Flagrado em exame antidoping, Deandre Ayton é suspenso por 25 jogos pela NBA

O Phoenix Suns foi surpreendido por uma “bomba” na noite dessa quinta-feira. De acordo com Adrian Wojnarowski, da ESPN, o pivô Deandre Ayton foi suspenso por 25 jogos pela NBA depois de um exame antidoping ter acusado a presença de uma substância proibida em seu sangue. O atleta de 21 anos testou positivo para o uso de diurético, que “mascara” a atuação de outros dopantes no corpo.

“Eu gostaria de pedir desculpas aos meus familiares, companheiros, parceiros, fãs, comunidade de Phoenix e todos da franquia Suns. Isso foi um erro sem intenção e, infelizmente, admito que coloquei algo em meu corpo sem que soubesse o que era. Entendo o impacto de tudo isso e estou profundamente arrependido”, declarou o primeiro selecionado do draft de 2018, em comunicado oficial.

A punição de Ayton, porém, ainda pode ser diminuída. Wojnarowski apurou que a Associação dos Jogadores da NBA vai entrar com um pedido de diminuição ou até cancelamento do “gancho”, com base no artigo do acordo coletivo de trabalho da liga que admite a ingestão acidental ou não intencional de substâncias proibidas. O teste, de fato, não mostrou nenhum outro traço dopante no sangue do jogador.

O jovem pivô já confirmou que vai aproveitar o auxílio da NBPA para que a situação possa ser esclarecida e não seja um desfalque por tanto tempo no Suns. “Eu estou extremamente desapontado por ter deixado minha equipe nessa situação, mas vou seguir trabalhando com a Associação para superar tudo e torcer por uma solução positiva”, encerrou o titular do time do Arizona.

A tendência é que, durante o afastamento do titular, o veterano Aron Baynes seja efetivado ao quinteto inicial do Suns. Outra alternativa para Monty Williams seria utilizar o recém-contratado Frank Kaminsky de início. Ayton esteve em quadra por 33 minutos na estreia da equipe na temporada, vitória sobre o Sacramento Kings, anotando 18 pontos (9-14 FG), 11 rebotes e quatro tocos.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.