Final: Miami Heat x Dallas Mavericks

Confrontos na temporada: Miami 0 x 2 Dallas

27 NOV – DAL 106 x 95 MIA
20 DEZ – MIA 96 x 98 DAL

31/05 – Miami x Dallas – 22 horas (Em Miami)
02/06 – Miami x Dallas – 22 horas (Em Miami)
05/06 – Dallas x Miami – 21 horas (Em Dallas)
07/06 – Dallas x Miami – 22 horas (Em Dallas)
09/06 – Dallas x Miami – 22 horas (Em Dallas) *
12/06 – Miami x Dallas – 21 horas (Em Miami) *
14/06 – Miami x Dallas – 22 horas (Em Miami) *

*Se necessário

Horários de Brasília

Miami Heat (58-24)

Maior seqüência de vitórias: 11 (01/12 a 18/12)

Maior seqüência de derrotas: 5 (27/02 a 08/03)

Playoffs: 4 a 1 contra o Philadelphia 76ers, 4 a 1 contra o Boston Celtics e 4 a 1 contra o Chicago Bulls

Time-base

Mike Bibby (PG)
Dwyane Wade (SG)
LeBron James (SF)
Chris Bosh (PF)
Joel Anthony (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Udonis Haslem (PF/C)
Mario Chalmer (PG)
Mike Miller (SG/SF)
James Jones (SF)

Técnico: Erik Spoelstra

Líderes (temporada regular)

Pontos: LeBron James – 26.7
Rebotes: Chris Bosh – 8.3
Assistências: LeBron James – 7.0
Roubadas: LeBron James – 1.6
Bloqueios: Joel Anthony – 1.3

Líderes (playoffs)

Pontos: LeBron James – 26.0
Rebotes: LeBron James e Chris Bosh – 8.9
Assistências: LeBron James – 5.5
Roubadas: LeBron James e Dwyane Wade – 1.7
Bloqueios: Joel Anthony – 2.1

Dallas Mavericks (57-25)

Maior sequência de vitórias: 12 (20/11 a 11/12)

Maior sequência de derrotas: 6 (06/01 a 17/01)

Playoffs: 4 a 2 contra o Portland Trail Blazers, 4 a 0 contra o Los Angeles Lakers e 4 a 1 contra o Oklahoma City Thunder

Time-base

Jason Kidd (PG)
DeShawn Stevenson (SG)
Shawn Marion (SF)
Dirk Nowitzki (PF)
Tyson Chandler (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Jason Terry (PG/SG)
Peja Stojakovic (SF)
Brendan Haywood (C)
J.J. Barea (PG/SG)

Técnico: Rick Carlisle

Líderes (temporada regular)

Pontos: Dirk Nowitzki – 23.0
Rebotes: Tyson Chandler – 9.4
Assistências: Jason Kidd – 8.2
Roubadas: Jason Kidd – 1.6
Bloqueios: Tyson Chandler – 1.1

Líderes (playoffs)

Pontos: Dirk Nowitzki – 28.4
Rebotes: Tyson Chandler – 9.3
Assistências: Jason Kidd – 7.7
Roubadas: Jason Kidd – 2.2
Bloqueios: Shawn Marion e Brendan Haywood – 1.0

Retrospecto

Na temporada regular, o Dallas Mavericks venceu as duas partidas contra o Miami Heat. Porém, vale lembrar que o time texano contava com o ala Caron Butler (hoje ele se recupera de uma cirurgia no joelho e deve voltar a jogar só na próxima temporada) e o Heat estava desfalcado do ala-pivô Udonis Haslem (que voltou a jogar nos playoffs). E o mais importante: retrospecto na temporada regular não deve ser levado em conta nos playoffs.

Os times

Na grande final da NBA, teremos de um lado a segunda melhor defesa da pós-temporada (Heat) contra o melhor ataque (Mavs). O time da Flórida tem “duas estrelas e meia”. LeBron James, que jogou demais na série contra o Bulls; Dwyane Wade, que não foi tão bem na final do Leste; e Chris Bosh, que mostrou contra o Bulls que é peça fundamental no Big Three. O time tem a armação como a sua maior fraqueza. No garrafão, Joel Anthony faz bem o “trabalho sujo” e Udonis Haslem sempre entra bem nos jogos e não deixa o ritmo cair. Nos últimos dois jogos contra o time de Chicago, Mike Miller mostrou que pode contribuir vindo do banco de reservas.

Já o time de Dallas tem uma grande estrela, talvez o melhor jogador dos playoffs deste ano: Dirk Nowitzki. O jogador alemão vem dando um show na pós-temporada e calando os críticos que ainda teimam em chamá-lo de “amarelão”. Além dele, o Mavs tem um ótimo conjunto. O veterano Jason Kidd vem se destacando na defesa (marcou muito bem Kobe Bryant e Russell Westbrook), Marion vem crescendo de produção tanto no ataque quanto na defesa e Chandler bem regular no garrafão. O banco do time texano também é forte, com Jason Terry e J.J. Barea contribuindo no ataque, Peja Stojakovic acertando bolas de três pontos e Brendan Haywood fazendo o “trabalho sujo” no garrafão.

Análise do confronto

Bosh, James e Haslem deverão se revezar na marcação de Nowitzki. Marion e Stevenson ficarão colados em James. Kidd e Stevenson deverão ser designados para marcar Wade. E o alemão deve ficar em cima de Bosh. É fundamental para o Heat tentar parar Nowitzki, assim como é essencial para o Mavs não deixar que James e Wade decidam os momentos finais das partidas. O time de Miami tem a vantagem de contar com mais estrelas no elenco. Já o Mavs tem mais conjunto e um banco de reservas mais confiável. Os dois times vêm conseguindo viradas incríveis nos finais das partidas. Vai ser uma final dura. E agora, quem terá mais poder de decisão? Quem vai fazer a diferença? Pela primeira vez nos playoffs, o Heat vai enfrentar um time com um ataque forte. Será o grande teste para sua ótima defesa. Já o Dallas terá pela frente um time com duas estrelas do mais alto nível, o que não aconteceu nas rodadas anteriores.

O prognóstico do Jumper Brasil é de que chegou a vez do time texano. Chegou a hora de Kidd e Nowitzki serem finalmente campeões da NBA. Eles não vão desperdiçar essa que pode ser uma das últimas chances em suas carreiras para chegar ao título. O Heat ainda vai ter várias oportunidades (pelo menos mais três anos) com esse Big Three formado nesta temporada. Por isso, penso que vai dar Mavs em sete jogos. E Dirk Nowitzki eleito MVP das finais.

Palpite

Miami Heat 3 x 4 Dallas Mavericks

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Laerte Vitalli

    Coitado do Mavs, n vai ter nem chance.

    • Anônimo

      Não meesmo’ Miami Heat vai fechar em 4×2

  • Filho do Vento Super Homen

    4×0 pro Mavs