Prospecto do Draft 2020 – Cassius Winston

Por Lucas Torres, da Central do Draft

Cassius Winston

Idade: 22 anos
País: Estados Unidos
Universidade: Michigan State
Experiência: senior (quarto ano universitário)
Posição: armador
Altura: 6’1″ (1,85m)
Envergadura: 6’4.5″ (1,94m)
Peso: 83 kg

Médias na última temporada: 18.6 pontos, 2.5 rebotes, 5.9 assistências, 1.2 roubo de bola, 3.2 desperdícios de bola, 44.8% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 43.2% de aproveitamento nas bolas de três pontos, 85.2% de aproveitamento nos lances livres, 32.7 minutos por jogo

Pontos fortes

– Líder em quadra
– Equilibra habilidade de puxar o ritmo da partida com ótimo cuidado com a bola (2.3 assistências para cada turnover cometido no acumulado de seus quatro anos de NCAA)
– Mantém a compostura em situações de pressão. Paciente para ler a defesa
– Ameaça constante em pullups na saída de pick and rolls força dobras e trocas – gerando mismatches para si e para os companheiros
– Versatilidade como arremessador o permite atuar fora da bola, inclusive sendo utilizado em movimento, correndo em torno de corta-luzes
– Físico para o jogo, cria espaço contra defensores mais leves a partir do contato
– Defensor coletivo inteligente, compensa falta de atleticismo com bom posicionamento e leitura de jogo
– Sólida envergadura o permite ser razoavelmente disruptivo nas linhas de passe
– Mostrou personalidade para crescer nos momentos importantes durante a carreira universitária
– Capacidade como arremessador e solidez na tomada de decisões projetam encaixe seguro em uma rotação na NBA

Pontos fracos

– Pouco atleticismo e agilidade mediana poderá expô-lo na defesa individual contra armadores explosivos
– Limitações atléticas também deve dificultar criação de espaço para seu próprio chute – inclusive em trocas contra pivôs
– Dificuldade para punir trocas na NBA deverá diminuir sua eficiência no jogo de dupla – área em que, nos anos de Michigan State, se beneficiou do fato de atrair dobras pela capacidade de punir pivôs pesados no nível universitário
– Se engaja pouco na disputa pelos rebotes, tende a ‘assistir a bola’ ao invés de procurar um adversário para bloquear
– Mais velho do que a grande maioria dos prospectos da classe
– Idade avançada e perfil atlético abaixo da média projeta pouco potencial para evolução
– Mostra tendência preocupante a ganhar sobrepeso. Percentual de gordura pode ser problema constante ao longo de sua carreira
– Perfil clássico de backup na NBA. Pouquíssimas chances de se tornar um titular

Comparação: Derek Fisher (ex-Los Angeles Lakers)

Projeção: início de segunda rodada

Confira alguns lances de Cassius Winston