Prospecto do Draft 2019 – Sekou Doumbouya

Por Gabriel Andrade

Sekou Doumbouya

Idade: 18 anos
País: França
Time: CSP Limoges
Posições: ala / ala-pivô
Altura: 6’9’’ (2.06m)

Médias na temporada 2018-19: 6.3 pontos, 2.9 rebotes, 0.8 assistência, 0.7 roubada de bola, 0.4 toco, 1.2 desperdício de bola, 48.2% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 31.2% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 75.8% de aproveitamento nos lances livres, 16.9 minutos em quadra

Pontos fortes

  • Dono de poderosos 2.06 m de altura e 2.11 m de envergadura, possui um perfil de elite do ponto de vista físico, grande, longo, atlético, explosivo e muito forte para um combo forward.

  • Ágil lateralmente e muito tenaz na defesa, exibe potencial a longo prazo de ser um defensor versátil, capaz de trocar marcação, defender de armadores até pivôs. Sabe quão forte é e não foge do contato em momento algum.

  • Excelente atleta em transição, corre a quadra com fluidez e velocidade, finaliza por cima do aro com facilidade.

  • Muito agressivo em quadra, ataca a cesta com ferocidade, busca finalizar estendendo os movimentos e absorvendo contato, elogiável capacidade de salto.

  • Reboteiro instintivo, sobretudo na parte ofensiva. Ataca os ângulos e busca cestas fáceis.

  • Jogador dinâmico em meia-quadra quando receber a bola em movimento, graças a sua capacidade atlética. Leva vantagens em cortes sem a bola ou infiltrando individualmente. Tem melhorado o controle de bola nas últimas temporadas, o que tem ajudado nessa adaptação.

  • Sua mecânica de arremesso e aproveitamento nos lances livres sugerem que pode se tornar um bom arremessador no futuro.

  • Já joga no basquete profissional há 3 temporadas, sendo a última na primeira divisão do campeonato francês, com papel cativo na rotação em um clube com muitas opções em sua posição.

  • Um dos prospectos mais jovens de todo o Draft, só completa 19 anos em 23 de dezembro.

  • Foi produtivo e vencedor com sua geração francesa em vários níveis. MVP do EuroBasket U18 aos 15 anos.

  • Dados seus atributos físicos e ferramentas de jogo, trate-se de um prospecto que sugere um grande upside longo prazo, visto que ainda começou relativamente tarde na modalidade.

Pontos fracos

  • Ainda é um jogador muito cru, sobretudo na parte ofensiva. Tem dificuldades em executar jogadas após o drible e seu arremesso é inconsistente.

  • Dominou fisicamente seus adversários nos níveis mais baixos, coisa que dificilmente ocorrerá na NBA, ainda que tenha atleticismo acima da média.

  • Não possui os melhores fundamentos na defesa em termos de box out, atravessar corta-luzes e ler jogadas mais complexas. Ainda que não falte esforço e potencial, depende do físico para ser efetivo desse lado da quadra.

  • Não é um passador instintivo e tampouco um criador de jogadas para os companheiros, não tem um QI de Basquete desenvolvido para se antecipar às defesas e agir como playmaker

  • Raramente usa a mão esquerda para finalizar, mesmo quando infiltra para a direita. Pode melhorar a destreza como finalizador ao redor do aro.

  • É um prospecto a longo prazo que, o clube que o pegar, terá que ter noção que provavelmente não virá para contribuir de imediato, especialmente no lado ofensivo do jogo.

Comparação: mix de Jerami Grant (Oklahoma City Thunder), Al-Farouq Aminu (Portland Trail Blazers) e Royce O’Neale (Utah Jazz)

Projeção: entre as escolhas 7 e 14

Confira alguns lances de Sekou Doumbouya