Prospecto do Draft 2015 – Myles Turner

Myles Turner

Idade: 19 anos
Universidade: Texas
Experiência: Freshman
Posição: pivô/ala-pivô
Altura: 6’11’’ (2.10m)

Médias na temporada 2014-15: 10.1 pontos, 6.5 rebotes, 0.6 assistências, 0.3 roubo de bola, 2.6 tocos, 1.4 erro de ataque, 45.5% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 27.4% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 83.9% de conversão nos lances livres, 22.2 minutos em quadra

Pontos fortes: Turner é, sem dúvida alguma, um dos maiores talentos da classe deste ano. Ainda muito cru, ele é um big man que protege o aro como poucos e ainda tem a habilidade de espaçar a quadra com seu arremesso do perímetro. Combina bem tamanho, envergadura, impulsão, timing e instinto para se destacar nos rebotes, especialmente defensivos, e na contestação dos arremessos. A propósito, Turner é um dos melhores protetores de cesta da classe deste ano. Ele também possui uma boa mecânica de arremesso (a bola sai rapidamente de suas mãos). Seu ótimo aproveitamento nos lances livres nos mostram que ele pode vir a ser um bom arremessador de média e longa distância na NBA. Vale dizer que Turner é eficiente no spot up e no pick and pop, além de mostrar potencial para ser útil no catch and shoot. O time que o selecionar precisa ter em mente que ele é um projeto de médio e longo prazo, que não vai contribuir de imediato na NBA. Turner é uma escolha de alto risco, mas a recompensa pode ser grande (vide Andre Drummond). 

Pontos fracos: ao mesmo tempo em que é um dos maiores talentos deste recrutamento, Turner também é um dos jogadores mais inconsistentes e tem “potencial” para ser um bust na NBA. Alternou durante toda a temporada partidas fantásticas com atuações medíocres. Talvez ele seja um dos prospectos mais crus deste ano. Turner deixa a desejar no quesito atleticismo. Pela falta de explosão, teve dificuldades em pontuar no garrafão quando enfrentou pivôs mais móveis e altos. Aliás, sua movimentação em quadra é meio estranha, e sua falta de agilidade lateral pode lhe trazer problemas na NBA. Apesar de ser excelente na proteção do aro, Turner não gosta muito do jogo físico no garrafão. Ele precisa ganhar massa muscular para enfrentar os melhores pivôs da NBA. Turner também tem dificuldades para estabelecer posição no garrafão e não é dotado de um bom jogo de costas para a cesta. Ao receber a bola, Turner prefere o arremesso, geralmente um turnaround jumper, do que enfrentar seu marcador ou passar a bola para um companheiro melhor posicionado. Tem a capacidade de arremessar de média e longa distância, mas demonstrou inconsistência nos tiros de três pontos. Enfim, Turner precisa melhorar em muitos aspectos para se dar bem na NBA. O potencial está lá, mas é necessário que seja bem trabalhado.

Comparações: Derrick Favors (Utah Jazz) com arremesso do perímetro

Projeção: entre as escolhas 8 e 16

Confira alguns lances de Myles Turner

Legenda
– Freshman (primeiro ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • vitorhugo.j3

    Turner começou bem a temporada, mas ao decorrer teve uma queda de rendimento.
    Pelo que li em alguns sites, nos Longhorns, ele era mal utilizado pelo técnico, simplesmente não sabia como aproveitar totalmente seu talento.

    Apesar de tudo, Indiscutivelmente conseguiu mostrar que é um cara que possui um grande talento. Nos Mock Drafts ele é apontado como uma 11ª Pick, indo para o Indiana Pacers.
    No caso, seria uma boa para o time de Indianápolis, David West já está pra entrar na casa dos 35 anos, e Myles Turner, acredito que poderia ser um ótimo substituto de West e também formar uma boa dupla com Paul George.
    Por ser um grande fã do Texas Longhorns, Foi o jogador que mais acompanhei do College Basketball. Espero que o garoto tenha sucesso na liga !

  • Erick Pozes

    Toda vez que eu vejo esse jogador,eu lembro do Drummond(n do estilo e sim da situação em que entrou para o Draft)

  • Zorg

    Nas vezes em que vi jogar me pareceu que mais um ou até dois anos na NCAA seriam ótimos para ele ….

  • King Cuban

    Queria ele no Mavs mas não tem como….

  • ThiagoLakers

    Muito inexperiente, franzino, deveria ficar uns dois anos na NCAA ainda, para evoluir, tem muito o que evoluir, e ele ainda e Freshman, imagina ele enfrentando um DeAndre Jordan da vida, ia apanhar feio(no sentido do jogo físico).

  • King Cuban

    Ele tem bom Lançamento, pega muitos rebotes, boa defesa, bom potencial… O jogo dele tem de ser construído com base em jogadores como LaMarcus Aldridge, Dirk Nowitzki, Pau Gasol… Por isso eu acho que ele deveria cair nas mãos do Blazers (LaMarcus), Mavs (Dirk), Timberwolves (KG) ou mesmo Miami (Bosh) que teriam bons tutores para o seu jogo…. Provavelmente pode se tornar o steal desse draft…

  • Leo

    Ele tem um potencial absurdo, mas precisa cair em um time em que tenha tempo de quadra pra poder fazer suas besteiras e se desenvolver.

    A média de tocos dele é absurda e ao mesmo tempo tem um %FT bem alto pra jogador de garrafão. Eu apostaria. Cairía bem no Celtics ou no Magic.

  • Álvaro S.R.

    Um cara cheio de potencial mas que ainda é um pouco cru, precisa de um treinador bom em desenvolver jogadores, pois tem um potencial tremendo para evoluir.

  • Ricardo

    vem pro Boston!!!!!!!!!!!