“Queria que Butler ainda estivesse no Sixers”, lamenta Embiid

O ala-armador Jimmy Butler chegou ao Philadelphia 76ers durante a última temporada e aumentou o status da equipe como uma das favoritas para conquistar a conferência Leste. No entanto, a equipe acabou eliminada pelo Toronto Raptors no jogo 7 da semifinal da conferência e o jogador, que era agente livre, optou por não permanecer, fechando um contrato com o Sixers apenas para ser negociado para o Miami Heat. E o episódio ainda não foi superado pelo pivô Joel Embiid, que lamentou a saída do companheiro.

“É uma grande perda, nós temos uma relação muito próxima, ainda conversamos bastante e ele será meu irmão para sempre”, opinou Embiid, em entrevista para a ESPN. “Queria que ele ainda estivesse na equipe, pois sinto que poderíamos manter essa parceria por muito tempo. Quando chegava no último quarto, todos sabiam que a bola estaria comigo ou com ele.”

Com a saída de Butler, Embiid reconheceu que precisará estar mais preparado para os momentos decisivos, além de contar com a ajuda de outros companheiros. “Eu sabia que podia contar com ele. Nessa temporada, as coisas serão diferentes, outros caras precisam aparecer e eu preciso fazer mais”, apontou.

Na negociação com o Heat, o Sixers recebeu o ala-armador Josh Richardson e se movimentou bastante em outros setores, fechando a permanência do ala-pivô Tobias Harris e assinando com o pivô Al Horford. 

Eduardo Ribeiro
Eduardo Ribeiro
Paulista, jornalista e membro do Jumper Brasil desde 2015