Previsão da temporada – Minnesota Timberwolves

Minnesota Timberwolves

Campanha em 2016-17: 31-51, 13° na conferência Oeste
Playoffs: não se classificou
Técnico e presidente: Tom Thibodeau (segunda temporada)
GM: Scott Layden (segunda temporada)
Destaques: Karl-Anthony Towns, Jimmy Butler e Andrew Wiggins
Time-base: Jeff Teague – Jimmy Butler – Andrew Wiggins – Taj Gibson – Karl-Anthony Towns

Elenco

0- Jeff Teague, armador
1- Tyus Jones, armador
30- Aaron Brooks, armador
7- Melo Trimble, armador
23- Jimmy Butler, ala-armador
11- Jamal Crawford, ala-armador
13- Marcus Georges-Hunt, ala-armador
22- Andrew Wiggins, ala
15- Shabazz Muhammad, ala
3- Anthony Brown, ala
67- Taj Gibson, ala-pivô
8- Nemanja Bjelica, ala-picô
5- Gorgui Dieng, ala-pivô/pivô
10- Amile Jefferson, ala-pivô/pivô
32- Karl-Anthony Towns, pivô
45- Cole Aldrich, pivô
24- Justin Patton, pivô

Quem chegou: Jimmy Butler, Jeff Teague, Taj Gibson, Jamal Crawford, Justin Patton (draft), Aaron Brooks, Anthony Brown, Melo Trimble, Marcus Georges-Hunt

Quem saiu: Ricky Rubio, Zach LaVine, Kris Dunn, Omri Casspi, Brandon Rush, Adreian Payne, Jordan Hill, Nikola Pekovic

Revisão

O jejum persiste em Minnesota. Já se vão 13 anos desde que o Timberwolves alcançou os playoffs pela última vez. Na primeira temporada sob comando do técnico e presidente Tom Thibodeau, a equipe pouco evoluiu em relação à campanha anterior.

Se as vitórias foram minguadas, pelo menos a temporada serviu para que o núcleo jovem do time tivesse mais tempo para mostrar serviço. Karl-Anthony Towns, Andrew Wiggins e Zach LaVine, três dos quatro atletas mais novos do elenco, lideraram a equipe em várias estatísticas e foram os que tiveram as maiores médias de minutos em quadra.

Towns mostrou evolução (ofensiva) em sua segunda temporada na NBA. Novamente, ele atuou em todas as 82 partidas e melhorou seus números em: pontos, rebotes, assistências, aproveitamento de bola de três pontos e aproveitamento nos lances livres. Além disso, ele liderou a NBA em pontos marcados no garrafão (14.1), converteu 101 arremessos de longa distância e foi o quinto reboteiro da liga (12.3).

Já Wiggins, por mais que ainda esteja deixando a desejar no lado defensivo, mostrou evolução como pontuador. Segundo cestinha da equipe, ele melhorou o aproveitamento nos chutes do perímetro (de 30% no ano anterior para 35.6% em 2016/17) e converteu mais bolas de três (103) do que nas duas primeiras temporadas combinadas (96). É bom lembrar que ele tem só 22 anos, e potencial para melhorar seu controle de bola e ser mais disciplinado na defesa.

A temporada acabou e Towns e Wiggins permanecem como intocáveis no elenco. Já o valorizado LaVine foi negociado. Assim como o criticado armador espanhol Ricky Rubio e a decepção chamada Kris Dunn.

O perímetro

Jeff Teague, Jimmy Butler e Andrew Wiggins formarão o perímetro titular do Timberwolves nesta temporada. Teague chega para substituir o criticado Ricky Rubio. Ele não tem a mesma visão de quadra e nem a consistência defensiva do espanhol, mas compensa em atleticismo e capacidade de arremessar de média e longa distância. Butler, o grande reforço da equipe para a temporada, é o cara de confiança de Tom Thibodeau. Ele será uma peça fundamental na tão criticada defesa do time de Minnesota. Em Minneapolis, o ex-jogador do Chicago Bulls não terá tanta responsabilidade em pontuar. Já Wiggins, de contrato renovado, precisa ser mais do que um cara que pontua atacando a cesta e nas situações de isolation. Jogar ao lado de Butler pode ser importante para ele se envolver mais no lado defensivo. Potencial, capacidade atlética, ele tem. E Wiggins deu flashes, na última temporada, de que pode se tornar um passador consistente. Todos na franquia esperam a evolução do jovem ala.

No banco de reservas, com a saída de Kris Dunn, Tyus Jones passa a ser a primeira opção para a armação. O técnico Thibodeau confia no atleta de 21 anos e espera que ele melhore como criador de jogadas e arremessador. Os jogadores de perímetro que mais deverão ter minutos vindo do banco deverão ser o veterano Jamal Crawford e o inconsistente Shabazz Muhammad. Ambos deverão se limitar a contribuir na parte ofensiva.

O garrafão

Pelo que vimos na pré-temporada, a dupla titular no garrafão deverá ser formada por Taj Gibson e Karl-Anthony Towns. O veterano ala-pivô tem a confiança de Thibodeau pelos anos em que trabalharam juntos em Chicago. Gibson joga sempre com muita disposição e será importante no lado defensivo. Ele não tem como característica ser um espaçador de quadra, mas está treinando bastante nas últimas semanas o arremesso de longa distância. Talvez vejamos um Gibson reinventado nesta temporada.

Towns deverá continuar sendo o principal pontuador do Timberwolves. Como dito anteriormente, o pivô de 21 anos evoluiu bastante no lado ofensivo. Só que ele ainda deixa a desejar no que se refere à proteção do aro. Quando veio do basquete universitário, ele era tido como um potencial defensor de elite, mas na prática não foi o que vimos na NBA. Quem sabe nesta temporada, com jogadores como Butler e Gibson ao seu lado, no dia a dia, ele não se comprometa mais no lado defensivo. Se alcançar todo o potencial como marcador, Towns entrará definitivamente no rol dos melhores jogadores da liga.

Gorgui Dieng e Nemanja Bjelica deverão ser os reservas do garrafão com mais minutos. O senegalês está aprimorando o chute de longa distância e promete ajudar o time com algo além do trabalho sujo no garrafão. Já o sérvio, que entra no último ano de contrato, terá a chance de provar que merece continuar na equipe. Bjelica chegou ao Timberwolves depois de ser eleito MVP da Euroliga, em 2015, mas até hoje não mostrou todo o seu talento na NBA. Ele tem um alto QI de basquete e ajuda no espaçamento de quadra e na criação para os companheiros. Fãs e comissão técnica da equipe esperam que ele fique longe das lesões e possa contribuir vindo do banco.

Análise geral

Depois de 13 anos de sofrimento, a torcida da equipe de Minnesota tem motivos de sobra para comemorar e sonhar com o retorno aos playoffs. As chegadas de Butler, Teague, Gibson e Crawford deixaram o elenco mais qualificado e “cascudo”, já que todos eles têm experiência de sobra em pós-temporada.

Com um time mais experiente e encorpado, e um técnico que já provou sua capacidade, a expectativa é a de que o Timberwolves possa, enfim, acabar com o incômodo jejum. No papel, a equipe tem tudo para ser uma dos oito melhores da conferência Oeste. A pulga atrás da orelha se refere à questão do encaixe em quadra. Em uma NBA cada vez mais dependente de formações baixas, mais posses de bola e mais arremessos do perímetro, o Timberwolves poderá sofrer com a falta de espaçamento de quadra.

A primeira temporada de Thibodeau em Minnesota serviu mais para ele conhecer o elenco, dar mais rodagem aos jovens e perceber o que o time precisava para sair do marasmo. Nesta offseason, ele abriu espaço na folha salarial da equipe e fechou negociações ousadas. Ele fez bem o seu papel de executivo, mas agora chegou a hora de fazer com que esse time se encaixe rapidamente em quadra. Todos concordam que chegou a hora do Timberwolves voltar aos playoffs?

Previsão: 5° lugar na conferência Oeste

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Maurilei Teodoro

    O Wiggins tendo uma melhora como se espera e o Tows melhorando defensivamente, poderão fazer jogo duro na primeira rodada dos offs, que poderá ser Thunder/Spurs/Rockets, se se manterem em quinto ou sexto na tabela !!

  • JoshHuestisGLeagueLoyalty ☇

    é meu “segundo time”,mas mesmo assim eu não tenho confiança no Wolves. Sei lá,toda temporada é essa de “agora vai” e nunca vão. Lógico que playoffs dessa vez é quase que certo,mas tenho minhas dúvidas quanto à competitividade do time.Espero que façam valer o investimento

  • Marcos Pereira

    Estão hypando demais o Spurs.

    Rudy Gay voltando de lesão no Aquiles, Parker só volta em Dezembro…Kawhi fora dos primeiros jogos..

    Spurs será 4° ou 5°.

    É o Spurs mais fraco dos últimos anos.

    • David Ribeiro

      Por um lado eu penso desse jeito, mas por outro ainda penso que o jogo coletivo do Spurs continua forte, e isso pode fazer com que eles fiquem entre os primeiros 3.

    • Pedro

      fator Popovich não vai ser hype até que se prove o contrario; a capacidade de fazer jogadores horríveis renderem mais do que realmente são é absurda, fora jogo coletivo, defesa bem montada independente das peças em quadra e por ai vai

      • Maurilei Teodoro

        Faço minhas palavras

    • Kaio_

      ok

  • Vinícius Maia

    Só tenho uma coisa a dizer sobre o Wolves nessa temporada: que disgrama de uniforme feio!

    • Marcio Tudor

      Penso o oposto,o uniforme do time nesta temporada é um dos mais bonitos da liga. Mas,enfim,se chegarem nos playoffs este ano,por mim podem jogar até pelados!!

    • Mavscelo

      Discordo totalmente. O antigo é mais bonito, mas esse não perde muito não.

      • Vinícius Maia

        Eu achei bem feio. Mas sei lá, acho que já acostumei com os dois últimos uniformes do Wolves que tinham uma certa semelhança e eu achava muito bonito.

  • Gustavo

    Um time pra se assistir. Torço muito para que de certo, é importante para a liga que jovens como Towns e Wiggins se firmem e possam sonhar em desafiar o Warriors num futuro não tão distante.

  • Luiz

    Minnesota na temporada passada sempre jogava bem,fez varios jogos duros mas sempre entregava no final ou tomava umas runs de 10-0(lembro do time estar ganhando de 12 pontos do Rockets faltando 1:20 e perdeu) , mas tudo isso porque os lideres eram 3 caras de 21 anos. Mas com Butler,Taj e Teague segurando o time titular com certeza o time vai ter consistencia. Acho que fica em 4o no oeste.

  • Mavscelo

    Com certeza assistirei esse time jogar várias vezes nessa temporada. Será meu segundo time!

  • felipe fernando Oliveira

    Tá aí um time que estou curioso pra ver jogando

  • Timóteo Rezende Potin

    Vai ser legal acompanhar o meu Minnesota TimberBulls esse ano. Espero que briguem por mando.

  • Rafael Victor

    Pelo time que formou, menos do que Playoffs, vai ser um fracasso total!

  • Bruno Macedo

    Eu só vejo o Wolves nessa posição de quinto se o spurs começar bem ruim e não jogar tudo que pode e ficar longe do pelotão da frente, não vejo o Wolves melhor que o Nuggets não principalmente na defesa e espaçamento de quadra e como já vimos ano passado o time do Nuggets tem um dos melhores ataques da liga.

    • Felipe D.

      Também acho, até gostaria de ver uma série de offs entre Nuggets e Wolves mas é improvável

      • Bruno Macedo

        Também acho muito improvável o time do Spurs perder tantos jogos ao ponto de ficar em quinto, mas tudo pode acontecer se o pop decidir segurar muito o Leonard e o aldridge não conseguir liderar o time pode ser que o Wolves e Nuggets consiga passar eles.