Popovich, a exceção

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=AcegYF_Ti78]

Por Ricardo Romanelli

Gregg Popovich completa 65 anos de idade nesta terça-feira (28). O treinador do San Antonio Spurs está no cargo desde 1996, aproxima-se dos de duas décadas a frente do mesmo time. Neste meio tempo, ele levou a equipe a cinco finais da NBA e venceu em quatro oportunidades. Tem aproveitamento geral de 68% das partidas – número incrivelmente alto. Foi duas vezes eleito o técnico do ano na liga e é um dos dois únicos na história a alcançar 900 vitórias com a mesma franquia, ao lado de Jerry Sloan (Jazz).

Nestes quase 20 anos com o Spurs, mais de 130 jogadores estiveram sob seu comando e ele – tanto quanto os atletas –, é parte integral do sucesso da equipe no período. Quando Popovich começou a carreira, ele estava acompanhado de outros grandes nomes de sua geração como Don Nelson, Larry Brown, Phil Jackson, Hubie Brown, entre outros. Todos foram se tornando obsoletos ao longo do tempo, o que é perfeitamente normal. Mas “Pop” foi diferente, pois soube se reinventar. Tornou-se a exceção em uma liga hoje dominada por jovens técnicos como Tom Thibodeau, Eric Spoelstra e Frank Vogel.

Pat Riley, um dos maiores nomes das últimas décadas na NBA em diversos níveis, certa vez disse que o Spurs era o time mais estável emocionalmente na NBA. E isso se deve, em muito, à personalidade de Popovich. Ele escolhe a dedo os jogadores que poderão ser contratados pelo Spurs, tomando como molde uma filosofia bem consolidada na organização. Aqueles que não se adaptam, saem. De qualquer forma, raramente vimos o veterano cometer um erro de avaliação, pois é muito bom nisso.

O perfil de treinador hoje é outro, completamente diferente daqueles grandes motivadores anos 1990. Eles tinham grande presença e poder de liderança, eram mais estrategistas e vinham de outras carreiras antes de serem técnicos – geralmente ex-jogadores. A nova geração é muito mais detalhista: são profissionais que se prepararam para comandar times desde cedo, não vieram de outro ramo. São verdadeiros tecnocratas do esporte. Ao passo que estes profissionais extremamente preparados foram sendo inseridos no mercado, “comandantes” do modelo antigo foram se aposentando. No entanto, como o Spurs que comanda, Popovich encontrou uma maneira de se reinventar e viu seus colegas se aposentarem, muitas vezes, por obsolescência.

Esta é a diferença fundamental entre “Pop” e outros técnicos de sua geração: por mais laureado que seja, sempre foi o mais humilde, introspectivo, trabalhador e estudioso de todos. Claro que ele tem uma visão de jogo que a maioria dos seres humanos não compartilha, mas isso é comum aos grandes treinadores. Foi a capacidade de enxergar as mudanças do jogo ao longo dos anos que fizeram com que pudesse readaptar seu sistema tático e o elenco de apoio texano.

É fundado nesta formidável habilidade de leitura do basquete e tendências que Popovich consegue, ano após ano, remodelar o Spurs e levar a equipe, mais uma vez, a disputa do título na NBA. No entanto, apoiado na personalidade humilde, trabalhadora e desprovida de vaidades que também consegue manter a disciplina exemplar de seu time e colecionar admiradores por onde passa, aumentando ainda mais seu prestígio e respeito ao redor da liga.

Como já disse anteriormente, Popovich completa 65 anos – uma idade em que a maioria dos técnicos com duas décadas de trabalho costumam se tornar obsoletos. No entanto, ele é a exceção e não temos dúvida que, quando decidir se aposentar, será ainda um treinador mais moderno e atualizado do que a maioria de seus colegas de profissão.

[polldaddy poll=7752106]

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Bruno#L.A.Lakers

    O segundo melhor tecnico que eu já vi o melhor e o P-Jax !!

    • Bruno#L.A.Lakers

      Foi esse cara que criou o hack a Shaq , estrategista puro !!

    • Leandro silva

      Não posso classificá-los,mas meus técnicos preferidos “foram” Larry Brow e com certeza popovich.

  • Thiago Salles

    Phil Jackson e Greg Popovich são os melhores técnicos de todos os tempos!!!

  • Acho que dizer ‘O’ melhor nesse quesito é meio difícil. Acho mais justo dizer que ele esta em um seleto grupo chamado “os melhores da NBA”, sem posição ou ranking.

    • Luiz

      Perfeita definição. O trabalho que Popovich vem fazendo durante esses anos é fenomenal, no entanto, não podemos afirmar que ele é o melhor, devido a outros grandes treinadores que já estiveram na liga.

  • Zorg

    Entre os cinco maiores ….

  • Só perde para o Vinny Del Negro kkkkkkkkkkkkk

    • RafaelRox

      Exatamente kkkkk.

  • Renato Lgb

    Vi uma reportagem outro dia sobre Pop e fiquei emocionado!

    Muito bem colocado sobre o jeito que esse cara consegui se reinventar, sou fanzaço declaro desse cara, e mais uma temporada que ele consegui fazer de um grupo teoricamente bom com jogadores já um pouco mais desgastados, mas mesmo assim, sua equipe sempre sempre candidata ao título!

    Parabéns fenômeno pelo seu talento e por sua humildade acima de tudo!

    Ah, entrando no assunto de quem é o melhor, achei muito sensato o comentário do amigo logo acima dizendo que acha melhor colocá-lo no seleto grupo dos melhores!

    Só pra não deixar batido, pensei que o outro colega acima ia dizer que achava que o Kobe era melhor que o Pop, mas ele disse que acha o Grande Phil!

    Abraços

    • RafaelRox

      kkkkk bem a cara dele… se não existisse Big Phill ele falaria que era o Kobe mesmo.

    • Renan_T

      Mas quando o Kobe virar técnico vão achar ele o melhor. E no dia que ele for dirigente vai poder concretizar o sonho de ser melhor que o Jordan (essa é moleza convenhamos).

    • Miguel

      kkkkkkkkkkkkk
      Verdade! O Bruno Lakers é fanzão do Kobe!!! Mas tá valendo. Kobe é fera mesmo!!!

    • Carlos Eduardo

      Acho que Kobe nunca vai ser técnico. Imagina o Kobe com 50 anos, digamos, na beira da quadra e os caras errando tudo. Ele vai entrar no jogo. Acho que ele vai virar comentarista e talvez GM.

      • Vitor Hugo

        “Ele vai entrar no jogo” Ri pra caralh* AUHAUHAHUAHUAHAUUAHHUA

  • Big

    Legal essa matéria sobre o Popovich. Obviamente todos concordam que ele é um dos maiores da NBA de todos os tempos (imagina a homenagem que o Spurs vai fazer quando ele se aposentar). Vcs tem como nos informar de quantos playoffs o Spurs participou nesse período?

    Obs: Renato Lgb, eu ri pra caramba do Kobe melhor que o Pop…

    • Pedro Cortez

      acho que todos os anos eles se classificou, tirando o 1 ano senão me engano.

  • RafaelRox

    O Spurs deve acabar quando Pop sair rsrrs.

    • Gabriel Almeida

      O spurs tem 33 aparições em playoff em 38 anos.
      Não é só o Pop é toda a estrutura.

  • Geovanni Araujo

    Eu ainda acho que o Pop é melhor que o P-Jax, puramente porque embora tenha jogadores como Parker, Ginobili e Duncan, com exceção do último, os outros dois são achados, foram draftados em posições extremamente altas no draft, e mesmo assim sobre o comando dele se tornaram grandes jogadores, tem outros exemplos também. Já o Phil trabalhou com Shaq, Kobe, Jordan, Pippen, e etc, são nomes de muito peso, HOF na liga e desde sempre foram nomes que impactavam na liga, mas de qualquer forma os dois são os melhores que eu vi sem dúvida, mas ainda fico com o Pop em primeiro, opinião mesmo.

    • Pedro Cortez

      Compartilho dessa mesma opinião, não da pra tirar o merito do Phill, mas ele teve a nata da nata na mão. O Pop teve o Duncan e o resto ele tirou da cartola. Fora o estilo de jogo da equipe que pra mim é um dos melhores. Se fosse outro tecnico ali naquele Spurs envelhecido, creio que não estariam chegando nem nos playoffs.

    • Concordo, e a química que o Pop tem com seus jogadores, principalmente com Duncan, é de mais.

  • O maior de todos!!!
    Mas o Hornacek vem aí… rs

  • Pat Riley pra mim é o melhor, seguido de Greg Popovich, Phil Jackson, Jerry Sloan e (brincadeira, mas é top 10) George Karl.

  • Julio Zago

    Acho que eleger o melhor dentro tantos é uma missão muito complicada, personalíssima, daqueles que acompanhei os melhores foram Greg, Phil e Pat.
    Sobre Greg, primeiro tenho de dizer que sou um grande fã da equipe dos Spurs muito graças ao estilo de jogo que seu técnico impõe, uma verdadeira aula de basquete com uma defesa forte e um ataque sempre muito bem trabalhado.
    Também aprecio a capacidade do técnico dos Spurs de mudar a história de um jogo graças a sua incomparável interpretação do que ocorre dentro da quadra, inclusive o acho absoluto nesse quesito.
    Tomara que ainda trabalhe muitos anos.

  • ele e top 5 ^^

  • Luiz Henrique Santos

    Popovich é unanimidade entre os melhores, simplesmente fantástico e um cara humilde e focado no trabalho, não se abate com derrotas e nem se ensoberbece com vitórias, e acima de tudo ele é um apaixonado pelo que faz e procura sempre melhorar e se reinventar, se repararmos bem ele e Tim Duncan, tem o mesmo perfil deve ser por isso que essa dupla sempre se deu bem e será uma das maiores parcerias de todos os tempos da liga.

  • Lucas El Tawil

    Red Auerbach

    Go Celtics!!!

  • Phil Jackson: por extrair o máximo de atletas limitados e ser um grande estrategista e motivador.

    Pat Riley: Por ser um excelente arquiteto de equipes, fora a capacidade gerenciar grupos (se o Heat tem 2 títulos em 3 finais, o mérito é todo dele).

    Gregg Popovich: As palavras do Ricardo Stabolito já dizem tudo.

    K.C. Jones/Red Auerbach: Duas lendas no comando do Boston Celtics dentro e fora de quadra, um especialista na gerência (Auerbach) e outro como jogador (K.C. Jones)

    Larry Brown: Meu preferido… Especialista em defesa sempre soube explorar potencialidades e reduzir a fragilidade defensiva dos atletas (Detroit e Sixers) são exemplos disso sem grandes estrelas, mas muita aplicação.