Prospecto do Draft 2014 – Doug McDermott

Doug McDermott

Idade: 22 anos
Universidade:
Creighton
Experiência:
Senior
Posição:
Ala / Ala-pivô
Altura:
6’8’’ (2.03m)

DRAFT TALK – JUMPER BRASIL

Médias na temporada 2013-14: 26.7 pontos, 7.0 rebotes, 1.6 assistência, 0.2 roubo de bola, 0.1 toco, 1.8 erro de ataque, 52.6% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 44.9% de acerto nas bolas de longa distância e 86.4% de conversão nos lances livres em 33.7 minutos em quadra.

Pontos fortes: McDermott é um dos maiores jogadores da história do basquete universitário e liderou Creighton a seguidas presenças no Torneio da NCAA. Sensacional arremessador, com irretocáveis mecânica, alcance e consistência. Tem um arsenal ofensivo diversificado (floaters, ganchos curtos, pode bater a bola e atacar a cesta), não está apenas limitado aos arremessos. Melhor reboteiro do que recebe crédito e passa a bola com segurança. Comete pouquíssimos desperdícios de bola para alguém com suas responsabilidades ofensivas. Em geral, o ala toma boas decisões e age com inteligência em quadra. Seu jogo parece bem moldado para ser um role player entre os profissionais.

Pontos fracos: ele não possui os atributos físico-atléticos que se espera de um prospecto de elite. Está meio que “preso” entre as posições de ala e ala-pivô, sem ter características ideais para atuar em nenhuma das duas vagas na NBA. Passará por severa mudança de função na transição do universitário para o próximo nível. Já tem problemas tentando marcar na NCAA e deverá ter tarefa ainda mais complicada contra competição profissional: carece de físico para defender atletas de garrafão e condição atlética para impedir adversários no perímetro. Como um especialista em potencial, seria bom para McDermott cair em um time/sistema mais bem estruturado do que uma equipe de loteria.

Comparação: Wally Szczerbiak (ex-Cleveland Cavaliers) e Tracy Murray (ex-Washington Wizards)

Projeção: De 8ª a 14ª escolha

Confira alguns lances de Doug McDermott:

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=2fpbKYyEOiE]

[youtube=https://www.youtube.com/watch?v=dV0JoHdNjA4]

Legenda
– Senior (Quarto ano universitário)

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Guilherme

    Ricardo, fugindo um pouco da matéria, o que você espera do seu Magic com as duas escolhas, uma provável top 3 e outra provável top 12, do próximo Draft?

    • Ricardo Stabolito Jr.

      Melhor jogador disponível em ambas, Guilherme. Nada orientado especificamente para uma posição ou outra. O trabalho do Magic parece estar sendo conduzido assim.

      Mas acho difícil que, por acaso ou não, um desses dois atletas não seja um armador ou alguém que possa armar o time.

      • Guilherme

        Penso assim também, acho que irão pegar um PG com uma escolha. Torço pra Orlando se dar bem nesse Draft e na agencia livre pra montar um bom time, não sou torcedor mas gosto da franquia.

      • Acredito que nesse próximo ano você vai ter felicidades com seu time Ricardo, já pensou pegar um Parker e depois um Ennis….

  • Anônimo

    Comparação: Jimmer Fredette (Chicago Bulls)

  • Seria excelente para ele cair num time como o Chicago ou no San Antonio q tem uma boa movimentação de bola, propícia para arremessadores como ele

    • Kaio

      falou tudo, que venha pro meu Spurs ser mais um bom role !

  • marquin

    Role-player. Caindo em times prontos, deve ser de grande valia saindo do banco. Mas em times ruins, vai se perder na mediocridade, pois não é um cara pra chamar a responsa e fazer o time jogar em função dele. Longe disso.

    O melhor pra ele é cair em times experientes e mais cascudos, como um San Antonio, um LA Clippers, um Brooklyn ou um Miami da vida. E a pior das situações, claro, seria ele cair num Sixers ou num Bucks da vida.

    • maia-bucks

      nao vira pra WI, nao se preocupe

      • Zorg

        A probabilidade dele ser selecionado é quase nula mas seria um bom acréscimo . O Bucks não tem nenhum jogador com as características dele ….

    • Zorg

      Marquin, desculpe … mas discordo quando ao fato dele não chamar a responsabilidade…. creio que seja exatamente ao contrário …. provavelmente nenhum outro jogador desse draft foi responsável por chamar tanto a responsabilidade quanto ele …. noite após noite era ele sempre marcado, marcação individual, marcado por dois as vezes tripla e ele sempre a definir para Creighton ….
      No restante concordo com vc … e acrescentaria mais um a sua lista o Grizzs ,,,,
      ..

  • Seria bom em times que precisam de referências ofensivas, como o Bulls ou o Grizzlies.

    • Chefe

      Acho que não. Ele deveria ir para um time onde já se tem referências ofensivas e atuar sem pressão.

      • Daniel Nogueira

        Concordo com o Daniel. A experiência e a consistência que ele ganhou na universidade o credenciam como referência ofensiva. Se, realmente, for draftado entre as posições projetadas pelo Jumper, cairia bem em Detroit. Mais duvido que ele seja selecionado antes da 15ª posição; se isso acontecer, acho que o Bulls deveriam draftá-lo sem pensar duas vezes.

  • No minimo um Kyle Korver. Gostaria que ele fosse jogar em Phoenix lá vai encontrar espaço pra jogar e tem as características inversas do titular P.J. Tucker.