“Preso” nos EUA, Tomas Satoransky torce por cancelamento da temporada

A NBA trabalha para conter a expansão do coronavírus e criar condições seguras para a retomada da temporada o mais rápido possível. E, em isolamento com a família, Tomas Satoransky acompanha tudo com bastante insatisfação. O jogador do Chicago Bulls crê que a competição já deveria ter sido definitivamente cancelada e os atletas não têm sido tratados como reais prioridades pela direção da liga. 

“Não é nem um pouco confortável ficar isolado e assistir aos donos dos times tentarem encontrar formas de terminarmos a temporada para que não percam tanto dinheiro. Eu e minha esposa gostaríamos de voltar para a República Tcheca. Ainda acredito que essa campanha vá ser cancelada, seria o mais consciente, mas não é uma decisão minha”, desabafou o armador, em entrevista ao site tcheco Nova Sports

Hoje, de fato, Satoransky pode considerar “preso” nos Estados Unidos: embora permita o trânsito de seus jogadores entre cidades dentro do território norte-americano, a NBA ameaça aqueles que saíam do país de banimento. Titular em 64 dos 65 do Bulls nessa temporada, o atleta de 28 anos possui médias de 9.9 pontos, 3.9 rebotes e 5.4 assistências em quase 29 minutos de ação por partida. 

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.