Popovich critica atuação do Spurs em derrota para o Knicks: “Patética”

https://www.youtube.com/watch?v=PcH7RDRVczM

Gregg Popovich teve uma noite para esquecer nesta terça-feira. O treinador acompanhou (com visível desgosto) o San Antonio Spurs apresentar uma das atuações mais indiferentes do ano e ser surpreendido pelo New York Knicks, dono da pior campanha da temporada, por 104 a 100. Depois da partida, como de costume, o veterano fez uma análise consciente do jogo e detonou a postura de seus comandados em quadra.

“Nós não respeitamos o jogo e nosso adversário. Foi uma atuação patética e espero que cada atleta esteja envergonhado – não porque era esperado que vencêssemos a partida, mas pela forma como atuamos”, disparou o técnico, sem poupar nenhum jogador. O Spurs chegou a estar vencendo por 13 pontos no terceiro quarto, mas permitiu a reação dos donos da casa e acabou superado na prorrogação.

O Knicks conquistou apenas sua 14ª vitória em 67 jogos nesta temporada, mas foi um triunfo – de certa forma – único: segundo a ESPN Stats & Information, esta foi a primeira vez na história da NBA que um time com menos de 20% de aproveitamento na campanha consegue derrotar o atual campeão da liga. Para Popovich, o resultado inusitado refletiu o desempenho das equipes em quadra e não poderia ter sido mais justo.

“O Knicks jogou muito bem. Eu tiro o meu chapéu para Derek [Fisher, técnico] pela forma como conduziu seu trabalho em um ano muito difícil. A comissão técnica inteira merece muito crédito. Eles movimentaram a bola melhor do que nós, foram mais competitivos e respeitaram o jogo. Acabaram devidamente recompensados”, elogiou o treinador, cinco vezes campeão da NBA com a franquia texana.

Como o técnico adversário, Fisher também julgou que sua equipe mereceu o triunfo e acredita que isso legitima o trabalho que realiza a frente do time. “Eu acho que o resultado simboliza que estamos crescendo, caminhando em uma direção positiva. Não sei se teríamos sido capazes de vencer uma partida assim algumas semanas ou meses atrás”, disse o ex-armador, ignorando a possível “falta de esforço” do oponente.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • TRUETHIAGO

    Por estas e outras, Pop é gênio!

  • Kleber

    Pintou o campeão

  • More

    Pop E Tio Phil são tão iguais e ao mesmo tempo tão diferentes kkk

  • ANDRÉ LÉO HAWKS

    zumbiii italiano mvp olavo kkkk mito kkk

  • Lucas Ottoni

    Derrota para o pior Knicks de todos os tempos pra sempre??? É… O glorioso Spurs não é mais o mesmo…

  • Lucas

    È, tai um resultado que me animou, vejo que o Knicks esta se acustumando a jogar sem depender tanto do Carmelo

  • Adriano Sato

    O time está oscilando demais. Mantém um nível de concentração ótimo durante quase todo o jogo e quando chega nos 2 minutos finais do último quarto parece que a vitória sobe à cabeça. Ridículo o que aconteceu nesse jogo com o Knicks. Aconteceu o mesmo “apagão” (se assim pode-se dizer) contra o Cavs. Mesmo o Irving derrubando todas as bolas dava pra ter matado o jogo. Foda.

    Precisamos melhorar nesse sentido.

  • DirkMito

    Foi apenas uma derrota, que na melhor das hipoteses podem fazer o time acorda nessa reta final, certas coisas acontecem para o bem rs

  • BMCS

    Concordo apenas em parte com o Pop. É claro que um time campeão perder para outro < ,200 não pode ser condiderada uma boa atuação. Porém, acompanhei todo o jogo, e os coments da MSG foram na direção certa: da metade do Q4 em diante, o time do SAS morreu em quadra. Pregou fisicamente. Duncan, Parker e até Leonard não tinham mais condições físicas de permanecer e, nesse ponto, o Pop errou, pois obrigatoriamente deveria ter girado o time e proporcionado gás em quadra. Méritos para o NYK, sem dúvidas, mas a verdade é que foi mais uma derrota do San Antonio do que uma Vitório do NYK. E ambos – jogadores e técnico – têm que dividir responsabilidades quando ocorre uma derrota dessa dimensão.