Prospecto do Draft 2019 – Amine Noua

Por Gabriel Andrade

Amine Noua

Idade: 22 anos
País: França
Time: ASVEL Lyon-Villeurbanne (França)
Posição: ala-pivô
Altura: 6’8’’ (2.03m)

Médias na Eurocup 2018-19: 10.8 pontos, 4.0 rebotes, 1.1 assistência, 0.6 roubada de bola, 0.7 toco, 1.3 desperdício de bola, 52.0% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 43.2% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 68.8% de aproveitamento nos lances livres, 25.5 minutos em quadra

Médias na Liga Francesa 2018-19: 9.9 pontos, 3.6 rebotes, 1.0 assistência, 0.5 roubada de bola, 0.7 toco, 0.8 desperdício de bola, 47.1% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 36.3% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 64.9% de aproveitamento nos lances livres, 22.5 minutos em quadra

Pontos fortes

  • Noua possui a força e o tamanho necessários para atuar como ala-pivô aberto na NBA, utiliza seus músculos nos dois lados da quadra

  • Bom arremessador, especialmente quando recebe estabelecido em situação de spot up, arma sólida para pick-and-pops, não hesita em arremessar

  • Sólido finalizador ao redor do aro, possui bom gancho de mão direita e sabe atacar mismatches contra atletas mais fracos, utilizando sua força como vantagem

  • Move-se sem a bola em mãos para se tornar disponível para receber a bola em condições fáceis para pontuar, capaz de achar os buracos na defesa

  • Mostra-se bom passador quando ataca a cesta de frente e contra dobras de marcação no poste baixo, mantém a fluidez ofensiva

  • Joga firme e batalha por posições na defesa, utiliza de bons fundamentos de verticalidade e é bastante intenso na defesa, não lhe falta motor

  • Vem evoluindo consistentemente com papel importante em um clube de bom porte no cenário europeu, entre os melhores da França, já é um jogador produtivo e acumula valiosa experiência em diferentes competições

Pontos fracos

  • Limitado ofensivamente para criar o próprio arremesso, possui um jogo pouco desenvolvido quando exigir a driblar ou utilizar de um jogo de pés mais refinado, inefetivo em isolações

  • Aproveitamento de arremessos pode ser mentiroso em relação a sua real capacidade de arremessar, seu chute não tem boa rotação e não é dinâmico, capaz de ser acionado em movimento ou contra marcações mais apertadas

  • Não é agressivo em busca da pontuação, sobretudo atacando a cesta, pouco busca contato em infiltrações e conquista um número baixo de lances livres

  • Possui dificuldades para defender jogadores menores no perímetro, não possui o melhor conjunto de velocidade lateral e atleticismo horizontal aro para contestar fora do garrafão

  • Limitado defendendo o garrafão. Joga duro e é forte para não ser movido com facilidade no poste baixo, mas não possui instintos desenvolvidos como protetor de aro e na defesa de cobertura, além de não ter envergadura ou altura de elite para auxiliá-lo em dar tocos

  • Suas limitações físicas tendem a limitar seu potencial de utilização na NBA. Junto a isso, já é velho para um prospecto (22 anos) e, provavelmente, não tem um grande teto de evolução a ser explorado

Comparações: Andrew Nicholson (ex-Orlando Magic) e Deshaun Thomas (Panathinaikos-GRE)

Projeção: últimas cinco escolhas da segunda rodada

Confira alguns lances de Amine Noua