Previsão: Los Angeles Lakers x Dallas Mavericks

Conferência Oeste: Los Angeles Lakers (2°) x (3°) Dallas Mavericks

Confrontos na temporada: L.A.Lakers 2 x 1 Dallas

19 JAN – DAL 109 x 100 LAL
12 MAR – DAL 91 x 96 LAL
31 MAR – LAL 110 x 82 DAL

Datas do confronto

02-05: L.A.Lakers x Dallas – 23:30 (Em Los Angeles)
04-05: L.A.Lakers x Dallas – 23:30 (Em Los Angeles)
06-05: Dallas x L.A.Lakers – 22:30 (Em Dallas)
08-05: Dallas x L.A.Lakers – 16:30 (Em Dallas)
10-05: L.A.Lakers x Dallas – horário a ser definido (Em Los Angeles)*
12-05: Dallas x L.A.Lakers – horário a ser definido (Em Dallas)*
15-05: L.A.Lakers x Dallas – 16:30 (Em Los Angeles)*

*Se necessário

Horários de Brasília

Los Angeles Lakers (57-25)

Maior sequência de vitórias: 9 (12/03 a 01/04)
Maior sequência de derrotas: 5 (03/04 a 10/04)
Playoffs: 4 a 2 contra o New Orleans Hornets

Time-base

Derek Fisher (PG)
Kobe Bryant (SG)
Ron Artest (SF)
Pau Gasol (PF)
Andrew Bynum (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Lamar Odom (PF)
Shannon Brown (SG/SF)
Matt Barnes (SG/SF)
Steve Blake (PG)

Técnico: Phil Jackson

Líderes (temporada regular)

Pontos: Kobe Bryant – 25.2
Rebotes: Pau Gasol – 10.1
Assistências: Kobe Bryant – 4.7
Roubadas: Ron Artest – 1.5
Bloqueios: Andrew Bynum – 2.0

Líderes (playoffs)

Pontos: Kobe Bryant – 22.5
Rebotes: Andrew Bynum – 10.3
Assistências: Kobe Bryant – 3.8
Roubadas: Kobe Bryant – 1.5
Bloqueios: Pau Gasol – 2.3

Jogadores-chave

Kobe Bryant: o principal jogador do Lakers ainda não está totalmente livre das dores no tornozelo esquerdo que o atormentaram a partir do jogo 4 contra o Hornets. Mesmo assim, Bryant é a maior ameaça ao Mavs. Nos três jogos da temporada regular, ele teve médias de 21.7 pontos, 6.0 assistências e 41.2% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Será marcado no início das partidas por DeShawn Stevenson e, no decorrer, por Shawn Marion.

Pau Gasol: o espanhol vem de atuações irregulares contra o Hornets e precisa melhorar seu desempenho, já que travará um duelo particular com Dirk Nowitzki, principal jogador do Mavs. Além de tentar dificultar os jump shots do alemão, Gasol precisa ter mais presença no garrafão. Na temporada regular, ele teve médias de 20.3 pontos, 5.7 rebotes e 53.9% de aproveitamento nos arremessos de quadra contra o time de Dallas.

Andrew Bynum: vem de uma grande série contra o Hornets, estabelecendo-se como a segunda opção ofensiva do Lakers e mostrando uma melhora defensiva considerável. Durante a temporada regular, Bynum regulou nas três partidas disputadas contra o Mavericks. Suas médias foram de 16.6 pontos, 11.7 rebotes e 69.5% de aproveitamento nos arremessos de quadra. Fará um duelo particular com Tyson Chandler, um dos melhores pivôs defensivos da Liga.

Lamar Odom: o melhor reserva da temporada terá um papel importante na série contra o time de Dallas. Na rotação do garrafão feita por Phil Jackson, Odom terá que marcar Dirk Nowitzki em alguns momentos da partida. Além disso, ele é o principal pontuador do banco de reservas. Nos três jogos da temporada regular contra o Mavs, ele teve médias de 14.7 pontos, 8.0 rebotes e 51.2% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Dallas Mavericks (57-25)

Maior sequência de vitórias: 12 (20/11 a 11/12)
Maior sequência de derrotas: 6 (06/01 a 17/01)
Playoffs: 4 a 2 contra o Portland Trail Blazers

Time-base

Jason Kidd (PG)
DeShawn Stevenson (SG)
Shawn Marion (SF)
Dirk Nowitzki (PF)
Tyson Chandler (C)

Reservas com mais tempo de quadra

Jason Terry (PG/SG)
Peja Stojakovic (SF)
Brendan Haywood (C)
J.J. Barea (PG/SG)
Rodrigue Beaubois (SG)

Técnico: Rick Carlisle

Líderes (temporada regular)

Pontos: Dirk Nowitzki – 23.0
Rebotes: Tyson Chandler – 9.4
Assistências: Jason Kidd – 8.2
Roubadas: Jason Kidd – 1.6
Bloqueios: Tyson Chandler – 1.1

Líderes (playoffs)

Pontos: Dirk Nowitzki – 27.3
Rebotes: Tyson Chandler – 9.5
Assistências: Jason Kidd – 6.5
Roubadas: Jason Kidd – 1.3
Bloqueios: Brendan Haywood – 1.2

Jogadores-chave

Dirk Nowitzki: o alemão é o cestinha do Mavs e a esperança de que o time chegue à final do Oeste. Mas ele não terá vida fácil contra o forte garrafão do Lakers. Nowitzki será marcado inicialmente por Pau Gasol e, em alguns momentos das partidas, por Lamar Odom. Além disso, ele terá de ter atenção defensiva com o jogador espanhol, que gosta de atuar mais embaixo da cesta. Nos três jogos disputados contra o Lakers na temporada regular, Nowitzki teve médias de 22.0 pontos, 10.3 rebotes e 45.3% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Jason Kidd: o armador travará um duelo contra outro veterano, Derek Fisher. Os arremessos de longa distância de Kidd, que foram bem aproveitados na série contra o Blazers, serão importantes para o time de Dallas. Além disso, Kidd, que terá a missão de dificultar os arremessos de Fisher em momentos decisivos. Nas partidas contra o Lakers, na temporada regular, ele teve médias de 10.7 pontos, 8.3 assistências e 45.1% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Tyson Chandler: o pivô do time de Dallas terá muito trabalho para marcar Andrew Bynum, que vive boa fase. Além disso, devido à rotação no garrafão do Lakers, sobrará para ele também o trabalho de marcar Pau Gasol em alguns momentos. A presença defensiva de Chandler no garrafão será fundamental para que o Mavs tenha alguma chance de eliminar o Lakers. Nos três jogos da temporada regular entre as equipes, Chandler não foi bem. Ele teve médias de 5.7 pontos, 8.7 rebotes e 46.7% de aproveitamento nos arremessos de quadra.

Jason Terry: principal jogador do banco do Mavs, Terry é a segunda opção ofensiva da equipe. Sua velocidade e seus arremessos de longa distância serão importantes para suplantar a boa defesa do perímetro do Lakers. Na temporada regular, ele teve médias de 13.3 pontos e 39.9% de aproveitamento nos arremessos de quadra contra o time de Los Angeles.

Shawn Marion: melhor defensor do perímetro do Mavs, o ala terá a missão de tentar anular Kobe Bryant na maior parte dos jogos. No ataque, Marion sofrerá a dura marcação de Ron Artest. Nos três jogos disputados contra o time de Los Angeles na temporada regular, ele teve um bom desempenho. Suas médias foram de 18.7 pontos, 6.7 rebotes e 58.6% de aproveitamento nos arremessos de quadra

Análise do confronto

O duelo entre Los Angeles Lakers e Dallas Mavericks válido por uma das semifinais da Conferência Oeste será o primeiro da era Kobe Bryant / Dirk Nowitzki. Na primeira rodada dos playoffs, ambos os times passaram alguns sustos e precisaram de seis jogos para eliminar seus adversários. Na temporada regular, o time angelino venceu dois dos três jogos disputados contra os texanos. Lakers e Mavs têm elencos qualificados, jogadores experientes e boas rotações. O que difere um do outro? O time de Los Angeles tem um técnico 11 vezes campeão da NBA e acostumado a jogos decisivos. O garrafão do Lakers é mais forte e o time tem Kobe Bryant, jogador com grande poder de decisão. Soma-se a isso o fato de que o atual bicampeão da Liga tem a vantagem no mando de quadra.

Palpite

Los Angeles Lakers 4 x 2 Dallas Mavericks

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Maria

    TYSON CHANDLER….O MAIS GATO!!!!!!

  • RaposAdams #SacramentoProud

    OI