Prospecto do Draft 2017 – Jawun Evans

Jawun Evans

Idade: 19 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Oklahoma State
Experiência: Sophomore
Posição: armador
Altura: 5’11.5” (1.81m)

Médias na temporada 2016-17: 19.0 pontos, 3.4 rebotes, 6.5 assistências, 1.7 roubada de bola, 0.1 toco, 2.8 desperdícios de bola, 43.8% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 37.6% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 80.6% de aproveitamento nos lances livres, 29.3 minutos

Pontos fortes
– armador dotado de agilidade, agressividade e envergadura invejáveis
– capaz de pontuar de várias formas, seja na transição ou no jogo de meia quadra
– utiliza muito bem os bloqueios para arremessar de média e longa distância; tem um floater letal
– agressivo nas infiltrações no garrafão adversário (finaliza com as duas mãos)
– ótimo controle de bola e driblador; capaz de criar separação para defensores e eficiente nas isolations
– além de cestinha, cria chances para os companheiros, especialmente quando infiltra e passa para um companheiro no perímetro; opera com facilidade no pick and roll
– um dos defensores mais enjoados do basquete universitário; sólido no um contra um, pressiona a bola, tira adversários da zona de conforto e utiliza muito bem suas mãos rápidas e envergadura para antecipar linhas de passe
– mentalidade de vencedor; agressivo nos dois lados da quadra, não foge do contato físico e chama a responsabilidade nos momentos decisivos

Pontos fracos
– tamanho; um dos prospectos de menor estatura da classe deste ano
– mostrou em alguns momentos, na NCAA, dificuldades para finalizar quando marcado por armadores mais altos, o que pode ser um problema no nível profissional (não é um saltador tão explosivo em tráfego)
– seleção de arremessos deixa a desejar; inconsistente nos chutes do perímetro (sobretudo nas situações de catch and shoot) e o arremesso nem sempre sai da forma adequada (problema na rotação)
– a baixa estatura limita sua visão de quadra e a habilidade de passar a bola sobre o marcador; comete muitos desperdícios de bola quando sofre a dobra de marcação
– precisa melhorar a tomada de decisões, especialmente quando ataca a cesta
– pouco upside como defensor; dificuldade para contestar chutes de armadores mais altos e dúvidas sobre sua capacidade de conter, na NBA, os armadores que gostam de atacar a cesta (força física apenas ok)

Comparações: mix de Jrue Holiday (New Orleans Pelicans), D.J. Augustin (Orlando Magic) e Darren Collison (Sacramento Kings)

Projeção: selecionado entre as escolhas 27 e 34

Confira alguns lances de Jawun Evans

Legenda
– Sophomore (segundo ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Seria minha segunda escolha favorita para o OKC. Espero que acabe sendo selecionado, acho que pode trazer uma boa energia vindo do banco.

  • ThunderSPD-En Fuego!

    Chris Paul sem grife,tem muito potencial seria bem vindo no OKC.

    • felipe fernando Oliveira

      Dos armadores de segundo escalão pra mim é o pior, prefiro Donovan Mitchell

      • Igor

        Donovan Mitchell não vai jogar de PG na nba eu acho