“Qualquer coisa menor do que o título será um fracasso”, crava GM do Lakers

O Los Angeles Lakers, evidentemente, está muito otimista com as perspectivas competitivas para a próxima temporada. Liderado por Anthony Davis e LeBron James, além de altos investimentos na formação de um elenco de apoio, o time acredita estar preparado para voltar ao topo da NBA em 2020. E, internamente, ninguém esconde que o pensamento está, única e exclusivamente, em anéis.

“Nós estávamos incrivelmente empolgados com a chance de começar a temporada com dois dos cinco melhores jogadores da NBA no elenco, assim que iniciamos o planejamento para a agência livre. Agora, estamos olhando para o futuro com a ansiedade pelo que está por vir. Esse é o nosso foco e, para nós, qualquer coisa menor do que o título será um fracasso”, cravou o gerente-geral Rob Pelinka.

A montagem do novo elenco do Lakers, em torno de LeBron e Davis, foi baseada na renovação com vários atletas do elenco da última temporada e a chegada de novos reforços, como Danny Green, Jared Dudley e DeMarcus Cousins. Pelinka sabe que os astros da franquia aprovam as contratações porque não esconde que ambos estão diretamente envolvidos com as decisões de formação do plantel.

“Vemos a nossa relação com os astros do elenco como uma parceria. Sabemos que os dois estão animados com os jogadores que fomos buscar no mercado porque já temos ciência do que pensam das contratações antes de discutirmos contrato. Eles têm sido incrivelmente valiosos para mim nesse processo de montagem também”, reconheceu o executivo.