Prospecto do Draft 2018 – Shake Milton

Shake Milton

Idade: 21 anos
País: Estados Unidos
Universidade: SMU
Experiência: Junior
Posição: ala-armador / armador
Altura: 6’5.25’’ (1.97m)

Médias na temporada 2017-18: 18.0 pontos, 4.7 rebotes, 4.4 assistências, 1.4 roubo de bola, 0.6 toco, 2.3 desperdício de bola, 44.9% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 43.4% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 84.7% de aproveitamento nos lances livres, 36.4 minutos em quadra

Pontos fortes
combo guard dotado de atributos atléticos de elite; altura privilegiada, envergadura invejável (2.15m) e agilidade
– sólido controle de bola e capacidade de criar para os companheiros, especialmente no jogo de meia quadra; não é individualista
– consegue enxergar o jogo sobre o adversário, sobretudo pelo seu tamanho; consegue dar bons passes acima do marcador e mostra eficiência no pick-and-roll
– mecânica de arremesso elogiável (rápida e fluida, alto ponto de lançamento); foi um dos melhores chutadores de perímetro na última temporada da NCAA
– eficiente com e sem a bola nas mãos; não precisa necessariamente ser o playmaker principal
– capacidade de criar o próprio arremesso; chutador eficiente após o drible (destaque para o floater e o step back)
– facilidade para pontuar sobre marcadores mais baixos quando posicionado nas extremidades do garrafão (post up); aproveita-se do alto ponto de lançamento de seu arremesso e da envergadura
– sólido defensor no um contra um; leva vantagem por conta do tamanho e por não desistir do adversário que está com a bola; capaz de defender múltiplas posições
– ética de trabalho elogiável; visto como um grande líder em quadra da equipe de SMU
– potencial 3 and D na NBA; o que nos leva a crer que terá uma carreira sólida na liga

Pontos fracos
– não tem um primeiro passo explosivo e é previsível nos dribles (corta para a esquerda na maioria das vezes que tenta superar o marcador)
– controle corporal mediano; tem dificuldades em atacar a cesta porque ainda é um pouco descordenado e por ser muito magro
– visão de quadra e criatividade com a bola nas mãos apenas medianas; evoluiu como passador, mas ainda tem dificuldades na leitura de jogo quando está em transição ou tem a quadra aberta, tende a ser muito mais um segundo ou até terceiro ballhandler na NBA
– apesar do inegável potencial defensivo, perde-se com frequência nas trocas de marcação e na defesa de ajuda; carece de fundamentos e de agressividade nessa área da quadra, confia demasiadamente nos atributos atléticos
– precisa ganhar força física; se no basquete universitário já teve problemas, quando encarou o jogo mais físico, imagina no nível profissional
– reboteiro apenas mediano; poderia ter números melhores por conta dos atributos atléticos, mas lhe faltam agressividade e senso de posicionamento

Comparações: Will Barton (Denver Nuggets) e Patrick McCaw (Golden State Warriors)

Projeção: entre as escolhas 18 e 28

Confira alguns lances de Shake Milton

Legenda
– Junior (terceiro ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Vitor Soares

    Eu selecionaria com a first pick. Não é todo dia que se tem a oportunidade de selecionar alguém com nome tão foda assim.

  • Neverminder – #ForaManoMenezes

    Pintou num mock-draft ai como potencial escolha dos Lakers (utilizando a pick de Cleveland). Pode ser um bom complemento pro Lonzo Ball

  • Mavscelo

    Esse deve gostar de se mexer

  • Piada pronta (nome)

  • Jake “The Motherfucking” Guy

    18? Poderia ser uma Pick do Pacers.

  • Maicon Gomes

    Vi 2 jogos e nesses jogos ele me lembrou o Oladipo. É uma boa escolha depois da loteria.

  • Thalles Ferreira

    Se cair no Warriors, vai virar um monstro, anotem!