Previsão da temporada – San Antonio Spurs

San Antonio Spurs' Tony Parker (from left), Kawhi Leonard, Danny Green, and LaMarcus Aldridge take the court during second half action against the Houston Rockets Friday Oct. 23, 2015 at the AT&T Center. The Spurs won 111-86.

San Antonio Spurs

Campanha em 2016-17: 61-21, segundo na conferência Oeste
Playoffs: eliminado pelo Golden State Warriors, em quatro jogos, na final de conferência
Técnico: Gregg Popovich (22ª temporada)
GM: R.C. Buford (16ª temporada)
Destaques: Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge
Time-base: Tony Parker (Dejounte Murray) – Danny Green – Kawhi Leonard – LaMarcus Aldridge – Pau Gasol

Elenco

9- Tony Parker, armador
8- Patty Mills, armador
5- Dejounte Murray, armador
4- Derrick White, armador
14- Danny Green, ala-armador
20- Manu Ginobili, ala-armador
3- Brandon Paul, ala-armador
11- Bryn Forbes, ala-armador
2- Kawhi Leonard, ala
1- Kyle Anderson, ala
22- Rudy Gay, ala
42- Davis Bertans, ala/ala-pivô
12- LaMarcus Aldridge, ala-pivô/pivô
16- Pau Gasol, pivô/ala-pivô
77- Joffrey Lauvergne, pivô/ala-pivô

Quem chegou: Joffrey Lauvergne, Rudy Gay, Brandon Paul, Derrick White (draft)

Quem saiu: Joel Anthony, Dewayne Dedmon, Jonathon Simmons, David Lee 

Revisão

A temporada 2016-17 teve grandes momentos para o San Antonio Spurs, especialmente após o time texano vencer 14 das primeiras 17 partidas com Kawhi Leonard e LaMarcus Aldridge no comando. Apesar disso, o armador Tony Parker mostrava sinais de cansaço e fazia sua pior campanha desde que tornou-se jogador de ponta.

Muita expectativa foi gerada com a chegada do pivô Pau Gasol. O espanhol, vinha de duas seleções seguidas para o Jogo das Estrelas e era o substituto da lenda Tim Duncan, que aposentou-se ao fim de 2015-16. No entanto, Gasol machucou-se, perdeu espaço e, quando chegaram os playoffs, praticamente não contribuiu.

Em um determinado momento da fase regular, o Golden State Warriors caiu de produção e o Spurs aproximou-se. Mesmo assim, o técnico Gregg Popovich preferiu assegurar o segundo lugar na conferência Oeste a travar uma batalha com a equipe californiana em um momento em que pouco valia. Era hora de deixar tudo pronto para os playoffs.

Nos mata-matas, o Spurs vinha fazendo o seu dever de casa para, enfim, encontrar com o Warriors na final do Oeste. O time liderava com muita folga o primeiro jogo, mas uma jogada definiu o restante daquela série. Leonard, que vinha de sua melhor temporada como profissional, machucou-se em um lance com Zaza Pachulia e o resto, todo mundo sabe. A partida estava no terceiro período e o Warriors não encontrava brechas para superar o adversário, mas Pachulia resolveu fazer o que não devia. Até Parker, que mudou da água para o vinho, também se machucou. Sem Leonard e ele, a equipe de San Antonio não teve a menor chance e caiu diante do atual campeão.

O perímetro

Tony Parker começa o ano na enfermaria. A lesão sofrida nos playoffs foi séria o suficiente para ele ficar até nove meses fora das quadras. Sabe-se, no entanto, que sua recuperação está progredindo bem e ele poderá retornar antes do previsto. Enquanto o camisa 9 não volta, Dejounte Murray deve ocupar sua vaga no quinteto titular. Gregg Popovich preferiu não mexer na estrutura da equipe e, assim, o australiano Patty Mills vai começar no banco de reservas. O Spurs ainda conta com o calouro Derrick White como opção para a armação.

O ala-armador será, mais uma vez, Danny Green. Questionado no ataque por sua pouca eficiência, Green ainda é um dos melhores defensores do perímetro da NBA. Ele ainda acertou quase 38% dos arremessos de três em 2016-17. Seu imediato será o interminável Manu Ginobili que, aos 40 anos, ainda é muito útil.

Kawhi Leonard é a grande dúvida do Spurs para o início da campanha. O astro sequer participou da pré-temporada e já é desfalque, pelo menos nos primeiros jogos de 2017-18. Leonard tomou as rédeas do time e é um dos principais maiores ao prêmio de MVP, após terminar a campanha passada com 25.5 pontos e 5.8 rebotes. Inicialmente, Rudy Gay foi contratado para ser o principal jogador saindo do banco, mas a contusão de Leonard deverá dar a ele mais espaço e tempo de quadra. Quando todos estiverem saudáveis, Popovich espera utilizar uma rotação mais baixa, com Aldridge de pivô, enquanto Gay e Leonard jogarão juntos nas alas. A equipe terá Kyle Anderson, Bryn Forbes e Brandon Paul para o perímetro.

 

O garrafão

Na área pintada, LaMarcus Aldridge segue como a referência, principalmente enquanto Leonard estiver fora. Após reclamar de sua posição no Spurs, o atleta garantiu que seu foco está apenas em fazer o time brigar pelos primeiros lugares. Aos 32 anos, Aldridge não foi ao Jogo das Estrelas pela primeira vez em seis temporadas e pretende retornar em 2017-18.

Popovich ainda não definiu o que vai fazer com Joffrey Lauvergne. Não pelo lado ruim, mas é que o treinador gostou tanto de seu desempenho na fase de treinamentos que existe a possibilidade de ele ser titular, no lugar de Pau Gasol. Enquanto Lauvergne está em alta com o técnico, o espanhol deixou uma impressão muito ruim nos playoffs, quando obteve 7.7 pontos e 7.1 rebotes.

Completando o garrafão, o Spurs tem ainda Davis Bertans, que pode jogar também como ala. Bertans apareceu relativamente bem quando foi chamado, especialmente com seus arremessos de longa distância.

Análise geral

A palavra é continuidade. Ninguém é melhor que o San Antonio Spurs nisso. Para se ter uma ideia, o técnico Gregg Popovich só não levou a equipe aos playoffs em 1996-97, quando fazia seu ano de estreia no comando da equipe e que claramente buscava obter uma boa posição naquele draft, o que resultou em ninguém menos que Tim Duncan. Tony Parker e Manu Ginobili jogam juntos desde 2002-03, enquanto Duncan aposentou-se em 2016. Juntos, o francês e o argentino ajudaram o Spurs a conquistar quatro títulos.

Só que hoje, a bola é de Kawhi Leonard. É claro que sua evolução um dia vai frear, mas ao que tudo indica, isso ainda está longe de acontecer. Completo, Leonard precisa estar totalmente recuperado de lesão para voltar às quadras. Do contrário, Popovich vai fazer de tudo para segurá-lo. Quem pode se dar bem com isso é Rudy Gay, que veio do Sacramento Kings. O ala assumirá parte das jogadas ofensivas e, quando o titular retornar, seu tempo de quadra não deverá mudar tanto.

Se você olhar para o elenco, vai perceber a falta de pelo menos um jogador de garrafão. É fato. O Spurs perdeu Dewayne Dedmon e David Lee, que dentro de suas limitações, faziam seus papeis. Trouxe apenas Joffrey Lauvergne. Talvez, esse seja o único problema de fato. Mas, quando uma equipe atinge o patamar do Spurs, é difícil questionar suas atitudes.

Vale lembrar que desde quando esteve em uma temporada completa, Popovich jamais terminou a fase regular com menos de 50 vitórias ou 61% de aproveitamento. Em 2016-17, o time alcançou 61 triunfos. Por que, raios, a diretoria faria loucuras na offseason? Deixou Jonathon Simmons ir embora. E daí? Quantos jogadores Popovich tirou do nada e viraram algo? Simmons, com todo respeito, era só mais um.

Espere muito de Aldridge nessa temporada. Sem dúvida alguma, ele vai fazer de tudo para manter-se entre os melhores de sua posição. Primeiro, porque quer mostrar ao Spurs que reúne condições de ser o principal jogador da franquia, embora por lá, esteja Leonard. Segundo, e também importante, é que ele tem uma player option em seu contrato para 2018-19. Geralmente, em situações assim, o atleta abre mão de um salário tão alto (US$22.3 milhões) para receber um pouco menos, mas por várias temporadas, garantindo não só sua continuidade na liga, como também seu status em San Antonio.

Olho também em Brandon Paul. Calouro na NBA, Paul atuou por três anos na Europa e tem vocação ofensiva. Muito atlético, ele também sabe defender.

O Spurs é mais que um time. É uma cultura. Acostumados com os triunfos, os jogadores sabem que seus adversários estão ainda mais fortes e prontos pela busca ao título. No entanto, não existe pressa. De nada adianta forçar um retorno de Leonard e Parker para não tê-los no momento em que mais interessa. Mesmo assim, a tendência é que brigue pelo mando de quadra.

Previsão: terceiro lugar na conferência Oeste

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • JoshHuestisGLeagueLoyalty ☇

    Se não tiverem o azar de pegarem o Thunder no meio do caminho rs,vão mais uma vez brigar pelo título. Não tem como dizer o contrário.

    • Kaio_

      azar kkkkkk coitado virjão kkk

      • JoshHuestisGLeagueLoyalty ☇

        ue,olha o histórico rs

        • Kaio_

          estamos na frente de todas as equipes na NBA no confronto direto, não sei aonde que tu ve vantagem kkkkkk

        • Kaio_

          163 jogos , 90 vitorias do Spurs contra 73 do OKC ! Fonte: basketball-reference.

          • JoshHuestisGLeagueLoyalty ☇

            meu amigo,eu me referi às séries de playoffs entre os dois desde a mudança pra Oklahoma. Foram duas vitórias pra okc contra 1 pro Spurs. Entendeu a zoeira do comentário?

          • Kaio_

            entendi kkk de boa. FLW

  • Rafael Victor

    Renovou com uns, contratou outros, mas continuam precisando de um armador e de um jogador que faça o trabalho sujo no garrafão! E vão começar a tempórada sem o Kawhi, ainda esperando a recuperação completa do Parker e com o Gay voltando de lesão!

    Não devem ir além do que foram nas ultimas 3 temporadas!

    • Armador é o Mills enquanto o Parker estiver fora, e o Manu pode quebrar um galho na posição 1 também, um protetor de aro é algo que esse time precisa muito!

  • Rodrigo SMC

    Histórico do Spurs na NBA:

    41 Temporadas / 37 Playoffs (90,2%)

    Temporadas com 60 vitórias ou mais: 7 vezes
    Temporadas com 50 vitórias ou mais: 27 vezes
    Temporadas abaixo de 30 vitórias: 3 vezes

    6x campeão da Conferência
    5x campeão da NBA
    8x melhor campanha na temporada regular pela Conferência Oeste
    22x campeão da Divisão (2x na divisão Central, 11x na divisão Noroeste e mais 9x na divisão sudoeste)

    Essa temporada pode igualar a sequência do Portland de 21 temporadas seguidas nos playoffs e logo deve alcançar a principal sequência que pertence ao Syracuse Nationals/Philadelphia 76ears de 22 temporadas.

  • Thiago26-NBA

    Principal nome desse time é o Pop…porque sinceramente, em comparação com as outras franquias apontadas nas primeiras colocações, o Spurs está ficando abaixo viu. Só querem ficar pegando veteranos…os caras não aguentam a correria na hora do vamos ver.

    • Kaio_

      kkkkkkkkkk

  • marcelo pinaffo

    O trio e responsavel por quatro dos cinco titulos dos spurs, um veio so com duncan e robinson. Confere producao?

  • Albert Medeiros

    Três anos q não me convence nos offs, mas sempre chega lá…

  • djwhites

    pra mim continua sendo o unico time do oeste que pode endurecer uma serie contra gsw…..endurecer que eu digo é ganhar uns 2 jogos no maximo…….pq o resto vai tomar varrida de novo……….

    • Marcelo

      Tá Serto! Ssseertinho que outros irão tomar essa lavada toda.
      Agora me diga a previsão do tempo de amanhã.

  • Marcinho Mueller

    Eu só não quero jogar no time que pegar Spurs nos playoffs, time de gente acostumada a jogar os playoffs, sempre é subestimado e sempre chega la. MITO Popovich. Esse ano Aldridge vem pra ser um dos melhores PF da liga de novo, e espero que Gasol reencontre seu bom basquete. Todo ano eu acho que não vai da em nada por causa da idade média muito avançada e acho que vai começar um rebuild, mas todo ano eu erro. Cansei de me surpreender com o Spurs. Tanto hype em cima de Rockets, OKC, Wolves, mas a galera que se cuide. Acho que termina em segundo na regular e faz final de conferência de novo com GSW.

    • Bruno Macedo

      Mas nesse momento você joga em que time? Se for no leste acho difícil você jogar contra eles.

      • Marcinho Mueller

        Eu torço pro Celtics, mas estava me referindo como se fosse um jogador. Esse time de veteranos não deve ser fácil de encarar.

  • Bruno Macedo

    Eu vejo o spurs com mais chances de perder o mando de quadra pro Nuggets.

    • Kaio_

      kkkkkkkk

      • Bruno Macedo

        Cuidado a surra do GSW que vocês levaram foi um termômetro pra ver como o Spurs é fraco sem o Leonard e o parker, o melhor jogador naqueles jogos foi o Simmons que já vazou, sem armador, sem pivô, sem o FP, vamo ver como vai se sair no começo de temporada.

        • Kaio_

          agradeça ao Zaza pq se não fosse ele vocês iam começar tomando surra em casa no primeiro jogo kkkkk

          • Bruno Macedo

            Vocês? Eu não torço pelo GSW.

          • Kaio_

            kkkk

  • Abel M

    Sem Kawhi e Parker neste início será bom para Spurs …..

  • Marcos Gordinho

    Pop vai dar um jeito de fazer tudo dar certo, pela renovação de Lamarcão Leonard deve ser poupado no ataque e Big AL assumir o protagonismo ofensivo da equipe, Mills eleva a defesa no perímetro e embora goste da postura dele acho que o mesmo se afoba no ataque, Green precisa voltar a ser efetivo no perímetro, isso desafoga muito a equipe e por fim, um pouco de juventude e atleticismo no garrafão cairia bem, Gasol já é veterano e precisa reduzir minutos para ser mais efetivo..

  • 3º lugar neste oeste é bastante otimista, eu arriscaria um 4º lugar, atrás de GSW, OKC e Rockets, pois o Kawhi neste inicio vai estar de fora da equipe e o Spurs poupa muitos jogadores durante a temporada, mas não ficaria surpreso se o time perdesse o mando de quadra para times como o TimberWolves por exemplo..

  • Kaio_

    vamos ser seed 2 !