lances livres. Na posse de bola seguinte, Wiggins acertou uma bola de longa distância e o Wolves se manteve vivo na partida. Quando restavam cinco segundos para o final, George foi novamente para a linha de lance livre e, com muito sangue frio, acertou os dois arremessos e “matou” o jogo. Wiggins ainda tentou, sem sucesso, um chute do perímetro no estouro do cronômetro.

Os números ao final da partida mostraram a superioridade do Thunder nos rebotes: 42 a 26, sendo 13 a seis nos ofensivos. Apesar do talento natural no ataque, Towns deixou a desejar na proteção do aro e foi facilmente envolvido por Adams, que não errou um arremesso de quadra sequer.

Minnesota
Karl-Anthony Towns: 23 pontos e nove rebotes
Andrew Wiggins: 23 pontos e quatro bolas de três pontos convertidas
Jimmy Butler: 22 pontos, sete assistências, três roubos de bola e dois tocos
Jeff Teague: 11 pontos e dez assistências

Oklahoma City
Paul George: 36 pontos, quatro rebotes, nove assistências, três tocos, cinco bolas de três pontos convertidas, 10-21 nos arremessos de quadra e 11-11 nos lances livres
Steven Adams: 27 pontos, seis rebotes, 11-11 nos arremessos de quadra e 5-5 nos lances livres
Russell Westbrook: 13 pontos, nove rebotes, 14 assistências, sete desperdícios de bola e 6-20 nos arremessos de quadra


(17-6) Golden State Warriors 133 x 112 Orlando Magic (9-14)

Golden State
Klay Thompson: 27 pontos, cinco assistências e 11-14 nos arremessos de quadra
Kevin Durant: 25 pontos, sete assistências, quatro tocos e 10-14 nos arremessos de quadra
Stephen Curry: 23 pontos, seis rebotes, dez assistências, três roubos de bola e 9-20 nos arremessos de quadra
Jordan Bell: 16 pontos, quatro rebotes e três tocos
Draymond Green: 12 pontos, cinco rebotes, dez assistências e três roubos de bola
Omri Casspi: 11 pontos e seis rebotes

Orlando
Aaron Gordon: 29 pontos, sete rebotes, cinco bolas de três pontos convertidas e 12-23 nos arremessos de quadra
Evan Fournier: 22 pontos, cinco assistências e quatro bolas de três pontos convertidas
Jonathon Simmons: 18 pontos
D.J. Augustin: 12 pontos
Elfrid Payton: dez pontos e nove assistências


(14-7) Detroit Pistons 91 x 109 Washington Wizards (12-10)

Detroit
Tobias Harris: 15 pontos
Andre Drummond: 14 pontos, 17 rebotes, sete assistências, quatro tocos
Avery Bradley: 13 pontos e quatro roubos de bola
Reggie Jackson: 12 pontos e quatro assistências

Washington
Markieff Morris: 23 pontos, sete rebotes, dois tocos e 10-16 nos arremessos de quadra
Otto Porter: 17 pontos, seis assistências e dois tocos
Tomas Satoransky: 17 pontos, quatro rebotes e quatro assistências
Marcin Gortat: 12 pontos, 12 rebotes e quatro roubos de bola


(12-11) Indiana Pacers 115 x 120 Toronto Raptors (14-7)

Indiana
Victor Oladipo: 36 pontos, sete rebotes, seis assistências, três roubos de bola, três tocos e 14-22 nos arremessos de quadra
Myles Turner: 17 pontos e seis rebotes
Darren Collison: 16 pontos, cinco rebotes e seis assistências
Thaddeus Young: 12 pontos e sete rebotes

Toronto
DeMar DeRozan: 26 pontos, cinco rebotes e cinco assistências
Jakob Poeltl: 18 pontos, seis rebotes e dois tocos
Serge Ibaka: 15 pontos, oito rebotes e dois tocos
Jonas Valanciunas: 13 pontos e sete rebotes
Kyke Lowry: 11 pontos, sete rebotes e oito assistências
Fred VanVleet: 11 pontos, quatro rebotes e seis assistências


(7-15) Sacramento Kings 107 x 106 Chicago Bulls (3-18)

Sacramento
Zach Randolph: 25 pontos, 13 rebotes e 12-19 nos arremessos de quadra
Bogdan Bogdanovic: 19 pontos e quatro assistências
Garrett Temple: 13 pontos e cinco rebotes

Chicago
Jerian Grant: 17 pontos e seis assistências
Robin Lopez: 14 pontos, cinco rebotes e quatro assistências
Lauri Markkanen e Paul Zipser: 14 pontos e cinco rebotes cada
Cristiano Felício: 12 pontos e 5-5 nos arremessos de quadra; 16 minutos em quadra
Justin Holiday: 11 pontos, quatro rebotes e quatro assistências


(15-7) San Antonio Spurs 95 x 79 Memphis Grizzlies (7-14)

San Antonio
LaMarcus Aldridge: 22 pontos e seis rebotes
Rudy Gay: 18 pontos e cinco rebotes
Manu Ginobili: 11 pontos, sete rebotes e seis assistências

Memphis
Marc Gasol: 16 pontos, 13 rebotes e quatro assistências
Ben McLemore: 14 pontos
Chandler Parsons: 12 pontos


(11-11) New Orleans Pelicans 108 x 114 Utah Jazz (12-11)

New Orleans
DeMarcus Cousins: 23 pontos, 13 rebotes e quatro assistências
Anthony Davis: 19 pontos e dez rebotes
E’Twaun Moore: 18 pontos, quatro assistências e quatro bolas de três pontos convertidas
Darius Miller: 15 pontos, quatro assistências e quatro bolas de três pontos convertidas
Rajon Rondo: 13 pontos, oito rebotes e 11 assistências
Jrue Holiday: 11 pontos, quatro rebotes e três tocos

Utah
Donovan Mitchell: 41 pontos, quatro rebotes, quatro assistências, seis bolas de três pontos convertidas e 13-25 nos arremessos de quadra
Alec Burks: 24 pontos e 10-17 nos arremessos de quadra
Derrick Favors: 18 pontos, 11 rebotes e cinco assistências
Joe Ingles: 13 pontos, cinco rebotes e sete assistências


(8-13) Charlotte Hornets 100 x 105 Miami Heat (11-11)

Charlotte
Marvin Williams: 16 pontos e seis rebotes
Nicolas Batum: 13 pontos, cinco rebotes e cinco assistências
Cody Zeller: 12 pontos, cinco rebotes e dois tocos
Michael Carter-Williams: 12 pontos, quatro rebotes e seis assistências
Jeremy Lamb: 12 pontos, quatro rebotes e quatro assistências

Miami
Josh Richardson: 27 pontos e 11-14 nos arremessos de quadra
Dion Waiters: 19 pontos e quatro assistências
Wayne Ellington: 14 pontos, quatro rebotes e quatro bolas de três pontos convertidas
Tyler Johnson: 12 pontos

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Khan

    Ball faz 41 pontos e é o novo Kidd com maior capacidade de pontuar!
    Tatum faz 41 pontos e é o novo Pierce!
    Markannen faz 41 pontos e é o novo Dirk!

    Estar em uma franquia menos badalada como o Jazz torna o Mitchell o novo Mitchell!

    • Bruno Da Silva Francisco

      queria que ele fosse o novo karl malone ??? kkkkk

    • Davis Santos

      nem, Mitchell faz 41 e é novo Vince carter
      Mitchell Air utah Mitchell

  • Igor Dourado

    Que classe de calouros! Ball pode ser o com o maior hype, mas acho que está longe de ser o melhor prospecto dessa classe. Mitchell, Tatum, Smith Jr., Markannen estão mostrando bastante serviço e ainda falta vermos Fultz 100%. Tudo para ser uma classe memorável, assim como foi/é a de 2003!

    • Alex_CFraga

      Se esqueceu do Kuzma…

      • Igor Dourado

        Opa, bem verdade isso! Kusma também entra nessa lista.

  • Thomazbrasil

    Meu, todo mundo encerra fase negativa sobre o Wolves!!!!!

    • Andrew

      Mas também, essa defesa de garrafão deles. O Adams vira um Malone contra eles rsrs.

    • Chimbinha

      Time sem sal, sem vontade, sem porra nenhuma

      • chateadi

        Exato, grandes talentos, mas de uma passividade e falta de entusiasmo…desde o ano passado tá assim. A impressão qd se vê os jogos é q falta vontade. Ontem eu acho q eles só não ganharam contra o okc pq nao queriam, o okc tava pedindo p perder.

  • PG to DENVER? ☇

    Westbrook ta mal?
    Chama o Steven Adams!O pai do Towns.

    Antes que eu esqueça: PG to Denver

  • Vinícius Maia

    Steve Adams sendo destaque, quem diria.

  • Vinícius Maia

    Nunca imaginei que oladipo poderia, de fato, se tornar um franchise player, mas parece que, para a alegria geral dos fãs de basquete, estamos vendo o surgimento de mais uma estrela.

    • PG to DENVER? ☇

      uma pena q o Indiana não tinha classificação suficiente pra pegar o Oladipo em 2013.Ele nunca deveria ter saído de lá mesmo.

  • Rodrigo T. Aragão

    Quin Snyder pra mim também é um dos melhores treinadores da NBA.

    Com a 13ª escolha de Draft achou um dos melhores calouros da temporada.

    Perdeu Hayward, Hill, Gobert, Joe Johnson e forçando a barra, o Exum (os três últimos por lesão).

    Está levando aos playoffs do “Oeste selvagem” um elenco que tem Rubio, Jerebko, Sefolosha, Ingles e Udoh. (não falo que são horríveis, mas possuem certas limitações)

    O cara é um gênio!

    • chateadi

      Concordo

  • Luiz

    Butler fez um grande trabalho defendendo Westbrook. Mas Wiggins e Towns nao ajudaram nem um pouco defendendo PG e Adams

  • Vitor Martins

    Cheguei bêbado ontem de madrugada e fui ver o último quarto de Jazz x Pelicans. Não entendi nada, o Kobe tinha voltado da aposentadoria e tava jogando no Jazz? Pq na camisa dele tava escrito Mitchell???

    Se é loko cara! Joga muito o mlk! Foi um show particular do calouro (até aqui o melhor do draft). Se Lonzo ball ou Nicotina fizessem um jogo assim a internete parava. Com muito pouco hype, Donavan Mitchell é o único desafiante (embora ainda bem distante) do ROY do Simmons.

    • Fabrício Azevedo Abadia

      Ainda acho que Tatum e Kuzma estão mais constantes que o Mitchell. De qualquer forma, grande jogo do garoto.

      • Vitor Martins

        Ele não começou o ano como titular, nem foi draftado pra isso, por isso não brilhou muito no início, teve que batalhar por minutos, mas desde que virou titular absoluto do time ele fez apenas 1 jogo com menos de 10pts. Foram 12 partidas com médias de 19,5pts 4,2ass 3,8reb, com 45% de FG (40 % 3PT). Isso pra mim é constância. Tatum e Kuzma são ótimos, Tatum tem tudo pra ser espetacular e ser o melhor jogador desse draft daqui alguns anos (só tem 19 anos!), e Kuzma é uma grande surpresa, o steal do draft, se mantiver esse nível já tá ótimo, e ainda tem muita margem pra melhora. Só que nesse temporada de calouro, o Mitchell tá acima, na minha opinião.

      • vsr.snake

        Depois que o Mitchell virou titular, só o Simmons tem jogado em um nível acima dele.

    • felipe fernando Oliveira

      Concordo brother

  • Rafael lima

    Donovan Mitchell: 41 pontos, quatro rebotes, quatro assistências, seis bolas de três pontos convertidas! Esse mlk tá foda! 🙋🏀🙌⛹

  • felipe fernando Oliveira

    Acho que Memphis assumiu tank. Sobre OKC a grande maioria tem dito que o time joga melhor com RWB e PG. Apesar de RWB ter tijolado ontem, ele conseguiu distribuir bem o jogo e OKC rodou bem a bola. Melo jogou bem pois ficou o maior tempo com a 2 unidade. Percebi também ontem que Donovan teve mais ação sobre o Time.

  • Jaspion Dunkador

    Diferença do Mitchell pro Kuzma é que o primeiro é jogador dos 2 lados da quadra, além de contribuir mais pro jogo.

    • Vitor Martins

      Diferença do Michell pro Kuzma é que um joga no Jazz e o outro no Lakers. Se o do Jazz faz 40 pts ninguém dá muita importância… Foda.

  • Doug

    Utah continua uma pedreira…e que partida do Mitchell…impressionante a personalidade dele…comecou já arrebentando e continuou dominante…Burcs tb fez boa partida…

    • Rafael Victor

      Tem muita personalidade mesmo! E o mais legal é que não tem pai escroto pra ficar falçando merda!

  • Pundinzinho

    Olamito para MVP!!!

    E se o Simmons é o novo Lebron, Mitchell é o novo Kobe!!

  • Gustavo – DefendTheLand

    Mitchell é o primeiro calouro a marcar mais de 40 pts desde o Blake Griffin em 2011. Que steal do Jazz, menino parece ter muita personalidade, tem tudo para ser uma estrela.

    • Vitor Martins

      Acho que não dá pra dizer que escolha de loteria é um steal. Claro que vai ter gente pior do que ele acima no draft, mas isso tem em todos. 1/3 da liga teve a oportunidade de escolher antes do Jazz, é muito pouco pra afirmar que é um steal. Sendo que a maior parte desse 1/3 saiu com o calouro que queria e/ou alguém bem talentoso. Hoje ele é o melhor desse draft, mas pra “steal” acho que há uma diferença de concepção hehe. Penso que pra ser determinado assim a maior parte dos times deveria ter tido a possibilidade de escolher, e saindo vários jogadores ruins a frente (como é o caso do Kuzma). Steal é fundo da primeira rodada/segunda rodada, na minha opinião.

      • Gustavo – DefendTheLand

        Pra mim é o msm caso do Booker, considero um steal pq saiu bastante gente na frente e ele ta jogando melhor q os caras que sairam na frente dele, mas isso ai é relativo, n tem uma regra dizendo o q é steal e o que não é.

  • Cedi LeBrOSMAN

    O Denver deu o golpe no Bulls anos atrás, negociando o Doug McDermott pelo Gary Harris e Nurkic. E neste ano… tomou o troco! Trey Lyles e Tyler Lydon em troca do Donovan Mitchell.
    Grande achado do Jazz.

    PS: Com a derrota de ontem do Pistons, Cavs assumiu a vice-liderança e está a apenas 3.5 vitórias de alcançar o Celtics na liderança.

    • Vitor Martins

      Galera se supera nos nicks…

  • Cedi LeBrOSMAN

    Segunda foi o Popovich, Terça foi o LeBron, Quarta foi o Anthony Davis, e nesta Sexta foi o Kevin Durant. Hmmmmmmm…
    https://www.youtube.com/watch?v=_F9ADgrTaZc

    • Vitor Martins

      Durant mandou um “fuck you!” hahahaha, essa foi merecida. A do LeBron foi bem tosca, as outras expulsões eu não vi.

      • Cedi LeBrOSMAN

        Ele primeiro disse, marque essa merda! (Call that shit!). Aí tomou a técnica e foi ejetado. Sabendo disto.. aí ele soltou o “Yeah, Fuck you!”. rs

        • Vitor Martins

          Ah tá! Só consegui ler o fuck you! rs

      • Cedi LeBrOSMAN

        O Gregg Popovich e o Anthony Davis rodaram a baiana, tavam mt loucos. O Davis parecia q iria matar o juiz, tava com aquele olhar de assassino nível “Bobby Portis”.
        https://www.youtube.com/watch?v=5YJOCYekn7s
        https://www.youtube.com/watch?v=-fKQb4HIfqo

        • Vinícius Maia

          Os jogadores/técnicos exageraram, mas acho que o que acontece é que jogadores e técnicos, assim como nós fãs do esporte, estão cansando da incompetência da arbitragem na liga atualmente. Como eu sempre digo, sempre haverão erros de arbitragem, mas o que tem acontecido na NBA chega a ser surreal. São erros grotescos, falta de critério, arbitragens caseiras e tudo isso numa liga que conta com a tecnologia de revisão de lances. É muito absurdo o que estamos vendo na arbitragem atualmente. Como fã, confesso que as vezes canso de ver essa falta de critério e as perseguições bestas de alguns árbitros com determinados jogadores e imagino que jogadores e técnicos estejam ainda mais frustrados com essa situação. Está na hora do sindicato dos jogadores se unir e começar a pressionar a liga para que faça uma reciclagem nas regras e nessa arbitragem horrorosa que estamos vendo.

        • Vinícius Maia

          Cara, olha os highlights. Dá para ver que teve muita falta não marcada em cima do Anthony Davis. Parece que os árbitros estão mudando os critérios: antes apitavam qualquer contato em cima das estrelas. Agora, se o cara é forte, pode apanhar a vontade que não vão marcar falta.

          https://www.youtube.com/watch?v=H-HBI01XbMA

      • Daniel Nogueira

        Pop endoidou..rs

      • KD deve ter tido um lapso mental e achou que estivesse em sua conta fake no twitter, por isso mandou um “fuck you”.

    • Paulo Henrique

      A ESPN deve tá preparando uma estatistica pra isso, certeza

  • #StrenghtinNumbers-GO WARRIORS

    Cara, esse Jordan Bell é excelente para vir na 2 unidade por que ele consegue manter uma boa defesa de garrafão, é bem atlético para receber pontes aereas e tem um bom fundamento de box outros que ainda pode melhorar.

    Kuzma e Bell são os Steals deste draft com toda certeza

  • Albert Medeiros

    Oladipo merecendo o MIP até aqui…

  • Rafael Victor

    Burks é outro jogador do Jazz, que quando não tá sendo maltratado pela lesões, é bastante útil, pois é muito bom!

    E o Mitchell, na ausência do Hood e Gobert, tem assumido a responsabilidade como se fosse veterano, o que ele fez ontem foi incrível!!! Que jogador!!!

  • Tulio Machado

    Markkanen é ótimo! Se o título não veio com Rose, com Markkanen é realidade. Esses europeus loiros PF que chutam de 3 são maravilhosos hduahduuandinajdj

  • Luis Carlos

    Paul George tá defendendo demais!! Aliás o time do OKC tá com uma defesa insana se acertar o ataque com o Big 3 e o Adams vai ser um time forte pra porra , acho que deveriam tentar trocar o Roberson +singler por um SG que defenda e mate bolas também tipo Courtney Lee ou Carrol sla

    • Chimbinha

      Quem vai querer Roberson e Singler ?

      • PG to DENVER? ☇

        Roberson até tem.Difícil mesmo é o Singler. Esse nem o Basquete Cearense quer

        • Eric Almeida

          Algum problema com o Basquete Cearense ?

          • Vinicius Ribeiro

            É um lixo de time.

    • PG to DENVER? ☇

      É o DPOY até aqui.

      • Claudio R.

        Lebron tá na conversa tbm

  • TRUETHIAGO

    Apesar da derrocada do Magic, a evolução do Gordon parece real, está arremessando muito bem. Vai estar bastante valorizado nessa próxima FA.

  • Enzo Soares

    46 ASSISTÊNCIAS. Que time.
    Bell é o Sr Highlight, que enterrada sensacional.

  • Paulo Henrique

    41 pts do Mitchell já é maior que o career high do Hayward que é 40. Com a volta do Gobert, Jazz tem tudo pra ir pros playoffs

  • Paul George já sabe como jogar para o Thunder funcionar. Westbrook sabe mas as vezes esquece. É como o Rômulo Mendonça disse na transmissão de ontem, tem o Westbrook MVP e o Westbrook biruta, esse último é aquele que passa quando esta livre e arremessa quando esta marcado. Já o Carmelo ainda não faz ideia de como jogar nesse time, ele recebe e arremessa sem nem ao menos analisar se essa é a melhor decisão. Quando o time cadencia as jogadas individuais com o trabalho coletivo o ataque desse time é super eficaz, e o Steve Adams precisa ser mais acionado mesmo. Ele pode não ser refinado e cheio de recursos mas sabe finalizar bem embaixo do aro.

    • K E R C H O O

      Pra mim o Thunder estaria melhor se não fosse o técnico, o técnico sempre faz muita a diferença na performance e rendimento da equipe, nunca achei esse Billy Donovan grande coisa…

      • Achei que ele faria um bom trabalho após o desempenho do Thunder nos playoffs de 2016. Ele foi bem contra o Spurs, depois quase eliminou o GSW, mas parou por aí, depois disso não vi o Donovan fazer nada realmente bom no Thunder.

        • K E R C H O O

          É, ele teve seus momentos

    • Paulo Victor (9-12)

      Penso o mesmo

    • Marcos Gordinho

      Melo tá fazendo mais do mesmo de sempre. West não quer perder espaço nem visibilidade, PG13 está crescendo e se destacando nos dois lados da quadra. Até o momento Adams têm sido a renovação da liga com melhor custo benefício e putaqueopario, que diabos Roberson ainda tá fazendo no Thunder????

      • Acho que o Westbrook está perdido mesmo, em outubro ele foi altruísta demais, em novembro ele individualizou muito, ele ainda não achou o equilíbrio.

  • xmaah

    Cupcake pode jogar mto, mais cada dia que passa tá ficando mais cuzão.

  • Rogério Júnior

    É odioso ver o Westbrook jogar. Acho que não tem uma partida sequer que ele não force, que ele não faça cagada ou tome decisões questionáveis. Eu não entendo a necessidade desse cara em querer forçar durante todo o jogo, mesmo tendo ao lado atletas capacitados. Ele podia parar com esse personagem de armador dele. Ele não tem perfil de armador, ele não pode armar enquanto estiver fazendo loucura durante os jogos. Eu acho isso tudo incrível porque visivelmente o Raymond Felton tem mais capacidade de armar do que o Westbrook. Eu fiquei estarrecido vendo esse jogador entregar o jogo de bandeja para o Timberwolves várias vezes durante a partida. Um cara que é MVP tropeçar na bola constante é algo que beira o ridículo. Me desculpe os defensores do Westbrook, mas ele precisa evoluir muito como jogador. Ainda tem um QI pobre, e se não fosse um jogador atlético, passaria por maus bocados na NBA. É triste ver esse cara jogar. Sinto pena pelo meu OKC. Ademais, parabéns ao George e ao Adams. Adams apesar de não ter técnica alguma é muito útil, e como disseram abaixo, tem sim que ser mais acionado durante as partidas. Sua capacidade de finalizar debaixo no garrafão é elogiável.

    • carlos alberto

      o que me da mais raiva é quanto chega do cluth time o fdp so chuta esse arrombado so tijolada

    • PG to DENVER? ☇

      Westbrook to Denver

    • felipe fernando Oliveira

      É fato que quando ele desacelera o jogo e frisa mais em infiltração e abrir espaço pro passe seu jogo cresce e melhora seus companheiros.

    • chateadi

      Amén

  • Bruno Carvalho Costa

    Simplesmente mágico o que o menino Mitchell fez ontem, primeiro rookie que marca 40 pontos + desde Blake Griffin em 2011, sempre defendendo muito, sempre sendo agressivo e desde então lider do Jazz, o futuro é brilhante para o menino.

  • Pablo Leite

    A atuação defensiva do Towns ontem foi das mais ridículas que já vi na vida! Foi jantado no garrafão pelo Adams, que nem é especialista em termos de ataque!

  • Brad

    OlaMITO ta voando, duvido nada que seja all star e mip. Ja tinha cantado a bola do Mitchell, o mlk é surreal.

  • felipe fernando Oliveira

    Steven Adams HF e camisa aposentada em OKC