Prospecto do Draft 2018 – Jacob Evans

Jacob Evans

Idade: 20 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Cincinnati
Experiência: Junior
Posição: ala / ala-armador
Altura: 6’5.5’’ (1.97m)

Médias na temporada 2017-18: 13.0 pontos, 4.7 rebotes, 3.1 assistências, 1.3 roubo de bola, 1.0 toco, 1.8 desperdício de bola, 42.7 de aproveitamento nos arremessos de quadra, 37.0% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 75.4% de aproveitamento nos lances livres, 30.8 minutos em quadra

Pontos fortes
– sólido atleta, tem uma envergadura elogiável (2.06m) e força física necessária para encarar o basquete profissional
– um dos melhores marcadores de perímetro da NCAA; foi um dos pilares do time de melhor defesa da última temporada
– ótimo timing para dar tocos, grande marcador no um contra um e no pick-and-roll – não se perde nos bloqueios, defensor agressivo e que marca quase sempre com os braços estendidos, utiliza muito bem a força física para conter as infiltrações do adversário
– não precisa da bola nas mãos para se destacar; bom chutador do perímetro, especialmente nas situações de catch and shoot, mecânica de arremesso elogiável (rápida e fluida, alto ponto de lançamento)
– facilidade para pontuar sobre marcadores mais baixos quando posicionado nas extremidades do garrafão (post up); tem um pull-up jumper (arremesso após o drible, puxando a bola de baixo para cima) muito eficiente
– boa visão de quadra; cuida bem da bola, tomada de decisões elogiável para um jogador da posição 3, faz o básico e não força passes, pode perfeitamente exercer o papel de ballhandler secundário na NBA
– entende bem o seu papel em quadra, é disciplinado e tem uma ética de trabalho elogiável
– protótipo de 3 and D, tão em alta na NBA; plus de ser um criador de jogadas, tem tudo para estabelecer uma carreira sólida como role player na melhor liga do mundo

Pontos fracos
– não é dos mais atléticos para a posição
– carece de um primeiro passo de elite após o drible; poderá ter problemas para pontuar em tráfego
– a falta de agilidade lateral de elite pode prejudicar seu desempenho defensivo quando tiver que marcar jogadores mais atléticos no nível profissional
– não é muito agressivo no ataque à cesta; a baixa média de lances livres cobrados (pouco mais de três por partida) evidencia esse problema
– não é um grande reboteiro; precisa ser mais agressivo nessa área
– tem dificuldade em usar os bloqueios dos companheiros para pontuar; confia demasiadamente nas situações de catch and shoot
– seleção de arremessos deixa a desejar
– apesar das poucas lacunas em seu jogo, não demonstra excelência em nenhuma área específica

Comparações: Wesley Matthews (Dallas Mavericks) e Josh Richardson (Miami Heat)

Projeção: entre as escolhas 20 e 32

Confira alguns lances de Jacob Evans

Legenda
– Junior (terceiro ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Lucas Henrique

    Ótimo futuro

  • ReggieMiller31

    Mais um ótimo nome q seria perfeito pro Pacers, inclusive foi um dos q + se destacou no combine e dizem vai subir bastante nas projeções.

  • Gustavo

    Seria uma escolha interessante pro Wolves.