Paul Pierce acredita ter tido melhor carreira do que Dwyane Wade: “Fácil”

Dwyane Wade tem sido protagonista de várias homenagens ao redor da liga, com a proximidade do fim da última temporada regular de sua carreira. Mas parece que Paul Pierce não está tão fascinado com a trajetória do maior jogador da história do Miami Heat. O ídolo do Boston Celtics afirmou ter sido melhor e mais brilhante na NBA do que o ala-armador de 37 anos.

“Você precisa ter sorte e ser a benção de atuar com outros grandes jogadores para ser campeão e Dwyane não ganhou títulos sem Shaquille O’Neal, LeBron James e Chris Bosh. Se, quando tivesse 24 ou 25 anos, você colocasse caras como esses ao meu lado, eu teria conquistado uns cinco títulos da NBA. Aliás, eu tive a melhor carreira de nós. Fácil”, sentenciou o ex-jogador e comentarista da ESPN.

Pierce sente que quem não concorda com sua afirmação não tem a real e completa dimensão de sua carreira. “Se eu, Kevin [Garnett] e Ray [Allen] jogássemos juntos desde 2003, por exemplo, teríamos sido campeões várias vezes. Mas não se ganha sozinho. As pessoas só lembram da época do ‘Big Three’, mas esquecem as minhas atuações em playoffs no início do século, contra Jason Kidd e Allen Iverson – que aconteceram antes do twitter, instagram. Vá no Youtube e pesquise”, sugeriu.

Jared Dudley teve a oportunidade de atuar contra ambos e, embora reconheça a grande história de Pierce, julgou a opinião como risível. Ele sugeriu que o ex-ala estava sob efeito de drogas para dizer algo assim – em um comentário que foi curtido e depois repostado por Wade.

Wade e Pierce foram MVPs de finais uma vez na carreira, mas, contabilizando outros feitos, o astro do Heat leva inquestionável vantagem sobre a lenda do Celtics: ele tem mais participações em Jogos das Estrelas (13 a dez), eleições para quintetos ideais da liga (oito a quatro), seleções para times de defesa da temporada (três a zero) e, obviamente, títulos (três a um).  

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.