Prospecto do Draft 2018 – Zhaire Smith

Zhaire Smith

Idade: 18 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Texas Tech
Experiência: Freshman
Posição: ala-armador
Altura: 6’4’’ (1.93m)

Médias na temporada 2017-18: 11.3 pontos, 5.0 rebotes, 1.8 assistência, 1.1 roubo de bola, 1.1 toco, 1.1 desperdício de bola, 55.6% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 45.0% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 71.7% de aproveitamento nos lances livres, 28.4 minutos em quadra

Pontos fortes
– atributos físico-atléticos de elite; veloz, explosivo e dotado de força física considerável; imparável no jogo de transição e grande saltador
– potencial para se tornar um defensor de elite; tem instintos apurados, é agressivo, combina bem o tamanho (envergadura de 2.07m) com a agilidade lateral privilegiada para cortar linhas de passe; ótimo timing para bloquear arremessos
– versatilidade defensiva; excelente marcador nas três posições do perímetro graças ao seu alto QI de basquete e aos atributos físico-atléticos
– joga sempre com muita disposição; esforço elogiável em quadra, disciplinado
– boa leitura de jogo; passador em evolução
– grande reboteiro, especialmente na tábua ofensiva; graças à agilidade, bom posicionamento e impulsão; não foge do contato, pontua bastante através de putbacks
– extremamente ativo nos bloqueios; tem facilidade em deixar os companheiros bem colocados e livres de marcação para o arremesso
– confortável com a bola nas mãos; potencial para exercer o papel de ballhandler secundário
– facilidade em executar um movimento súbito para buscar a melhor posição para finalizar (ótimo cutter)
– grande teto para evolução; a combinação ferramentas físico-atléticas de elite e alto QI de basquete pode lhe render uma carreira longa na NBA

Pontos fracos
– precisa evoluir seu controle de bola e as habilidades como criador de jogadas, especialmente no jogo de meia-quadra
– falta de polidez ofensiva
– arremesso de longa distância não é confiável; apesar do bom aproveitamento, chuta pouco do perímetro
– não tem uma boa mecânica de arremesso (não é fluida, a bola demora a sair de suas mãos); questionável seleção de chutes
– tem dificuldades em criar o próprio arremesso; peca no primeiro passo após o drible
– pouco efetivo nas situações de isolation
– apresenta lapsos defensivos na marcação sem a bola
– se não evoluir como arremessador, tende a ser usado prioritariamente como peça defensiva no basquete profissional (unidimensional)
– um dos prospectos mais jovens da classe, Smith é um projeto de médio e longo prazo; o time que o selecionar precisará ter paciência para desenvolvê-lo

Comparação: mix de Andre Iguodala (Golden State Warriors), Gerald Green (Houston Rockets) e Danny Green (San Antonio Spurs) mais atlético

Projeção: entre as escolhas 11 e 18

Confira alguns lances de Zhaire Smith

Legenda
– Freshman (primeiro ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Diego Costa

    Esse draft tá bom demais, recheado de jogadores que podem virar grandes achados. Estou achando que o Clippers pode fazer muito barulho com as escolhas 12 e 13. Pode se dar bem demais.