Prospecto do Draft 2019 – Mfiondu Kabengele

Mfiondu Kabengele

Idade: 21 anos
País: Canadá
Universidade: Florida State
Experiência: sophomore
Posição: pivô
Altura: 6’10.25’’ (2.09m)

Médias na última temporada: 13.2 pontos, 5.9 rebotes, 0.3 assistência, 0.6 roubo de bola, 1.5 toco, 1.3 erro de ataque, 50.2% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 36.9% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 76.1% de aproveitamento nos lances livres, 21.6 minutos por jogo

Pontos fortes

– atributos físico-atléticos de elite; altura mais do que adequada para um big man, braços longos (envergadura de 2.22m), ótima impulsão, força física, corpo pronto para encarar o basquete profissional, corre a quadra com fluidez
– ativo nos dois lados da quadra; gosta do jogo físico na área pintada, não foge do contato quanto tem que marcar pivôs mais fortes, muito vocal em quadra
– ótimo em fazer bloqueios para deixar os companheiros em boas condições de arremesso
– jogo de costas para a cesta em evolução; alvo fácil de pontes-aéreas, trabalho de pés elogiável, consegue ser perigoso nos spin moves, finalizador eficiente ao redor da cesta
– arremessador consistente do perímetro; mecânica de arremesso fluida (ponto de alcance e elevação elogiáveis), eficiente no catch and shoot, seu ótimo aproveitamento nos lances livres para um pivô evidencia que pode ser um chutador consistente e uma arma no pick and pop no nível profissional
– ótimo defensor e reboteiro; utiliza muita bem seus atributos físico-atléticos para contestar arremessos, distribuir tocos e brigar por todos os rebotes nas duas tábuas (honrando a tradição familiar, pois é sobrinho do lendário Dikembe Mutombo), competente na defesa de ajuda
– muito produtivo em quadra, mesmo vindo do banco e atuando menos de 22 minutos por partida, conseguiu ser eleito o melhor reserva da forte conferência ACC e foi o cestinha de Florida State na temporada
– protótipo de pivô moderno; atlético, forte, versátil no ataque (consegue ser uma ameaça tanto no garrafão quanto no perímetro), protege bem o aro, tem tudo para ser um stretch five e estabelecer uma carreira sólida na NBA

Pontos fracos

– não é um bom passador e não tem boa leitura de jogo; raramente procura um companheiro melhor colocado quando sofre a dobra de marcação (tenta partir para cima dos marcadores de forma atabalhoada ou força o arremesso nessa situação)
– controle de bola apenas mediano; alta taxa de desperdícios para um jogador que fica pouco tempo com a bola nas mãos
– poderá ter dificuldades na NBA quando tiver que sair nas trocas de marcação para defender rivais no perímetro por conta da limitada agilidade lateral
– atua com tanta vontade e agressividade que comete faltas tolas e se pendura com pouco tempo de quadra
– oferece pouco upside; idade “avançada” para um prospecto que atuou somente duas temporadas no College (vai fazer 22 anos daqui a três meses)

Comparação: Serge Ibaka (Toronto Raptors)

Projeção: entre as escolhas 23 e 33

Confira alguns lances de Mfiondu Kabengele

Legenda: sophomore (segundo ano universitário)

Gustavo Lima
Gustavo Lima
Jornalista graduado pela UFMG e pós-graduado em Produção em Mídias Digitais pela PUC-MG. Natural de Ipatinga e residente em BH. Editor do Jumper Brasil desde 2007. Acompanha a NBA desde 1993. Torcedor do Phoenix Suns, mas adepto da imparcialidade.
  • Thunder Nation

    Possível steal desse draft, gosto muito!

    • Brinell Arcanjo

      Torcendo pra Spurs draftar ele

  • Dannilo Roberto

    76ers pode pegar com uma das picks do 2rd. Jogador pronto, back-up perfeito pro Joel