Prospecto do Draft 2018 – Donte DiVincenzo

Donte DiVincenzo

Idade: 21 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Villanova
Experiência: Sophomore
Posição: ala-armador / armador
Altura: 6’4.5’’ (1.94m)

Médias na temporada 2017-18: 13.4 pontos, 4.8 rebotes, 3.5 assistências, 1.1 roubo de bola, 0.2 toco, 2.0 desperdícios de bola, 48.1% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 40.1% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 70.1% de aproveitamento nos lances livres, 29.3 minutos em quadra

Pontos fortes
– eleito melhor jogador da final do basquete universitário; campeão nacional pela equipe de Villanova
combo guard dotado de atributos físico-atléticos de elite; tamanho adequado, ágil, força física considerável para um jogador das posições 1 e 2, grande saltador (melhor nesse quesito entre os prospectos que participaram do Draft Combine)
– capaz de criar o próprio arremesso; excelente chutador após o drible, consegue criar separação entre os marcadores, utiliza muito bem os bloqueios dos companheiros para chutar de média e longa distância, arremessador consistente do perímetro
– não precisa da bola nas mãos para ser útil; eficiente nas situações de catch and shoot, sabe se posicionar e se movimenta muito bem sem a bola
– mecânica de arremesso elogiável; alto ponto de lançamento, a bola sai rapidamente de suas mãos
– alto QI de basquete; sólida visão de quadra, leitura avançada de jogo, opera com facilidade no pick-and-roll
– defensor sólido e agressivo; adora competir e pressionar o adversário que está com a bola, utiliza bem a força física para tentar conter o adversário no um contra um, o entendimento do jogo o ajuda na antecipação das linhas de passe
– bom reboteiro para um jogador da posição; não foge do contato e briga muito nas duas tábuas, sabe se posicionar para pegar o rebote
– ética de trabalho elogiável; jogador disciplinado taticamente, que sabe das suas limitações e do seu papel em quadra, atua sempre com muita disposição
– poder de decisão; não se omite nos momentos mais importantes das partidas, chama a responsabilidade, demonstra muita confiança e atitude
– subiu bastante nas projeções devido à grande atuação na final do Torneio da NCAA e ao desempenho acima da média no Draft Combine
– deverá ser um role player com carreira sólida na NBA, vindo do banco de reservas para contribuir com arremessos de média e longa distância, disposição na defesa e criação de jogadas para os companheiros

Pontos fracos
– questionável seleção de arremessos; devido ao instinto de cestinha, às vezes tende a ser individualista e força chutes
– ainda que seja um arremessador confiável, mostra inconsistência nos lances livres (o aproveitamento mediano comprova isso)
– precisa melhorar a tomada de decisões em quadra; necessita de cuidar melhor da bola, joga com tanta confiança que, em determinados momentos, prefere um passe mais elaborado em vez de fazer o básico
– carece de um primeiro passo de elite após o drible; poderá ter problemas para pontuar em tráfego
– não é muito agressivo no ataque à cesta; a baixa média de lances livres cobrados (menos de três por partida) evidencia esse problema, deveria utilizar seus atributos físico-atléticos para se infiltrar no garrafão adversário com mais frequência
– apesar das poucas lacunas em seu jogo, não demonstra excelência em nenhuma área específica
– idade avançada para um sophomore e não oferece muito upside

Comparação: Dan Majerle (ex-Phoenix Suns)

Projeção: entre as escolhas 21 e 31

Confira alguns lances de Donte DiVincenzo

Legenda
– Sophomore (segundo ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Joabe#VamoSpurs

    Se a ultima impressão da final ficar na memória dos GM ele tá bem na fita, e ser comparado a Dan Majerle, tá bem na fita mesmo

  • Guilherme

    Irá pra Boston.

    • Rafael Vieira

      I agree with you.

    • Felipe Rodrigues

      Ele ou Grayson Allen, acho q vamos escolher um dos dois.

      • Guilherme

        Tomara que ele sobre… Do pouco que vi, gostei muito.

  • Rafael Vieira

    O Celtics que pegar esse cara com a pick de 1º round. Me impressionou bastante no college por Villanova.

  • Alex Alves

    O Boston vai nele ou Greysson quem sobrar.

  • Ele ou Grayson?

    • Gustavo

      DiVicenzo

  • Kurdt

    Ele ta muito bem cotado em Boston, se sobrar pode ser a escolha do Celtics. Mas nunca se sabe, esse draft promete bastante surpresas.

  • Baiano #TheProgress

    Um big novo como Mitchell Robinson ou Brandon McCoy > Outro guard pro Celtics

  • Blanco – #ForzaRoma

    Futuro MVP da Liga!!!

  • Renato

    A cara do Celtics, mas não chega até a escolha 27, se realmente o Celtics quiser vai ter que dar mais uma ou duas escolhas de segundo round e subir para 18 ou 19

  • felipe fernando Oliveira

    Esse garoto joga muito. E pelo que pesquisei sua etica de trabalho é excelente, alem do otimo QI de basquete. A comparação com Merjele foi boa. Mas vejo ele também com jogo semelhante com o do Jr Smith sendo que a diferença dos dois é a cabeça.

  • ReggieMiller31

    Eu gostaria q ele voltasse pra mais uma temp em Villanova onde seria O CARA do time, mas dps do combine onde deixou de ser uma possível escolha de 2ª rodada pra quase certo Top25, difícil ñ apoiar decisão.
    Acho q se tiver espaço chega pra contribuir de imediato vindo do banco e assim como maioria vejo Celtics escrito na testa dele, mas se fosse GM de Suns(16) e Hawks(19) caso confirmem big men nas primeiras escolhas; Wolves(20) sem Thibs por lá q parece ter problemas novatos ou Blazers(24) ñ pensaria 2x.