Prospecto do Draft 2020 – Devon Dotson

Devon Dotson 

Idade: 20 anos 
País: Estados Unidos 
Universidade: Kansas 
Experiência: sophomore (segundo ano universitário) 
Posição: armador / ala-armador 
Altura: 6’2’’ (1.88m) 
Envergadura: 6’3’’ (1.91m) 
Peso: 84.0 kg 

Médias na última temporada: 18.1 pontos, 4.1 rebotes, 4.0 assistências, 2.1 roubos de bola, 0.1 tocos, 2.4 erros de ataque, 46.8% de aproveitamento nos arremessos de quadra, 30.9% de conversão nos tiros de três pontos e 83.0% de acerto nos lances livres em 34.9 minutos de ação por partida 

Pontos fortes 

– Dotson é um dos prospectos mais rápidos em drafts recentes, capaz de “criar” ritmo iniciando o ataque em velocidade e destruindo as defesas adversárias executando em transição; 

– Trata-se de um infiltrador de elite em nível universitário: utiliza sua velocidade em combinação com ótimo controle de bola, controle de corpo e trabalho de pés para quebrar defesas em meia-quadra; 

– Excelente finalizador em torno da cesta, o prospecto não foge do jogo físico e sabe aproveitar-se do fato de ser ambidestro. Cobrou quase seis lances livres por partida na última temporada; 

– É um passador em franco desenvolvimento nos últimos anos, que já distribui razoáveis 1.6 assistências por desperdício de bola e mostra considerável potencial em ações de drive and kicks

– Seu índice de 83% de aproveitamento nos lances livres é um sinal muito otimista sobre a possível capacidade como arremessador. Foi um melhor chutador de longa distância na temporada de freshman (36%); 

– Para sua altura, Dotson é um reboteiro bastante sólido: possui velocidade para ocupar espaços, força física e oferece o “bônus” de ser capaz de puxar contra-ataques, colocar pressão nas marcações imediatamente; 

– Defensor individual extremamente motivado, legítimo “carrapato” que tira oponentes da zona de conforto e está acostumado a marcar diferentes ballhandlers desde a saída de bola; 

– Tem instintos apurados na antecipação e em quebra de passes, fazendo bom uso de sua rapidez e espírito agressivo. Sua média de 2.1 roubos de bola, nesse sentido, é um indicativo bem realista; 

– É fácil projetar o jovem em uma função de armador que sai do banco de reservas para mudar o ritmo de partidas. O espaçamento de quadra e velocidade do jogo da NBA, na verdade, devem favorecer seu jogo; 

– Ele foi o líder do melhor time do basquete universitário na última temporada, atuando com bastante personalidade e assumindo a responsabilidade nos momentos mais importantes de jogos. 

Pontos fracos 

– Dotson tem recursos físicos pouco impressionantes para um combo guard profissional. Seus 1.88m de altura com 1.91m de envergadura estariam abaixo da média mesmo para um armador de ofício; 

– Costuma jogar em uma única velocidade: rápido. É comum que perca o controle das ações em alguns momentos, acelere o jogo em demasia e provoque erros de ataque desnecessários;  

– Embora tenha evoluído no quesito, ele simplesmente não é um passador por natureza: suas ações são mais voltadas para a pontuação, pois os instintos de anotador são mais fortes do que como facilitador; 

 – Tem uma mecânica de arremesso pouco ortodoxa, o que não costuma ser bom sinal em termos de eficiência tanto em situações de catch and shoot, quanto criando suas próprias oportunidades; 

– Regrediu como arremessador de longa distância na última temporada, convertendo menos de 31% dos quatro chutes que tentava por partida. Equipes vão desafiá-lo a arremessar na NBA, sem dúvidas; 

– As noções de defesa coletiva de Dotson não parecem ser das mais apuradas: apesar de fazer jogadas impressionantes aqui e ali, em linhas gerais, ele carece de mais atenção e disciplina na marcação; 

– Com seu perfil físico-atlético, o prospecto não oferece muita versatilidade defensiva. Ele pode marcar exclusivamente armadores em uma NBA que cada vez mais recorre a trocas de marcação; 

– É difícil ignorar alguns fatos sobre Dotson, no fim das contas: ele é um sophomore velho (está caminhando para completar 21 anos) cujo jogo ofensivo depende demais de ter a bola nas mãos. 

Comparações: Eric Bledsoe (Bucks) menos atlético 

Projeção: entre 20ª e 45ª escolhas geral 

Confira alguns lances de Devon Dotson 

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.