New Orleans Pelicans

A história do New Orleans Pelicans é uma das mais difíceis de entender da NBA. A equipe surgiu em 2002, quando o então Charlotte Hornets se mudou para New Orleans. No entanto, a franquia continuou utilizando o nome Hornets.

Em 2005, devido às destruições do furacão Katrina, o Hornets passou a atuar em Oklahoma, adotando o nome “New Orleans/Oklahoma City Hornets”. A mudança ocorreu por duas temporadas, quando a franquia finalmente voltou de vez para Louisiana.

A falta de grandes resultados e também de identificação com o estado fez com que Tom Benson, dono da franquia, optasse por uma mudança. Ele chegou a questionar o Utah Jazz sobre o retorno do nome para a franquia (o Utah Jazz começou em New Orleans e o estilo musical é tradicional na região), no entanto, a franquia de Salt Lake se negou por já utilizá-lo há mais de 30 anos.

Foi então que Benson decidiu pelo nome Pelicans, em homenagem ao pelicano-pardo, ave nativa da região de Louisiana. Assim como o nome, a franquia mudou também suas cores, adotando o azul, vermelho e o dourado, cores da bandeira do estado norte-americano.

Em sua breve história, o New Orleans Pelicans já contou com grandes nomes da NBA, casos de Chris Paul e Anthony Davis. O último, por sinal, forçou sua saída para a próxima temporada e acabou no Lakers. Para seu lugar, o Pelicans trouxe Brandon Ingram, Lonzo Ball, Josh Hart, além de Zion Williamson, primeira escolha do último Draft e maior nome do recrutamento desde Lebron James. Zion, por sinal, acredita que o jovem elenco pode disputar o título da NBA.

Antonio Carlos Jr
Antonio Carlos Jr
Jornalista apaixonado por esportes. Membro do Jumper há algum tempo e torcedor do Lakers, mas sem clubismo.