Previsão: Houston Rockets (1°) x (8º) Minnesota Timberwolves

Houston Rockets (1º) x (8º) Minnesota Timberwolves

Confrontos na temporada: Houston Rockets 4 x 0 Minnesota Timberwolves

18 JAN – Timberwolves 98 x 116 Rockets
13 FEV – Rockets 126 x 108 Timberwolves
23 FEV – Timberwolves 102 x 120 Rockets
18 MAR – Rockets 129 x 120 Timberwolves

Datas do confronto

15/04 – Timberwolves x Rockets – 22h00 (em Houston)
18/04 – Timberwolves x Rockets – 22h30 (em Houston)
21/04 – Rockets x Timberwolves – 20h30 (em Minnesota)
23/04 – Rockets x Timberwolves – 21h00 (em Minnesota)
25/04 – Timberwolves x Rockets (em Houston)*
27/04 – Rockets x Timberwolves (em Minnesota)*
29/04 – Timberwolves x Rockets (em Houston)*

*Se necessário
Horários de Brasília

Houston Rockets (65-17)

Time-base: Chris Paul (PG), James Harden (SG), Trevor Ariza (SF), PJ Tucker (PF), Clint Capela (C)

Reservas com mais tempo de quadra: Eric Gordon (SG), Luc Mbah a Moute (SF/PF), Ryan Anderson (PF), Gerald Green (SG/SF)

Técnico: Mike D’Antoni

 

Minnesota Timberwolves (47-35)

Time-base: Jeff Teague (PG), Jimmy Butler (SG), Andrew Wiggins (SF), Taj Gibson (PF), Karl-Anthony Towns (C)

Reservas com maior tempo de quadra: Jamal Crawford (SG), Nemanja Bjelica (PF), Tyus Jones (PG), Gorgui Dieng (C), Derrick Rose (PF)

Técnico: Tom Thibodeau

Análise do confronto

Rockets e Timberwolves vivenciaram mudanças importantes e positivas em seus elencos nesta temporada. Chris Paul e Jimmy Butler chegaram e fizeram suas equipes melhorarem, mas o cenário em que elas vivem é bem distinto. O Rockets foi o melhor time da temporada regular com sobras e o Twolves perdeu Butler por muitos jogos e se classificou para os playoffs na última rodada.

Indo ao que interessa, muitas pessoas que não acompanharam as equipes de perto poderiam julgar o confronto analisando seus técnicos. Mike D’Antoni, conhecido por suas equipes muito ofensivas e Tom Thibodeau, famoso por implantar uma defesa intensa. Ataque contra defesa? Não é bem assim. Basta uma rápida olhada nas estatísticas para ver que, na temporada regular, as coisas foram bem diferentes.

Sim, o Rockets continua com um ataque feroz e D’Antoni segue mantendo sua fama. No entanto, a equipe também se destacou na defesa e terminou a campanha como uma das melhores também neste lado da quadra, conseguindo um equilíbrio que não era visto em anos anteriores. O time do Texas acabou com a segunda maior média de pontos por jogo (112.4) e foi o sexto melhor na média de pontos sofridos (103.9 pontos). Esse tipo de equilíbrio fez a equipe terminar com o melhor recorde da temporada e chegar aos playoffs como a maior ameaça ao atual campeão Golden State Warriors.

O Timberwolves também não fez feio no ataque. A equipe anotou 109.5 pontos por jogo e terminou com uma offensive rating de 113.4 (113 pontos anotados a cada 100 posses de bola), quarta melhor marca de 2017-18. Mas no lado defensivo, as coisas não caminham muito bem: 107.3 pontos sofridos por jogo, em média, além do péssimo número de eficiência defensiva, com uma marca de 111.1 pontos sofridos a cada 100 posses (27° entre os 30 times da liga).

Chris Paul caiu como uma luva no Rockets e, apesar de veterano, ainda joga em alto nível e deve causar problemas para Jeff Teague nos dois lados da quadra. O armador é um dos pilares principais do time, ao lado de Clint Capela e, claro, James Harden, que atravessa o melhor momento de sua carreira. Enfrentar Harden atualmente já é uma tarefa difícil e quando a sua defesa apresenta muitas fragilidades, isso pode ser ainda mais perigoso. O Twolves deve confiar no bom trabalho de marcação individual de Butler, para atrapalhar o astro texano.

Já faz tempo que Butler não é reconhecido apenas por sua defesa. O ala-armador contribui muito bem no ataque e deve ser acompanhado de perto por Trevor Ariza e PJ Tucker. É, ao lado de Towns, a principal arma ofensiva do Twolves, que também conta com Andrew Wiggins. O ala consegue auxiliar a equipe ofensivamente, mas muitas vezes não apresenta bom rendimento defensivo, assim como grande parte do time. 

Towns é o melhor jogador de garrafão da série, mas não deve ter vida fácil, uma vez que Clint Capela evoluiu muito em 2017-18 e é um dos responsáveis pela melhora defensiva da equipe, além de contribuir no ataque. O duelo dos dois jovens pivôs tem tudo para ser muito interessante.

O Rockets também leva vantagem com sua segunda unidade. A equipe conta com Eric Gordon, um dos principais reservas da temporada, além de peças interessantes como Ryan Anderson, Nenê, Gerald Green e Joe Johnson. Luc Mbah a Moute, um dos melhores defensores do elenco, se recupera de lesão e deve ficar de fora da série. Já no lado do Twolves, o banco não só é inferior, como não é muito utilizado. Tom Thibodeau sempre opta por utilizar seus titulares por muito tempo e, nos playoffs, onde isso é mais comum, as coisas não devem mudar. Jamal Crawford e Nemanja Bjelica são os reservas com mais tempo de quadra.

O Rockets possui um banco superior, é melhor no ataque e na defesa. É claro que surpresas sempre podem acontecer e o Twolves possui muito talento, mas é difícil imaginar como a equipe conseguiria se reinventar na defesa para fazer frente ao melhor time ofensivo da liga. Butler pode até fazer um ótimo trabalho e impedir que Harden jogue em seu nível, mas o Rockets ainda tem Chris Paul, Eric Gordon e outras peças que são favorecidas pelo esquema de D’Antoni (Ryan Anderson, Trevor Ariza nos arremessos de três) e/ou vem evoluindo, como Capela. Além disso, o time possui peças defensivas capazes de atrapalhar o jogo das principais armas do adversário.

Previsão

Rockets 4 x 1 Timberwolves

Eduardo Ribeiro
Eduardo Ribeiro
Paulista, cursando Jornalismo e membro do Jumper desde 2015. Twitter: @Edu_Ribeiro33
  • Dream Shake

    Acredito que o Houston passe, mas não será a moleza que a maioria imagina, 4X2 Rockets.

  • dirct

    Houston fez a melhor campanha mas curiosamente pegou uma chave muito mais difícil que o GSW, vai pegar um time na primeira rodada que está longe de ser uma galinha morta com a volta do Butler e um pivô difícil de ser parado como o KAT, depois tem grande possibilidade de pegar OKC que está longe também de ser um adversário fácil de ser batido, não acho que o Houston vai passear contra os Wolves completos como estão pensando não, 4 x 2 Houston com chances de ser um 4 x 3, depois contra OKC vai ser um “pega pra capar” em outra série que pode ir a 7 jogos, já na chave do GSW não vejo ninguém capaz de engrossar antes da final de conferência.

    • Lucas Henrique

      Concordo

      • dirct

        Essa oitava posição dos Wolves é “enganosa”, quando Butler se machucou os Wolves estavam conquistando o mando de quadra com tranquilidade, completos eles são bem melhores que o oitavo lugar, por isso não vejo os Wolves como “galinha morta” apesar de ser o oitavo colocado.

    • alan

      Tinha comentado ontem que o chaveamento pro Golden State foi bem melhor que o do Houston antes de se eventualmente se cruzarem na final. Golden State pegou um time fraco no garrafão e com jogadores velhos que não suportam a correria. Enquanto isso os lobos voltam reforçados e com condições de darem mais trabalho pro Houston. Golden também escapou de confrontos contra Jazz (que está em grande fase) e OKC( que é imprevisível) na segunda rodada. Acho que o Houston corre mais riscos antes da final que o Golden.

  • Kevin Faria
  • Daniel Nogueira

    Foguetes em 5.

  • Thunder Nation-playoff mode!!!

    Rockets em 6.

  • Norrin Radd

    Essa vai ser uma das séries mais legais de assistir. Vai dar Houston, mas KAT e Butler não são moleza de encarar.
    O Rockets é o único time capaz de parar o GSW completo.

  • Luiz

    Acredito em 4×0. Rockets é um pessimo matchup pro Wolves (por causa da diferença de bolas de 3,Wolves um dos piores Rockets o melhor)

  • Rdrigo Cruz

    Acho que será um confronto complicado para os Rocket…
    Em minha visão, a posição real dos Wolves é o 3´ª no Oeste.
    Buttler eleva demais a qualidade desse time nos dois lados da quadra…
    tanto que se não volta a tempo, acredito que o Nuggets estaria nessa primeira rodada…
    Pra mim dá Houston, mas não me surpreenderia num 4×2, ou até 4×3…
    apesar dos passeios na temp regular…

  • Will

    Se não acontecer nenhuma lesão nos Rockets e os lobos jogarem o que se espera deles, creio que teremos alguns bons jogos nessa série. Mas, ainda assim, eu acho que o favoritismo está do lado dos foguetes, pelo plantel que tem e por tudo o que mostrou até aqui.
    Meu palpite: Rockets em 6.