Preview da temporada – Los Angeles Clippers

Los Angeles Clippers

2010-11: 32-50, 13° na conferência Oeste
Playoffs: não se classificou
Técnico: Vinny Del Negro, uma temporada (32-50)
GM: Neil Olshey, duas temporadas, sem classificação para os playoffs
Destaques: Chris Paul, Chauncey Billups, Caron Butler e Blake Griffin

Elenco

1- Chauncey Billups, armador

3- Chris Paul, armador

12- Eric Bledsoe, armador

25- Mo Williams, armador

4- Randy Foye, ala-armador

23- Travis Leslie, ala-armador

5- Caron Butler, ala

15- Ryan Gomes, ala

32- Blake Griffin, ala-pivô

34- Brian Cook, ala-pivô

30- Reggie Evans, ala-pivô

33- Trey Thompkins, ala-pivô

6- DeAndre Jordan, pivô

Na última temporada, o Los Angeles Clippers fez uma campanha fraca (a terceira pior do Oeste), mas mostrou ao mundo a força e explosão do jovem Blake Griffin. Para qualificar o elenco em torno do jovem astro e ter pretensões mais ambiciosas para esta temporada, a direção da franquia foi bastante ativa na offseason. Perdeu os jovens Eric Gordon e Al-Farouq Aminu e o pivô Chris Kaman (último ano de contrato) para trazer Chris Paul, o melhor armador da NBA. De quebra, contratou o experiente armador Chauncey Billups, dispensado pelo New York Knicks, assinou com o ala Caron Butler e renovou o contrato  do jovem pivô DeAndre Jordan. É inegável que o Clippers deu um grande salto de qualidade (talvez tenham hoje o melhor quinteto titular da NBA). Todas essas movimentações credenciam a franquia a ter uma das melhores campanhas da conferência Oeste. Os jogos da pré-temporada já mostraram que os dias de soberania do Lakers em Los Angeles estão contados. Finalmente o time liderado por Kobe Bryant terá um rival à altura.

O perímetro

O time angelino conta com o principal armador da Liga, Chris Paul, e um dos mais inteligentes e talentosos, Chauncey Billups. Essa dupla promete fazer estragos na temporada. Paul será o responsável pela distribuição de bola, o famoso playmaker, e Billups vai atuar na posição 2 – o que ele pode fazer perfeitamente, já que tem força e um ótimo arremesso de longa distância. O perímetro ainda conta com o ala Caron Butler, que é bom na defesa e ainda contribui no ataque. Na rotação, o Clippers terá o armador Mo Williams, titular na temporada passada, e que terá o papel de sexto homem da equipe, além do jovem armador Eric Bledsoe (em quem a franquia confia muito), e do ala Ryan Gomes, que também foi titular na temporada passada.

O garrafão

O Clippers tem o privilégio de contar com uma dupla de garrafão jovem, forte e atlética. Blake Griffin (22 anos), ganhador dos prêmios de melhor novato e do torneio de enterradas no último All-Star Weekend, é uma máquina de fazer pontos e de dar espetáculo com suas cravadas espetaculares. DeAndre Jordan (23 anos) é o complemento ideal para Griffin. O pivô faz o trabalho sujo no garrafão, traz consistência defensiva e, de quadra, também gosta de dar umas enterradas. Na rotação, a equipe conta com o fraquíssimo Brian Cook e com o reboteiro nato Reggie Evans.

Análise geral

Em razão da movimentação na offseason, o Los Angeles Clippers é um dos times que mais vai atrair a atenção dos fãs da NBA nesta temporada. A direção da franquia trabalhou muito bem e montou uma equipe para alçar voos maiores na conferência Oeste. O quinteto titular é fantástico e Vinny Del Negro vai ter uma grande oportunidade de mostrar que não é um técnico medíocre. O Clippers tem potencial para brigar pelas primeiras posições, mas Dallas  Mavericks e Oklahoma City Thunder ainda estão em um patamar acima dos concorrentes no Oeste. A disputa com o rival Los Angeles Lakers e, talvez San Antonio Spurs, será pelo mando de quadra na primeira rodada dos playoffs.

Previsão: 4° lugar na conferência Oeste.

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.