Paul George se lesiona gravemente em amistoso dos EUA

O ala Paul George sofreu uma grave lesão na perna direita durante o amistoso preparatório da seleção norte-americana que era realizado em Las Vegas, na noite desta sexta-feira. O jogador do Indiana Pacers chocou-se contra a base da tabela após tentar bloquear um arremesso já no último período de jogo. Ele ficou no chão por vários minutos e precisou ser removido da quadra de maca e levado a um hospital próximo.

Assim que o atleta caiu e não conseguiu se levantar, vários companheiros de elenco tiveram reações assustadas e cobriram os rostos – alguns até, visivelmente, contendo as lágrimas. Todos se reuniram alguns minutos depois e fizeram uma roda de oração por George. Após a retirada do astro, o treinador Mike Krzezywski deu a partida como encerrada.

Em uma nota liberada pela madrugada, a USA Basketball confirmou que o ala teve uma fratura exposta na tíbia e fíbula da perna. Embora não tenham havido mais danos além dos ossos quebrados, as previsões iniciais é que ele está fora da Copa do Mundo FIBA e da próxima temporada inteira da NBA.

Era esperado que a seleção anunciasse o corte de quatro a cinco jogadores neste sábado para diminuir o grupo que se reapresentará em duas semanas para dar continuidade à preparação. No entanto, Krzezywski já adiantou que os planos foram mudados pelo ocorrido com George e a redução do elenco está adiada por tempo ainda indeterminado.

“Tudo ficará pendente, como deve ser. Seria muito inapropriado falar sobre qualquer outra coisa quando presenciamos uma situação como essa. Agora, nós temos que cuidar disso da forma mais apropriada”, comentou o técnico, mantendo o foco na situação do (agora) provável ex-comandado.

O Pacers também liberou uma nota lamentando a seríssima lesão do seu principal jogador. “É muito cedo para especular sobre o retorno de Paul e a prioridade é sua plena recuperação. As discussões iniciais com os médicos em Las Vegas nos deixaram otimistas. Agora, nossa meta é sermos tão fortes e determinados quanto ele será quando voltar. O foco é fazer tudo o que for possível para ajudá-lo”, declarou o presidente de operações, Larry Bird.

Eleito para o Jogo das Estrelas e um dos times ideais da liga na última temporada, George era tido como presença garantida entre os 12 jogadores da seleção norte-americana para a disputa da Copa do Mundo FIBA, na Espanha. Ele assinou uma extensão de US$90 milhões com a franquia de Indiana no ano passado, que começa a vigorar na campanha 2014-15.

Confira a reação de atletas da NBA ao à lesão do ala do Pacers: