Por “despedida positiva”, Nikola Vucevic descarta tank em Orlando

https://www.youtube.com/watch?v=CEJrwhLAm2w

O Orlando Magic não tem mais ambições competitivas na temporada, certo? Não é bem assim. O time está virtualmente eliminado dos playoffs, mas, diferente de outras equipes, ainda parece focado em vencer e iniciou a semana conquistando vitórias seguidas pela primeira vez em três meses. Para Nikola Vucevic, ganhar jogos no fim da campanha é mais importante do que uma melhor escolha de draft.

“Obviamente, nós estamos decepcionados com a temporada e por não chegar nos playoffs. Mas ainda podemos fazer uma despedida positiva e tentar construir uma base sólida para a próxima campanha. Temos que jogar duro e vencer as partidas que faltam. Não fará tanta diferença assim agora, mas a sensação ainda é melhor do que perder”, afirmou o pivô, descartando tank nas próximas semanas.

O treinador Frank Vogel apoiou as palavras do comandado e acredita que chegou o momento do elenco começar a acostumar-se com a perspectiva de ganhar jogos. “Nós queremos construir uma cultura vitoriosa e um time de playoffs aqui. Ainda estamos longe e sabemos disso, mas desenvolver hábitos vencedores é algo que faz a diferença e precisa acontecer o mais rápido possível”, explicou o técnico.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Renato

    O sucesso do Celtics foi mudando a mentalidade das franquias, reconstruir e necessário mas sempre buscando vitórias. Time que se acostuma com derrota, depois tem muito mais dificuldade para ser vitorioso, vide Lakers e Sixers que devem penar bons anos.

    • Acho que não, porque em partes o sucesso do Celtics foi por acaso. Quando trocaram Rondo não foi porque enxergaram um bom potencial no Joe Crowder, foi pelas escolhas de draft do Mavs e porque o Rondo era expirante. Quando adquiriram o Thomas, não foi por achar que ele seria concorrente a MVP, foi para adquirir um 6° homem, tanto que quando chegou, Thomas não era titular. Em 2013-14 Celtics investiu no tank, teve pouco mais de 20 vitórias. O plano era seguir perdendo, mas teve sorte do time encaixar, e jogadores desvalorizados ter um salto de qualidade (isso mérito do Stevens). Mas esse não era o plano da diretoria.

      • Rafael L.A

        Com certeza. a sorte os acompanhou nesse ”rebuild”

        • Tárcio

          A sorte do Celtics se chama Mikhail Prokhorov!
          Rssss

          • Rafael L.A

            É tem isso ai também kkk sorte danada foi essa..

          • Sim e não. Até o momento as escolhas de draft do Nets se tornaram, James Young, Terry Rozier e Jaylen Brown. Nenhum desses se tornaram grandes jogadores até o momento, e o único que realmente demonstra potencial para isso é o Brown. Embora ainda tenha a escolha desse ano e do próximo. Vamos ver se vira algo melhor.

          • Tárcio

            Concordo que ainda não fez efeito. Mas em comparação o celtics tá com escolha alta todo ano sem precisar perder pra isso, falei nesse sentido.
            O Lakers tem que perder e torcer pra ser sorteado pra conseguir uma pickles alta nesse draft. O celtics pode ser líder da conferência e na pior das hipóteses terá a quarta escolha do draft.

      • Bruno Macedo

        Por isso eu digo o Celtics é um bom time mais se não fosse o excelente técnico estaria brigando mais em baixo na tabela.

      • Leonardo Augusto N. Dos Santos

        comentário típico de quem le o bola presa, hahahahah

    • Tárcio

      O Celtics não precisa de Tank próprio, vide que o Nets faz isso pra ele!

      Sixers, Wolves e principalmente o Lakers (por conta das proteções de picks) precisaram perder.
      Pensa nisso!

      O Tank é cíclico, agora ta na hora dos três começarem a crescer, vejo outras franquias começando a cair (Magic, Kings, talvez outros).

  • Até porque, do que adianta ter uma escolha de draft alta se não vai desenvolver o atleta? Gordon foi selecionado em 2014, foi ter mais espaço e atenção pela comissão técnica só nessa temporada. Hezonja em duas temporadas não teve nem 20 minutos por jogo. Selecionam atletas crus, e os deixam mofando. Melhor esquecer o draft mesmo.

  • Bruno Macedo

    Franquia fracassada vão passar muitos anos assim.