Previsão da temporada – San Antonio Spurs

San Antonio Spurs

Campanha em 2015-16: 67-15, segundo na conferência Oeste
Playoffs: eliminado na semifinal pelo Okhlahoma City Thunder
Técnico: Gregg Popovich (21ª temporada)
GM: R.C. Buford (15ª temporada)
Destaques: LaMarcus Aldridge, Kawhi Leonard, Pau Gasol
Time-base: Tony Parker – Danny Green – Kawhi Leonard – LaMarcus Aldridge – Pau Gasol

Elenco

5 – Dejounte Murray, armador
27 – Nicolás Laprovittola, armador
8 – Patty Mills, armador
7 – Ryan Arcidiacono, armador
9 – Tony Parker, armador
11 – Bryn Forbes, ala-armador
20 – Manu Ginobili, ala-armador
29 – Patricio Garino, ala-armador
14 – Danny Green, ala-armador
1 – Kyle Anderson, ala
42 – Davis Bertans, ala
2 – Kawhi Leonard, ala
17 – Jonathon Simmons, ala
28 – Livio Jean-Charles, ala-pivô
12 – LaMarcus Aldridge, ala-pivô
10 – David Lee, ala-pivô
16 – Pau Gasol, pivô
3 – Dewayne Dedmon, pivô
30 – Joel Anthony, pivô

Quem chegou: Dejounte Murray (draft), Nicolás Laprovittola, Ryan Arcidiacono, Bryn Forbes, Patricio Garino, Davis Bertans, Livio Jean-Charles, David Lee, Pau Gasol, Dewayne Dedmon e Joel Anthony.
Quem saiu: Boban Marjanovic, David West, Boris Diaw e Tim Duncan.

Revisão

Tim Duncan legacy

Sessenta e sete vitórias na temporada regular para a equipe mais “antiga” da NBA. Tony Parker, Manu Ginobili e Tim Duncan levam o time aos playoffs desde sempre. Com a ajuda de um Kawhi Leonard mais maduro e a adição de LaMarcus Aldrigde, o Spurs ficou a detalhes de dar uma última chance a Duncan de disputar um título. A eliminação para o Thunder nas semifinais do Oeste marcou também a despedida do astro.

Sem tour pelos EUA, sem chamar atenção, o camisa 21 anunciou sua aposentadoria e deixou a equipe nas mãos de uma nova dupla: Leonard e Aldridge. Os dois, juntos, anotaram quase 3 mil pontos na temporada e pegaram mais de mil rebotes.

Ao lado de Parker e cia., mais Pau Gasol e outras novidades, San Antonio deve estar mais uma vez na disputa do título.

O perímetro

Tony Parker e Dany Green seguem na armação da equipe, porém precisam melhorar. O último ano não foi dos melhores e todos sabem disso. Para a próxima temporada, o francês terá menos responsabilidades na hora de armar as jogadas o que pode o ajudar a render mais. Já Green tem que calibrar a mão. Especialista em defesa e tiros de longa distância, o ala-armador acertou apenas 33,2% de suas tentativas.

Kawhi Leonard deverá estar ainda mais dominante nos dois lados da quadra. No seu sexto ano na liga, o ala será o centro do time defensiva e ofensivamente. Duas vezes seguidas melhor defensor, antes mesmo da temporada começar, ele já é o favorito ao prêmio em 2016-17.

Patty Mills, Manu Ginobili, Jonathans Simmons e David Bertans deverão ter papel ativo na rotação do perímetro. Mas quem pode surpreender é Kyle Anderson. Capaz de atuar em múltiplas posições, o “Boris Diaw magro” traz uma versatilidade muito bem-vinda a Gregg Popovich.

O garrafão

A missão é “simples”: provar que existe vida na área pintada pós-Duncan. LaMarcus Aldridge terá a ajuda de Pau Gasol para a próxima temporada no quinteto titular. Pode ser considerado o melhor garrafão da liga, mas todos precisarão estar focados em defender o garrafão. Pegar rebotes, fazer o box-out e atenção com as trocas. Os dois saem e flutuam pelo arco, não tem o costume de fazer o “serviço sujo” embaixo da cesta. Vamos ver o que Popovich faz.

Livio Jean-Charles pode ser uma boa surpresa, mas ainda precisa ser lapidado. Outros suplentes, justamente jogadores carregadores de piano. Joel Anthony e Dewayne Dedmon não aparecem nas estatísticas, mas devem facilitar a vida de Aldridge e Gasol. Além deles, David Lee chega para dar experiência, pontos e rebotes vindo do banco.

Análise Geral

O San Antonio Spurs, sem Duncan, ainda é um time a ser batido. Em um oeste menos competitivo do que a alguns anos atrás, ao lado do Warriors, os texanos devem garantir facilmente a vaga nos playoffs.

Em seu segundo ano com o time, Aldridge deverá estar mais a vontade e mais participativo ainda. Isso somado a Kawhi Leonard, a base mantida e as novas contratações deverá fazer muito barulho na NBA.

Olho em Tony Parker e Manu Ginobili que, embora com menos minutos e menos fôlego, podem tomar conta de jogos e tirar o peso das costas de Leonard.

Previsão: 2º lugar na conferência Oeste