Prospecto do Draft 2018 – Trae Young

Por Gabriel Andrade

Trae Young

Idade: 20 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Oklahoma
Experiência: Freshman
Posição: armador
Altura: 6’1.75’’ (1.87m)

Médias na última temporada: 27.4 pontos, 3.9 rebotes, 8.7 assistências, 1.7 roubo de bola, 0.3 toco, 5.2 erros de ataque, 42.2% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 36.0% de conversão nos tiros de longa distância, 86.1% de acerto nos lances livres, 35.4 minutos

Pontos fortes

– Melhor arremessador da classe, Trae Young possui um chute com mecânica muito rápida e com distância de passos atrás da linha de três pontos da NBA. Possui versatilidade para arremessar após o drible no pick and roll e em jogadas de isolação, além de jogo de pés para arremessar em movimento após corta-luzes. Confiante o suficiente para chutar bolas bem marcado e até em transição.
– Possui visão de quadra e instintos avançados de antecipação para executar bons passes, passador subestimado que sabe como usar sua ameaça ofensiva para criar espaço para os companheiros
– Controle de bola avançado, conjunto de dribles variados e ágeis para criar separação para o adversário, sabe como manipular as defesas para escolher o espaço que precisa
– Ótimo em floaters, ponto chave para se adequar a finalização da NBA
– Bom defensor de linhas de passe, agressivo em antecipações
– Produtividade assustadora para um novato, capacidade de carregar esse volume ofensivo como um jogador perímetro tão jovem é bastante raro
– É capaz de ajustar seu corpo no meio do ar para finalizações acrobáticas ao redor do aro
– Vai muito para a linha de lance livre (8.6 por jogo), o que ajuda a maquiar um ponto a falta de atleticismo para finalizar ao redor do aro

Pontos fracos

– Tamanho mediano com envergadura curta (1.91m), que o limitará a defender apenas armadores no nível de NBA, não oferece versatilidade defensiva
– Fraco fisicamente e sem explosão ou agilidade lateral de elite. Poderá ser um alvo defensivo a nível profissional
– Esforço defensivo vem e vai. Muito disso pode ter sido por ser sobrecarregado em Oklahoma, mas é notável que estava constantemente fora de posição ou não usando seu corpo como deveria para atrapalhar infiltrações ou perseguir adversários sem a bola. As vezes a agressividade nas linhas de passe o bota fora de posição. Morre em quase todo o corta-luz e não é adepto a dobrar os joelhos
– Seleção de chutes problemática, muitas vezes arremessa bolas muito marcadas ainda com 15-18 segundos no relógio
– Não é explosivo e ágil o suficiente para criar separação sempre contra defensores físicos ou atléticos, depende muito do controle de bola
– Quando viu que seu time era mais fraco que o restante, adotou um estilo de jogo muito voltado para si mesmo, com resultados desastrosos. Aproveitamento de arremessos, número de turnovers e o recorde da equipe caíram muito quando o calendário ficou mais forte
– Acostumado a comportar um grande volume ofensivo, conseguirá se adaptar a papéis menores que a NBA pode lhe dar?
– Finalizador ruim ao redor do aro, falta envergadura para esticar as finalizações, falta alcance vertical ou explosão para chegar ao garrafão com mais constância
– Comete muitos desperdícios de bola em relação ao número de assistências que dá, muitos passes na altura errada, não enxerga por cima dos oponentes pela altura.

Comparações: D’Angelo Russell (Brooklyn Nets) e Kemba Walker (Charlotte Hornets)

Projeção: entre as escolhas 4 e 8

Confira alguns lances de Trae Young

Legenda

Freshman (primeiro ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • RÔMULO ZUEIRO MENDONÇA

    Esse vai ser 8 ou 80. Ou vai ser um all star consolidado ou uma lambisgóia

    • Felipe Rodrigues

      To contigo nessa, acho bem possível ser um daqueles caras que fará 50 pontos em um jogo e 2 no outro.

  • Daniel Tavares

    Novo Trey Burke ou novo Curry?

    • pedrokadf

      Burke rs

  • Esse é bem intrigante. Tem muito talento ofensivo (boa técnica, bom arremesso, bom controle de bola), mas tem tantos defeitos que é muito difícil fazer um prognóstico. Esse é a verdadeira aposta.

  • Marcio

    No inicio da NCAA, achei que ele vinha pra Top 3 do draft, do nada ele deu uma sumida!

  • felipe fernando Oliveira

    Esse ai ou é 8 ou será 80. As chances de ser bust são iguais a de ser ALS. Pra mim vai ser bust (tomara que eu esteja errado). Engraçado que lendo as qualidades e deficiencias me reportei a 2005 quando o DRAFTEXPRESS escreveu sobre a 5ª feita pelos finados GatosBobs. Esse jogador hoje está mitando em OKC e é mais conhecido como FoFelton. kkkk.

  • arruda91 arruda

    E o Yago que se inscreveu no Draft será que é draftado ou será que ele retira sua inscrição desse ano?

    • Gabriel Andrade

      É mais pra se por no radar, conseguir uns treinos e ver o que pinta daí. O interessa agora não se compara muito ao que era com Caboclo e Georginho, por exemplo. Entre os brasileiros inscritos, o que mais intriga é Michael Uchendu,

  • O Almirante

    Acompanho muito pouco, muito pouco mesmo a NCAA, mas não sei pq algo me diz que esse cara vai vingar bem na nba.

  • andre

    Discordo almirante…maior bust!!!!!!!!!!! e não tem fisico para jogar nba…espero que bulls não drafte esse jogador.

    • Evandro

      Um ciclo de pós temporada com trabalho forte de musculação resolve isso rapidinho e os americanos são muito bom nisso

      • Warrg

        Asteróides neles… La eles fazem vista grossa até determinado ponto… É período de treino, tacalhe bomba… Vide hormônio pra crescimento que principalmente atletas da nba e nfl tomam… Ex o Davis chegou com 19 anos e 2,08 ai depois com 20 tava com 2,11 e agora ele nem quer mais se medir… Kevin Durant entrou com 2,06 depois 2,08 e agora coloca ele no lado de caras como kevin Garnett e ele é um pouco maior, e o Kevin Garnet tinha 2,11… Daqui a pouco O Trae ta com 1,90 e 85kg igual o Curry…

    • Pedro Paulo Almeida Zanolini

      Falaram o mesmo do Curry…

  • Mavscelo

    Tudo indica que o Magic vai seco nele.

    • King Cuban #MFFL

      Esse ai precisa de um treinador como o RC para se dar bem e os Magic são especialistas em queimar talento…

  • Evandro

    Em uma NBA que hj visa o espaçamento e os arrremecos de longa distância este moleque tem tudo para vingar na liga, pois vai desenvolver mais ainda seu ponto forte que é o chute e por ter este ponto forte vai ter muitos minutos em quadra, vai ganhar mais ATLETICIDADE e passar mais rápido a bola…seu time por ser muito fraco contribuiu para que ele tivesse uma dobra em cima dele, pois o jogo era todo centralizado nele e na liga ele não terá este problema e se limitará a passar rapidamente a bola e arremecar … típico jogador que se vingar na liga vira um Cury ou até melhor que Cury…acho que para quem está correndo atrás de um PG e um especialista em arrremecos vale muito a pena a aposta acima do top 5 …mesmo que vire um Bust se tornaria um Korver da vida

  • Gustavo

    Acho que essa é a maior barbada do draft, a menos que as bolinhas favoreçam o Magic, futuro dele é em Orlando. Como já disseram, será 8 ou 80, e confirmando a ida pro Magic, a chance de 8 aumenta consideravelmente.

    • felipe fernando Oliveira

      Fato

  • samuel pereira

    vi jogos dele mais confeso que nao achei tudo isso nao , ele ate tem uma mecanica boa de arremesso mais nao acho que tem toda essa visao de quadra, como o magic praticamente “deu”o paytom para o suns acho que ele vai para o magic ,mais nao sei se ele ira vinga na nba como um jogador do primeiro nivel da liga!

  • chxpo

    Subestimam muito o moleque.