Previsão da final: Toronto Raptors (2°) x (1°) Golden State Warriors

Toronto Raptors (2°) x (1°) Golden State Warriors

Confrontos na temporada: Raptors 2 x 0 Warriors

29-11: Golden State Warriors 128 x 131 Toronto Raptors 

12-12: Toronto Raptors 113 x 93 Golden State Warriors

Datas do confronto (todos os jogos terão a transmissão da ESPN e da Band):

30-05 (quinta): Warriors x Raptors – 22h (em Toronto)
02-06 (domingo): Warriors x Raptors – 21h (em Toronto)
05-06 (quarta): Raptors x Warriors – 22h (em Oakland)
07-06 (sexta): Raptors x Warriors – 22h (em Oakland)
10-06 (segunda): Warriors x Raptors – 22h (em Toronto)*
13-06 (quinta): Raptors x Warriors – 22h (em Oakland)*
16-06 (domingo): Warriors x Raptors – 21h (em Toronto)*

* Se necessário

Horários de Brasília

Toronto Raptors (58-24)

Elenco

Time-base: Kyle Lowry (PG), Danny Green (SG), Kawhi Leonard (SF), Pascal Siakam (PF) e Marc Gasol (C)

Reservas com mais tempo de quadra: Serge Ibaka (PF/C), Fred VanVleet (PG) e Norman Powell (SG/SF)

Lesionados: OG Anunoby (SF) e Chris Boucher (PF)

Técnico: Nick Nurse

Raptors nos playoffs

 Jogador Jogos Minutos FG% 3P% FT% REB AST STL BLK PTS
P/ Jogo
Kawhi Leonard 18 38.7 .507 .388 .875 8.8 3.8 1.6 0.6 31.2
Pascal Siakam 18 36.2 .458 .289 .758 7.0 2.4 1.2 0.7 18.7
Kyle Lowry 18 37.3 .444 .355 .806 5.2 6.4 1.2 0.2 14.7
Serge Ibaka 18 21.3 .448 .219 .759 6.2 0.9 0.3 0.7 8.7
Marc Gasol 18 31.2 .414 .400 .800 6.1 3.2 1.0 1.3 8.6
Norman Powell 17 17.6 .460 .411 .706 2.6 1.3 0.4 0.0 8.2
Danny Green 18 28.9 .325 .314 .913 3.7 1.1 1.3 0.4 6.8
Fred VanVleet 18 22.1 .359 .379 .706 1.4 2.7 0.6 0.3 6.0
Chris Boucher 2 2.0 .400 .333 .000 0.5 0.0 0.0 0.5 2.5
Jodie Meeks 13 5.1 .310 .154 .667 0.7 0.1 0.3 0.1 1.7
Jeremy Lin 7 3.7 .222 .500 1.000 0.4 0.6 0.1 0.0 1.3
Malcolm Miller 9 3.0 .250 .167 .750 0.6 0.1 0.0 0.1 0.9
Patrick McCaw 7 5.1 .000 .000 1.000 0.4 0.3 0.3 0.0 0.3
Eric Moreland 8 3.5 .500 1.6 0.4 0.0 0.0 0.3

 

Golden State Warriors (57-25)

Elenco

Time-base: Stephen Curry (PG), Klay Thompson (SG), Andre Iguodala (SF), Draymond Green (PF), Andrew Bogut (C)

Principais reservas: Kevon Looney (PF/C), Shaun Livingston (PG/SG), Alfonzo McKinnie (SF) e Jonas Jerebko (PF)

Lesionados: Kevin Durant (SF) e DeMarcus Cousins (C)

Técnico: Steve Kerr

Warriors nos playoffs

 Jogador Jogos MP FG% 3P% FT% REB AST STL BLK PTS
 P/ Jogo
Kevin Durant 11 39.1 .513 .416 .901 5.2 4.9 1.2 1.0 34.2
Stephen Curry 16 37.2 .452 .390 .940 6.3 5.6 0.9 0.2 27.3
Klay Thompson 16 39.4 .429 .393 .920 3.9 2.0 1.5 0.9 19.1
Draymond Green 16 37.7 .521 .211 .660 9.9 8.2 1.4 1.7 13.6
Andre Iguodala 15 29.4 .522 .370 .393 4.3 3.9 1.2 0.9 10.1
Kevon Looney 16 20.5 .725 .800 4.9 0.9 0.6 0.6 7.5
DeMarcus Cousins 2 12.5 .308 .333 1.000 5.5 2.5 0.5 0.0 5.5
Shaun Livingston 16 14.0 .471 .000 .765 1.4 1.4 0.4 0.2 3.8
Quinn Cook 11 9.5 .415 .333 1.000 1.2 0.6 0.2 0.0 3.8
Alfonzo McKinnie 16 11.1 .488 .318 .571 2.5 0.1 0.1 0.1 3.3
Jordan Bell 11 7.3 .519 .700 1.3 0.9 0.4 0.5 3.2
Andrew Bogut 14 9.6 .621 .800 4.2 1.3 0.3 0.4 2.9
Jonas Jerebko 12 7.9 .286 .182 1.000 2.4 0.9 0.1 0.2 1.7
Jacob Evans 4 4.0 1.000 1.000 0.3 0.3 0.0 0.0 1.3
Damian Jones 3 2.0 1.000 .500 0.7 0.0 0.0 0.0 1.0

 

Análise do confronto

Golden State Warriors e Toronto Raptors começam, nesta quinta-feira, a duelar pelo título da NBA. O Warriors, que venceu três dos últimos quatro campeonatos, chega para a sua primeira final sem o mando de quadra. O time californiano domina a liga desde 2014-15 e luta para que a hegemonia seja mantida. Já o time canadense, faz sua estreia em finais, mas mostrou durante os playoffs ser um candidato bom o bastante para encarar o Warriors.

Para o início da final de 2018-19, os atuais bicampeões da NBA correm o risco de não contar com os seus últimos grandes reforços: DeMarcus Cousins e Kevin Durant, ambos por lesão. Enquanto Cousins está próximo de retornar às quadras, Durant é um caso um pouco mais complexo. O camisa 35 não joga desde as semifinais de conferência, contra o Houston Rockets. Ou seja, o Warriors passou pelo Portland Trail Blazers mesmo sem um dos melhores jogadores da atualidade. Andrew Bogut e Andre Iguodala são os eventuais substitutos.

Mas não se iluda achando que sem eles o Warriors fica fragilizado. O time joga como sempre jogou, como sempre venceu. São nessas situações que parecem adversas que a equipe de Oakland se faz presente. Stephen Curry, Klay Thompson e Draymond Green fazem um dos melhores trios de toda a NBA. Sozinhos, já seria suficiente para uma luta por título. Sozinhos, já foram campeões. Imagine com Durant e Cousins.

Pelo lado do Raptors, tudo em ordem. Por mais que o time tenha um elenco qualificado, Kawhi Leonard, que chegou ao time após troca com o San Antonio Spurs, é o comandante em quadra. Leonard dominou os oponentes durante os playoffs. Um a um, o astro superou adversidades e bateu Orlando Magic, Philadelphia 76ers e Milwaukee Bucks, este último vencendo quatro jogos seguidos.

O time claramente evoluiu nos playoffs. Basta notar os números de Leonard da fase regular para os mata-matas. O Raptors também melhorou a qualidade de seu elenco com a chegada do ótimo Marc Gasol. O espanhol, que pode ter papel decisivo contra o Warriors, sabe jogar dos dois lados da quadra como poucos. Gasol, eleito o Melhor Defensor de 2012-13, chegou durante a temporada regular. Ele vai dividir minutos com Serge Ibaka, outro especialista em defesa.

Agora, quem precisa melhorar com urgência é Danny Green. Ótima válvula de escape com os arremessos de três dos cantos da quadra, o excelente defensor vem em baixa. Contra o Bucks, o ala-armador amassou o aro com cerca de 17% de aproveitamento nos arremessos de três. Muito pouco para quem é especialista no assunto. Se não estiver tão bem, Fred VanVleet, que serve especialmente como reserva de Kyle Lowry, pode ajudar.

Na temporada regular, as equipes se enfrentaram em duas oportunidades. Nas duas, deu Raptors. Em uma delas, o time de Toronto sequer utilizou Leonard e, mesmo assim, atropelou o oponente por 113 a 93. No outro embate, mais equilíbrio: 131 a 128. De qualquer forma, Cousins não estava em nenhum dos confrontos, assim como Gasol. Quem se destacou ali foi Ibaka, com 20 pontos em cada um.

Existem pontos de interrogação quanto ao Warriors. Sim, mesmo com todos os atributos ofensivos e defensivos, além de um excepcional Steve Kerr no banco, o time se perde em alguns momentos do jogo e fica irreconhecível. Claro que é um time que sabe jogar com o placar adverso, mas contra o Blazers foi demais. Em três dos quatro jogos chegou a estar perdendo por 15 ou mais pontos e, mesmo assim, reagiu e garantiu não só aqueles triunfos, mas a varrida.

Agora, como o Raptors vai reagir contra tantos grandes defensores? Na teoria, Iguodala, Green e Durant devem ficar responsáveis pela marcação de Leonard. Se não for nele, vão em cima do candidato ao prêmio de Jogador que Mais Evoluiu, Pascal Siakam. Não tem para onde correr. O Warriors é favorito pelo histórico, mas mais que isso, pelo talento.

Palpite: Warriors em seis.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.