Previsão: Houston Rockets (4º) x (5º) Utah Jazz 

Houston Rockets (4º) x (5º) Utah Jazz 

Confrontos na temporada: Houston 2 x 2 Utah

24-10 – Jazz 100 x 89 Rockets
07-12 – Rockets 91 x 118 Jazz
17-12 – Rockets 102 x 97 Jazz
03-02 – Jazz 98 x 125 Rockets

Datas do confronto

14-04: Jazz x Rockets – 22h30 (em Houston) – com transmissão do SporTV 2
17-04: Jazz x Rockets – 22h30 (em Houston) – com transmissão da ESPN
20-04: Rockets x Jazz – 23h30 (em Salt Lake City)
22-04: Rockets x Jazz – 23h30 (em Salt Lake City)
24-04: Jazz x Rockets – Horário a ser definido (em Houston)*
26-04: Rockets x Jazz – Horário a ser definido (em Salt Lake City)*
28-04: Jazz x Rockets – Horário a ser definido (em Houston)*

* Se necessário

Horários de Brasília

Houston Rockets (53-29)

Time-base: Chris Paul (PG), James Harden (SG), Eric Gordon (SF), P.J. Tucker (PF), Clint Capela (C)
Reservas com mais tempo de quadra: Kenneth Faried (PF/C), Nenê (C), Austin Rivers (SG/PG), Danuel House (SF), Gerald Green (SF/SG), Iman Shumpert (SF/SG)
Técnico: Mike D’Antoni

A temporada do Houston Rockets é claramente dividida em antes e depois da saída de Carmelo Anthony. O jogador, que chegou ao time texano como uma das grandes contratações de 2018-19, foi um fiasco em Houston. Em dez jogos, o Rockets perdeu seis, sendo quatro de forma consecutiva. Nada fazia sentido, embora Anthony saísse do banco de reservas. A equipe subiu de produção assim que o ex-astro foi afastado. Simplesmente não deu certo. Mas para chegar ao mando de quadra nos playoffs, Harden precisou fazer algo parecido com o que fez para ser eleito o MVP na campanha passada: dominar.

Harden teve mais uma temporada dominante. Ele chegou a 32 jogos seguidos com 30 pontos ou mais. Nesse período, o Rockets obteve 21 vitórias. O camisa 13 conseguiu melhorar ainda mais seus números pessoais em relação ao ano anterior. Além dele, o pivô Clint Capela mostrou grande evolução dos dois lados da quadra. Quando ele se machucou, o time oscilou. Precisou da chegada de Kenneth Faried, que mofava nos bancos do Denver Nuggets e Brooklyn Nets, apareceu muito bem em Houston e tornou-se boa opção após o retorno do suíço às quadras. O Rockets contou ainda com as chegadas de Austin Rivers e Iman Shumpert, deixando o elenco ainda mais preparado para os playoffs.

É óbvio que o papel de Chris Paul no Rockets é bem diminuto em relação ao que fez na carreira, mas sua presença em quadra faz toda a diferença. Seu arremesso foi um problema em 18-19. O armador converteu somente 41.9% de suas tentativas, a pior marca desde que tornou-se profissional.

O técnico Mike D’Antoni possui hoje um grupo ainda melhor do que tinha em 2017-18. O Rockets terminou a fase regular em alta, vencendo 20 dos últimos 24 jogos. No entanto, a derrota no último embate da temporada, para o Oklahoma City Thunder, derrubou o time para o quarto lugar do Oeste.

Utah Jazz (50-32)

Time-base: Ricky Rubio (PG), Donovan Mitchell (SG), Joe Ingles (SF), Derrick Favors (PF), Rudy Gobert (C)
Reservas com mais tempo de quadra: Jae Crowder (SF), Kyle Korver (SG), Royce O’Neale (SF), Raul Neto (PG), Grayson Allen (SG)
Lesionado: Dante Exum (PG)
Técnico: Quin Snyder

Pelo terceiro ano consecutivo, o Utah Jazz chega aos playoffs. O time do técnico Quin Snyder é moldado para ser competitivo dos dois lados da quadra, especialmente na defesa, algo raro na NBA de hoje. A equipe de Salt Lake City tem em seu conjunto a melhor arma para superar os adversários.

Donovan Mitchell, que começou a temporada sem mostrar grande evolução em relação ao seu primeiro ano, assumiu o protagonismo quando o armador Ricky Rubio se machucou e fez do Jazz ainda mais forte. Com a bola nas mãos por mais tempo, ele finalmente decolou em 2018-19. Outro que se destacou foi o australiano Joe Ingles. O ala contribuiu não só com os certeiros arremessos de três, mas também na organização do jogo.

Agora, destaque mesmo ficou por conta do francês Rudy Gobert. Candidato ao bi no prêmio de Melhor Defensor da temporada, o atleta foi um dos principais responsáveis pela proteção dentro do garrafão, ao lado de Derrick Favors. O Jazz é o quarto que menos sofreu pontos na atual campanha, o segundo por cem posses de bola, atrás apenas do Milwaukee Bucks.

Nos últimos 16 jogos, o Jazz venceu 13. Nas três partidas em que foi derrotado no período, duas foram por quatro pontos ou menos e a outra, após prorrogação.

Análise do confronto
Houston Rockets e Utah Jazz se enfrentaram nas semifinais de conferência da temporada passada, com o primeiro levando vantagem após cinco jogos. Os dois times poderiam seguir em frente diante de praticamente qualquer oponente na conferência Oeste em sua primeira rodada, mas vão se enfrentar logo de cara. Em quatro partidas na atual campanha, cada um venceu dois jogos.

Basicamente, um é o oposto do outro. O Rockets é segundo time mais ofensivo da liga, enquanto o Jazz é o segundo melhor defensor. O Jazz faz as coisas ficarem mais difíceis para Harden, grande destaque da série. O astro, nos quatro confrontos em 2018-19, obteve 19 assistências e 24 erros de ataque contra o time de Utah, o pior rating contra qualquer time na liga. Eric Gordon converteu somente cinco das 26 tentativas de três. Exceto Gerald Green, os outros jogadores ficaram abaixo de seus aproveitamentos em arremessos de longa distância.

Mitchell é o cara do Jazz no ataque, mas sem a bola nas mãos, seu jogo fica limitado. Ele precisa ter o controle do ataque para criar jogadas para seus colegas ou para ele mesmo. Com Rubio e Ingles saudáveis, a tendência é que ele esteja mais voltado ao próprio arremesso.

Das séries de primeira rodada, a de Rockets e Jazz parece ser uma das mais disputadas, com vantagem para o time texano. Provavelmente, o talento vai falar mais alto.

Palpite: Houston Rockets 4 x 3 Utah Jazz

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Daniel Nogueira

    Jazzão em 6.

  • Thunder Nation

    4 x 2 Rockets

  • Leo Sousa

    Quero participar da discussão da rodad !!!!!
    Cheguei agora e não consigo

    • Tulio Lima

      ja era, dei f5 na pagina e não aparece o chat

      • Leo Sousa

        O Jumper tem que ver isso, sempre que passa de mil coments acontece isso,o negócio deve estar pegando fogo !
        Acabei de chegar do trabalho e vi que o Toronto perdeu , queri entender melhor o que aconteceu

        • Celtics pride

          O de sempre a famosa pipocada no Canadá nos offs, Lowry jogou 33 minutos e lindos 0 pontos

          • Leo Sousa

            Eu sou muito trouxa !! Todo ano acredito que ” AGORA VAI “… e nada , se sair na primeira rodada pode apagar a luz

          • Leo Sousa

            Sou Spurs , mas sempre acompanho o Toronto , mas não dá

    • Tulio Lima

      abri na aba privada e foi

      • Leo Sousa

        Vou ver

      • Leo Sousa

        Não rolou comigo , mas valeu

        • Diego Costa

          Só pelo Disqus agora.

          • Leo Sousa

            Consegui,,valeu

    • Francimarques Lakão

      Entra pelo disqus coloca o Gmail e pare de noobar

  • Beto cargnin

    Troca de post rapaziada.
    Meu Deus eu caí de paraquedas no começo deserto.

  • Palpite: Houston 4×3 Jazz
    Minha torcida: Jazz 4×3 ou 4×2 no Houston…

  • Carlos Eduardo

    Foguetes 4×1.

  • djwhites

    jazz x houston + juizada……ai fica dificil….vou torcer pro jazz mas jogar contra o rockets é complicado alem do bom time tem a arbitragem sempre protegendo o barbudo…….

  • Tio patinhas

    Jazz em 7
    Série dificilima talvez termine na prorrogação do game 7

  • samuel pereira

    4×2 rochets!