Prospecto do Draft 2016 – Paul Zipser

Paul Zipser

Idade: 22 anos
País: Alemanha
Time: FC Bayern Munique (ALE)
Posição: ala
Altura: 6’8’’ (2.03m)

Médias na Liga Alemã (2015-16): 7.1 pontos, 3.6 rebotes, 1.4 assistência, 0.5 roubo de bola, 0.4 toco, 0.9 erro de ataque, 53.9% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 43.6% de conversão nas bolas de três pontos, 80.7% de conversão nos lances livres, 18.1 minutos em quadra

Pontos fortes: Eleito o melhor jogador jovem da última temporada alemã, Zipser já acumula experiência na seleção principal do seu país (inclusive é titular). Ele é um ala dotado de sólidos atributos físico-atléticos (fluidez nos movimentos em quadra, força física, altura e  envergadura elogiáveis). Por causa de suas ferramentas físicas, ele é versátil nos dois lados da quadra. Zipser utiliza bem seu tamanho para pontuar sobre os marcadores mais baixos (tanto no garrafão quanto no perímetro). O ala tem uma mecânica consistente de chute e é um exímio arremessador de bolas de três pontos (letal no catch and shoot). Zipser tem um sólido primeiro passo, se movimenta bem sem a bola e utiliza sua impulsão para finalizar com enterradas. Zipser também tem bom entendimento e leitura de jogo. Com a bola nas mãos, ele é capaz de dar passes inteligentes após infiltrar defesas adversárias (drive and kick). Na defesa, Zipser utiliza bem seus atributos físico-atléticos (agilidade lateral impressiona) para ser um sólido marcador no um contra um (não desiste de acompanhar o adversário que infiltra no garrafão e ainda é eficiente na hora de contestar arremessos). Graças ao seu tamanho e força física, ele também é capaz de marcar jogadores da posição 4 (não foge do contato físico). Enfim, Zipser tem experiência entre os profissionais e as ferramentas necessárias para se tornar um role player na NBA, com carreira sólida na melhor liga de basquete do mundo. Potencial contribuidor em bolas de três e defesa.

Pontos fracos: Zipser tem um controle de bola apenas mediano e não muda de direção ou velocidade quando tenta as infiltrações no garrafão adversário, o que pode limitá-lo como finalizador na NBA. Tem dificuldade em pontuar nas situações de isolation e no pick and roll. Zipser também não cria espaço para arremesso após o drible (step backs) e tende a ter sua mecânica de arremesso quebrada quando pressionado. Apesar de ter sido eleito o melhor atleta jovem da última temporada alemã, Zipser teve pouco tempo de quadra no FC Bayern Munique (seu treinador, Svetislav Pesic, prefere dar mais espaço a veteranos). Ele já tem 22 anos e, mesmo assim, atuou apenas 18 minutos em média. Isso prejudicou seu crescimento como jogador, além de sua projeção no draft deste ano.

Comparação: Chandler Parsons (Dallas Mavericks)

Projeção: início da segunda rodada

Confira alguns lances de Paul Zipser

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.