Ranking dos Novatos 2017-18

Ben Simmons ou Lonzo Ball? Essa era a pergunta antes do início da temporada. E ainda tinha Markelle Fultz. Os novatos desta temporada são realmente muito bons e promissores. Alguns, porém, parecem que estão na NBA já há alguns anos, como Jayson Tatum. Primeira escolha, Fultz não rendeu por conta de lesão e pouco jogou. Já Donovan Mitchell e Kyle Kuzma são as grandes surpresas. O fato é que, em 2017-18, temos uma disputa de verdade.

A cada 15 dias, o Jumper Brasil vai anunciar suas votações para os melhores calouros desta campanha.

Abaixo, as votações dos nossos analistas:

Gustavo Freitas

1. Ben Simmons, Philadelphia 76ers
2. Donovan Mitchell, Utah Jazz
3. Jayson Tatum, Boston Celtics
4. Kyle Kuzma, Los Angeles Lakers
5. Lonzo Ball, Los Angeles Lakers

Gustavo Lima

1. Ben Simmons, Philadelphia 76ers
2. Donovan Mitchell, Utah Jazz
3. Jayson Tatum, Boston Celtics
4. Kyle Kuzma, Los Angeles Lakers
5. Lauri Markkanen, Chicago Bulls

Michel Moral

1. Ben Simmons, Philadelphia 76ers
2. Donovan Mitchell, Utah Jazz
3. Jayson Tatum, Boston Celtics
4. Kyle Kuzma, Los Angeles Lakers
5. Lauri Markkanen, Chicago Bulls

Ricardo Stabolito

1. Donovan Mitchell, Utah Jazz
2. Ben Simmons, Philadelphia 76ers
3. Jayson Tatum, Boston Celtics
4. Kyle Kuzma, Los Angeles Lakers
5. OG Anunoby, Toronto Raptors

Ranking

1. Ben Simmons (Armador, ala, ala-pivô)

Jogos Min. Pts. Reb. Ass. R.B. Erros FG% 3pt.% FT%
36 27.9 16.9 8.5 7.4 1.9 4.0 50.5 0.0 55.4

Simmons impressionou logo de cara com sua visão de quadra e atleticismo no jovem Philadelphia 76ers. Ao lado de Joel Embiid, o australiano conduziu sua equipe aos oito primeiros lugares da conferência Leste, mas quando o pivô se machuca, o time cai de produção. Simmons não sabe arremessar de longa distância e virou alvo de adversários em alguns jogos na linha do lance livre.

Recorde de pontuação: 31, contra o Washington Wizards (29/11/2017)
Recorde de rebotes: 18, contra o Washington Wizards (29/11/2017)
Recorde de assistências: 15, contra o Los Angeles Lakers (07/12/2017)


2. Donovan Mitchell (Ala-armador)

Jogos Min. Pts. Reb. Ass. R.B. Erros FG% 3pt.% FT%
36 30.9 18.3 3.2 3.4 1.5 2.6 43.7 35.3 85.6

Uma das grandes surpresas é o ala-armador Donovan Mitchell, do Utah Jazz. O atleta, 13ª escolha no último recrutamento, ganhou espaço logo de cara com a contusão do veterano Joe Johnson. Mitchell ainda sabe armar. Na contusão de Ricky Rubio, foi o calouro quem assumiu a condução das jogadas. Ótimo arremessador, ele é a principal arma ofensiva do Jazz e é o cestinha entre os novatos.

Recorde de pontuação: 41, contra o New Orleans Pelicans (01/12/2017)
Recorde de rebotes: 7, duas vezes
Recorde de assistências: 9, contra o Boston Celtics (15/12/2017)


3. Jayson Tatum (Ala, ala-pivô)

Jogos Min. Pts. Reb. Ass. R.B. Erros FG% 3pt.% FT%
41 31.1 14.1 5.5 1.4 0.9 1.3 50.5 46.8 82.6

O Boston Celtics surpreendeu quando optou por trocar a primeira escolha com o Philadelphia 76ers. A diretoria sabia o que queria. Jayson Tatum é muito bom dos dois lados da quadra, tem um excelente arremesso de longa distância e, mais do que isso, parece ser um veterano. Sob pressão, consegue produzir. Em um elenco tão forte, Tatum não precisa fazer números para ser considerado um dos cinco melhores novatos.

Recorde de pontuação: 22, contra o New York Knicks (24/10/2017)
Recorde de rebotes: 11, contra o San Antonio Spurs (30/10/2017)
Recorde de assistências: 5, contra o Chicago Bulls (23/12/2017)


4- Kyle Kuzma (Ala-pivô)

Jogos Min. Pts. Reb. Ass. R.B. Erros FG% 3pt.% FT%
36 31.9 17.5 6.4 1.7 0.4 1.9 47.2 39.6 74.1

Olha a grande surpresa do draft aí. Quando todo mundo esperava por Lonzo Ball, Kyle Kuzma pintou muito bem nas Ligas de Verão. Vigésima sétima escolha, Kuzma é o cestinha do Los Angeles Lakers, mesmo sendo titular em apenas 20 das 36 partidas disputadas. Não é um bom defensor, entretanto.

Recorde de pontuação: 38, contra o Houston Rockets (20/12/2017)
Recorde de rebotes: 14 (duas vezes)
Recorde de assistências: 4 (duas vezes)


5. Lauri Markkaken (Ala-pivô)

Jogos Min. Pts. Reb. Ass. R.B. Erros FG% 3pt.% FT%
35 29.7 14.9 7.6 1.3 0.5 1.3 41.8 34.2 82.9

Mesmo com uma concorrência grande na posição (Bobby Portis e Nikola Mirotic), Lauri Markkanen é um jogador que consegue produzir em tempo limitado. Sabe arremessar, como qualquer outro ala-pivô moderno. Como o Chicago Bulls, até que se prove o contrário (ou que Mirotic não atrapalhe os planos), não vai a lugar algum, o finlandês tem tudo para brigar pelas primeiras posições.

Recorde de pontuação: 32, contra o Indiana Pacers (29/12/2017)
Recorde de rebotes: 14, contra o L.A. Lakers (21/11/2017)
Recorde de assistências: 4 (três vezes)

Completando o Top 10 dos novatos (em ordem alfabética)

OG Anunoby (Toronto Raptors)
Lonzo Ball (Los Angeles Lakers)
Jordan Bell (Golden State Warriors)
Dennis Smith Jr. (Dallas Mavericks)

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.
  • Doug

    Concordo com o resultado e o meu voto seria o mesmo do Michel.

  • Rubem Figueira.

    Stambomito ta bebendo muita cola cola.

    • Chimbinha

      Com halls

  • Doug

    É como disse outrora…são todos jovens promissores e de teto alto…qto ao primeiro lugar, Mitchel vem surpreendendo a cada jogo…Simmons estagnou naquilo q já apresentou, o q tb não é pouco…a diferença, é que Mitchell entrou suave, sem muita pressao, em um time de jogadores experientes, sendo escolha nao tao alta, em um esquema tatico certinho, time carente de um FP e estilo de jogo consolidado, liderado por um grande técnico e q havia perdido o seu gde jogador…já Simmons lidou com uma lesão precoce, a hype de primeira escolha, todo o processo do Philla, um time de jovens, um pivô q era uma incógnita fisicamente e uma franquia q ultimamente (Não historicamente) flertava com uma cultura perdedora…acho q foi bem mais difícil p ele e o impacto dele em quadra, pra mim, é maior…é um hibridaço e muito versatil…por ora, ele é mais valioso p o Philla do q Mitchell p Jazz…mas, precisa evoluir mais rápido (aprender a arremessar p ontem, principalmente)…

    • Gustavo – DefendTheLand

      “um pivô q era uma incógnita fisicamente” ainda é.
      De resto eu concordo, Mitchell ta surpreendendo mas a importância que o Simmons tem na campanha do Sixers é maior, alem de ser um jogador que pontua e distribui o jogo.

    • Gustavo Dias

      Simmons estagnou mesmo, mas no últimos dois jogos jogou muito bem. Meteu 21 pontos contra o Suns e 26 pontos contra o Spurs. Tudo bem que um era o Suns e o outro o Spurs todo desfalcado, mas voltou a jogar bem comprada com 1-2 semanas atrás.

      • Doug

        Pois é…o “estagnar” dele é em um nível bem alto…essa pontuacao nao é surpresa…a questão é lapidar e desenvolver habilidades, como arremesso e diminuicao de TOs…normal, vindo de um rookie, mas é q ele nao é um rookie qualquer…ele pode ir bem além disso…espero q com o tempo, realmente, isso ocorra, já q é td muito recente…

        • Gustavo Dias

          Acho que ele precisa desenvolver o seu jogo, mas temos que ter em vista que é o seu 1°ano jogando. Vai evoluir muito.
          De qualquer forma, o seu jogo está manjado. Como ele não arremessa de jeito nenhum do perímetro, a marcação está sabendo o que fazer, ao contrário, do seu início no Sixers. Precisa evoluir nos lances livres também.

    • Guilherme Petros

      Mas Jazz achou a galera: Rubio encaixou inesperadamente muito bem logo de cara, descobriram Mitchell e JJ pode voltar a ser banco numa boa qndo tiver bem (de onde ele ainda colabora muito – e um clutch é um clutch né), tem a volta do Gobert. Só tem que ver se o Favors mantém o nível jogando junto com o Rudy, eu não boto fé.

      • Doug

        Eles já tinham um time experiente, esquema, filosofia, técnico e etc, Guilherme…as mudanças foram poucas e a mais impactante não foi reposta…talvez Mitchell a supra futuramente…ainda é cedo…

        • Guilherme Petros

          Isso, melhor colocado. As reposições encaixaram muito bem de cara (e eles perderam o FP). Sim, ainda é cedo, mas essa galera ainda vai jogar junto. A base, aparentemente, ta aí.

  • Marcos Oliveira

    Kuzma>>>>> all

    • Renato

      Kuzma não defende nem sua sombra. De fato e um baita scorer e tem raça, mas não entra nessa conversa dos 3 primeiros. Aliás vejo nessa ordem Simmons, Mitchell e Tatum

  • Guilherme Petros

    Curioso que a classe é realmente muito boa e surpreendente em muitos níveis, mas não tem muita discussão em relação aos 3 primeiros postos serem de Simmons, Mitchell e Tatum.

    • Gustavo – DefendTheLand

      Pra mim, um cara que poderia estar figurando entre o top 3 é o Fultz, mas tava lesionado, vamos ver como ele volta dps dessa lesão dele.

  • felipe fernando Oliveira

    Daqui para o fim da temporada, prestem atenção em Terrence Ferguson. Real Roy.

  • João Simplicio

    Meu voto é no Mitchell, mesmo achando que o Simmons tá um pouco à frente! Pois o Mitchell é um Rookie de fato! Acontece q o Simmons esteve no elenco do Sixers na temporada passada, mesmo sem jogar! Essa convivencia na liga por uma temporada torna a disputa injusta, ao meu ver! A bagagem q o Simmons adquiriu desequilibra a disputa e o favorece!

    • pedrokadf

      Discordo, não consigo ver injustiça alguma, sua convivência não muda em nada, ele não jogou…
      Pode colocar por exemplo Bennett com 5 anos de convivência sem jogar se ele será o melhor roy
      Simmons é bom, e seria bom de qq forma jogando ano passado ou apenas nessa temporada… compor o elenco não torna a disputa injusta ao meu ver…

      • #0

        Mas você não acha que ganhou uma vantagem ao treinar 6 meses com os profissionais? Ele seria minha escolha hoje, mas acho que esse tempo o ajudou

        • Chimbinha

          Acho que não tem nada a ver

          • Rogério Rodrigues

            Tem muito a ver amigo.

          • KleineBosch

            Mas treinar no basquete sempre significa MUITO. Jordan só foi aquilo pela sua obsessão nos treinos para ser o melhor. Treinar por um ano com os pros tem tudo a ver! Um jogador mediano pode mesmo virar um all-star só treinando.

          • Chimbinha

            Respeito. Mas ainda acho que ninguém sai de Zé ruela a Jordan só porque treinou um ano com os pro

          • Como o Julius Randle, perdeu seu ano de rookie por lesão e a convivência não o fez melhor, quando estreou esse um ano de convivência na NBA não fez diferença.

          • #0

            Claro que não, bro. Mas acho que se vc treinar com os profissionais Durante 6 meses, vai levar uma pequena vantagem para quem veio direto do College. Não estou tirando os méritos do Simmons. Moleque é monstro e, mesmo sem esse “treino”, estaria brigando pelo ROY

        • pedrokadf

          Sinceramente, não… é como eu falei, o talento vem de berço, acho q não mudaria nada esse curto período de tempo, se os outros dois concorrentes tivessem o mesmo período que simmons teve acho q pouco mudaria…

          • #0

            Sim, talento ele tem, e não estou tirando os méritos dele, pois acho que mesmo sem esses 6 meses de treino, acho que ele estaria disputando o ROY. Só acho que ñ estaria do jeito que ele começou. Bateria mais cabeça e tal. Mas Blza, abraço

          • pedrokadf

            Entendi amigo, conseguir entender Oq quis dizer rs…
            Abraço

    • Não é injusto, ele estava com o pé quebrado, ele não jogou. Mas concordo que o Mitchell é o novato do ano, porque além dos números ele realmente ganha jogos e chama a responsabilidade no final e isso o difere dos demais.

  • Cedi LeBrOSMAN

    Eu dou mt crédito ao Mitchell por ele estar de fato jogando como uma 1° escolha de Draft. Não apenas em questão de números mas, com personalidade de Franchise Player. É o Mitchell q chama a responsabilidade nos minutos finais dos jogos e demonstra ter a liderança da equipe. Enquanto o Simmons geralmente não mantêm tanto o ritmo nos finais de partidas ou pq tem o Embiid para fazer este papel, ou por limitação do arremesso.
    É algo meio subjetivo, mas é o meu tie-breaker entre os dois pq, ambos merecem o prêmio.

  • Don

    Não é por ser do Boston, mas Tatum no TOP 3.. Fala sério né?

    pra mim é :
    1. Donovan Mitchell, Utah Jazz
    2. Ben Simmons, Philadelphia 76ers
    3. Kyle Kuzma, Los Angeles Lakers

    • Marcio

      Kuzma em 4° com os números que tem e com 1/3 a menos de jogos dos outros e lamentável!!!

      Mais em fim, vão dizer que eu sou clubista…. Tem cara que fala que o Tatum joga como se tivesse ha 5 anos de NBA… Os números dele se comparado com os outros top 5 são os piores. Pessoal viaja muito nas comparações…

      • Hugo Aureliano

        Kuzma joga em um time completamente desorganizado, a segunda pior campanha da liga. Fazer bons números é muito mais fácil do que entrar em um time contender ou aspirante a contender e ser relevante. Por isso ele caiu.

        • Muito mais fácil? Justamente por ser um time desorganizado não é fácil fazer bons números, não é como se o ataque fosse eficaz e criasse boas jogadas para ele, o que o faz enfrentar defesas mais intensas e não ser fácil pontuar. Diferente do Tatum em que as defesas se concentram no Irving o que dá maior liberdade para ele quando tem a posse. Kuzma faz 4.5 arremessos a mais que o Tatum, a diferença está nas bolas de 3, ele converte mais bolas de 3 o que impacta em sua pontuação. Por outro lado Tatum se destaca mais na defesa, o que era uma duvida quando ele estava no college. Ambos tem seus méritos, e os prós e contras de jogar em um contender e em uma equipe que não briga por nada.

          • Hugo Aureliano

            MCW fez temporada de rookie de 17ppg, 6reb, 6ass. Era um time desorganizado e ele podia chutar quantas bolas quisesse. Mesmo caso do Kuzma.

          • Chutar quantas bolas quiser e converter arremessos são coisas diferentes. Por que o Russell não teve o mesmo impacto que o Kuzma se jogou nas mesmas condições? Seguindo a sua lógica ele deveria, pois podia chutar o quanto quisesse.

            D’angelo Russell e Brandon Ingram, também tiveram essa liberdade, mas ter que criar o próprio arremesso em um ataque desorganizado, e por isso receber mais atenção da defesa adversária, não é simples e fácil como você sugere. Ambos ambientes tem prós e contras que irão beneficiar e prejudicar os números de alguma forma.

          • RodrigoBrBa

            perfeito nicolas, as pessoas que não acompanham de perto (assistir vários jogos) não percebem, mas não existe 1 jogada de ataque “trabalhada” pro kuzma. é tudo bagunçado, um verdadeiro deus me acuda e quem não consegue criar pra si mesmo acaba sobrando (brandon ingram na 1° temporada)

      • André Passamani

        Olha o time do Tatum e do Kuzma. Tatum não precisa ser o scorer do time , sem contar que o mlk tem apenas 19 anos.

        • Marcelo Desoxi

          Idade não entra na avaliação

          • KleineBosch

            Tatum ainda mostra estar melhor q Kuzma, Jason está numa equipe contender e ele nem é 3ª opção pra pontuar na equipe, ele tem pouco espaço lá, já Kuzma está no Lakers que está um último na conferência e ele tem mais espaço.

          • André Passamani

            Eu acho que pesa sim. Assim como pesa o fato do Simmons ter ficado 1 ano treinando pra entrar na NBA, por isso ele entrou voando, o que não tira o mérito dele de forma alguma. Mas o Tatum tá na frente do Kuzma justamente pq o Kuzma pode chutar a vontade em LA, diferente do Tatum que é o calouro que menos chuta desse top.

          • Marcelo Desoxi

            Essa não é a questão.

            A questão é que o Tatum ser mais novo não altera a avaliação da liga.

          • André Passamani

            Mas isso é óbvio, só to entrando mais a fundo nessa comparação de números.

          • KleineBosch

            Como assim não é a questão? a questão é se Tatum está melhor que Kuzma, e mesmo se idade vale ou não, Tatum continua sendo melhor.

          • Marcelo Desoxi

            Ele citou a idade como se ela fosse um fator para um merecer estar acima do outro na corrida do ROY.

            A opinião que Tatum é melhor é sua chefe, no meu time joga o Kuzma

          • KleineBosch

            Tatum é minha chefe? Me explica isso aí

        • Gustavo – DefendTheLand

          Idade é desconsiderada (msm achando que o Simmons aprendeu muito nesse ano parado), concordo que o Kuzma tenha mais espaço pra fazer suas stats crescerem, mas o Tatum tbm se da bem por jogar em um time organizado com um Kyrie do lado, pq ele recebe muitas bolas livres, ja que o time movimenta a bola muito bem e a marcação se preocupa mais com outros jogadores, o que acaba elevando o FG% dele tbm, e ele n precisa jogar sob tanto pressão de pontuar no time.

          • Pedro Santos

            O time é mais organizado, obvio! mas isso gera uma perda de números pra ele. Primeiro, dos caloros citados, é o que tem maior responsabilidade defensiva no time, e isso, além de desgastar e diminuir os números, não é lembrado por maior parte. Segundo, ele arremessa menos bolas que jogadores veteranos, exatamente por estar em um time arrumado. Se não fosse o Boston, dificilmente o Tatum arremessaria menos bolas que Smart e Rozier, que tem um aproveitamento muuuuito menor que o dele. A organização do time não faz o Tatum se destacar, pelo contrário, diminui o impacto dele, assim como de qualquer outro jogador do time. Quando o coletivo é mais forte, o individual é atenuado.

          • Gustavo – DefendTheLand

            Eu n disse que esse sistema do Boston faz o Tatum se destacar, disse apenas que existem prós e contras, de se jogar em um boston da vida. Esse sistema é sim prejudicial as stats individuais, mas tbm acaba elevando seu aproveitamento que é incrível até aqui e tbm faz ele jogar sem uma pressão sufocante por ja estar em uma equipe com um cara consolidado na liga. Muito diferente do Lakers por exemplo, onde os calouros e segundanistas tem que lidar com esse fardo.

          • Pedro Santos

            Como diminui a pressão? Diferente do lakers, o Celtics tem cobranças pelas vitórias! se o lakers perder tem muito culpado antes de se chegar nos meninos!!! A pressão pela vitória em Boston é muito maior, fazendo por exemplo, o Tatum ter que dedicar muito na defesa! Jogar com jogadores experientes ajuda sim, mas não é o que faz o Tatum se destacar. Brown por exemplo, teve uma primeira temporada com muito menos impacto. Claro que são jogadores diferentes, mas mostra o quão o Tatum é diferente.

          • Gustavo – DefendTheLand

            “se o lakers perder tem muito culpado antes de se chegar nos meninos” Quem o Lopez?
            Claro que se espera que o Celtics vença mais jogos, mas o que vc n entende é que em boston existe um Kyrie, um Horford que tem a função de carregar esse peso, se o time estiver indo mal pode ter certeza que o Tatum vai ser o ultimo a ser criticado, primeiro a critica vai passar por esses caras ai, até o Smart tem mais peso nas costas.
            No Lakers as expectativas de sucesso é colocada todo nos garotos que se desenvolvem com uma pressão muito maior.
            Bom que vc citou o Brown, que tbm teve pouca pressão ano passado e pode desenvolver seu jogo aos poucos, agr olha pro Ingram que é o exemplo oposto e veja a pressão q era e é colocado nele.

          • Pedro Santos

            A pressão no lakers é mais na bagunça da franquia que dos jogadores… Os caras só fazem bobagem. Quanto a uma ancora pros mais novos, concordo, o Celtics tem mais jogadores pra servir de escudo para os meninos. Mas a pressão de vencer, atinge o time todo, de uma forma que não atinge os jogadores do lakers, até pq se o lakers não ganhar, não vai acontecer nada de mais! A pressão que existe lá é muito mais por hype que pelo time perder! O próprio Ingram é um puta exemplo de hype, e Russel antes dele tbm!

          • Gustavo – DefendTheLand

            Discordo cara, o Ingram era um tremendo prospecto o que acontece é que um jogador jovem, chegar em uma franquia como o Larkers, as pessoas querem resultados imediatos, o que atrapalha o desenvolvimento natural do jogador, o Brown por exemplo evoluiu muito da ultima temporada, pq teve espaço e tempo pra fazer isso assim como o Tatum ta tendo.
            “a pressão de vencer, atinge o time todo” concordo com vc, mas 90% dessa pressão ta com os veteranos do time, Tatum pode jogar muito mais confortável e com confiança de que se ele falhar n vai ser criticado e chamado de Bust dps de um jogo, pq a torcida tem um outro cara (all-star) pra culpar.

          • Pedro Santos

            Exatamente!!! esse é o ponto! Não existe essa pressão de bust no Kuzma! No Lonzo e no Ingram são imensas! isso tira a pressão do Kuzma. A expectativa que criaram no Russel, depois no Ingram e no Lonzo é extremamente prejudicial. Isso é indiscutível. O que estou discutindo é a pressão que existe no Kuzma não é essa! até pq ngm criou expectativa de q ele fosse roy! Já no Tatum existe uma pressão que ele cumpra com o papel dele, para que o time ganhe jogos! E ele está lidando muito bem com isso. Por exemplo, contra Houston, ele foi o melhor jogador do time!

          • Se o Celtics perder 8 jogos seguidos vão cobrar o Irving, Horford e o Brad Stevens, Tatum, Brown e derivados serão os últimos da fila e olhe lá. No Lakers se a equipe perde 8 seguidas começam a questionar a qualidade dos garotos, se eles podem mesmo vingar na NBA, se não é melhor trocá-los etc… etc… um rookie no Celtics não passa por isso, porque tem veteranos que assumem a responsabilidade. Todos os rookies dos Lakers nos últimos anos passaram por isso, Randle, Russell, Ingram e até mesmo o Ball. Cada atleta tem seus méritos, mas as condições ambientais irão influenciar sua performance sim, e a pressão sobre os rookies do Celtics é menor.

          • Pedro Santos

            O lakers perdeu uma caralhada seguida, e estamos aqui descutindo se o Kuzma é mais impactante que o Tatum… Todos os calouros que vc citou eram escolhas de loteria, e que foi criado uma expectativa gigante em cima deles.

          • Porque o Kuzma consegue produzir algo em meio ao caos que é o LAL. E quando esses calouros que eu citei não corresponderam de imediato (muito por conta da desorganização dos Lakers) começou a ser questionado a qualidade deles, e até mesmo falar em trocas.

          • Exatamente, tem prós e contras tanto em jogar em um time desorganizado com mais posse do que em um time bem organizado tendo menos espaço. Por isso não acho esse um critério bom para avaliar os rookies, considero como o rookie se adapta e produz nas condições em que ele está, como atende a demanda da franquia.

          • Gustavo – DefendTheLand

            Concordo.

      • Kuzma tem bons números mas com uma quantidade grande de posse de bola e em um time desorganizado; além disso, é uma água na defesa.

        • Vitor Martins

          Não que eu ache o Kuzma melhor (não acho mesmo!), mas a lógica inversa pode ser aplicada tbm. Num time com mais estrelas sobra mais espaço pra arremessos melhores e menos contestados do Tatum. Enfim, é uma discussão mais complexa do que “Kuzma arremessa mais num time pior”.

          • Não discuto isso, está correto, me refiro a estatística de posse de bola.

  • Marcelo Desoxi

    Concordo com os nomes do Stabomito, só faria uma troca entre Tatum e Kuzma. Pra mim é :
    1 – “Spider” Mitchell
    2 – “The Wizard of Oz” Simmons
    3 – Kyle Kuzma
    4- Jayson “J” Tatum
    5- Ogugua “OG” Anunoby

    Sendo o Mitchell, pra mim, o único que é capaz de concretizar suas atuações em vitórias.

    • Eric Almeida

      Concordo em 90%, colocaria o Finlandês dos Bulls no lugar do Anunoby. No que se refere aos quatro primeiros, estou de pleno acordo. Simmons é muito, mas muito bom, contudo o cara não tem arremesso vey, torna-se mais fácil marcá-lo do que COMPARANDO com o garoto Mitchell, por isso Mitchell para ROY. hehe.

      • Marcelo Desoxi

        De todos os calouros que vem se destacando, quem tem o menor volume de jogo é o Anunoby. Markk por outro lado tem muito volume no Bulls,ele já provou ser muito bom, mas a eficiência ofensiva dele não é tão legal.
        OG tá chutando 47%FG e 40%3FG , isso que o Raptors precisa. Toronto não precisa que ele faça 20 pts por jogo, apenas que ele seja eficiente e não comprometa o ataque.
        E o adicional dele, o cara marca 4 fuckings posições, pra mim já é o melhor defensor do time, e provavelmente nos playoffs vai marcar o FP do adversário.

  • Eu esperava mais do DSJ. Tem bastante tempo de jogo, mas não “explodiu” ainda. Sempre faz partidas entre medianas e boas, mas nunca se destacando de fato. Eu achava que ele teria uma participação maior a essa altura.

    • Marcelo Desoxi

      De’Aron Fox é outro

      • André Passamani

        Josh Jackson também, esperava mais dele.

        • KleineBosch

          sim, JJ está abaixo do esperado

      • É verdade, esse é uma decepção pra muitos, mas eu particularmente não esperava muito dele. Armador sem físico nessa liga não tem nenhuma chance de impactar.

        • Marcelo Desoxi

          Já eu acho que ele ainda vai ser muito bom.
          Pode não ser fisicamente o melhor, mas é muito atlético. Já mostrou alguns flashes ótimo, último jogo por exemplo, permitiu o Kemba apenas 10 pontos.

    • Mas no geral é um bom ano de rookie para ele, 13-4-4 são números bem decentes, e ele deve estar no segundo time dos rookies.

    • Beto #MFFL

      Subiu de produção nos últimos jogos fez até TD esses dias. Tá começando a se adaptar ao sistema de jogo do Carlisle.

    • Vinícius Maia

      Também esperava mais, mas é como eu já disse aqui no Jumper algumas vezes: tem calouros que “explodem” logo em seus primeiros anos, outros levam algum tempo para mostrarem tudo o que são capazes. Um grande exemplo é Anthony Davis. Me lembro que em seu ano de calouro, muitos diziam que ele era um bust, ainda mais que Damian Lillard, sendo da mesma classe, jogou como gente grande já em seu primeiro ano. Porém o Monocelha, em seu segundo ano, já era comentado nas conversas sobre o melhor ala-pivô da liga.

  • Rogério Rodrigues

    Galera falando que Tatum deveria estar em quarto, Kuzma e Simmons tem 21 anos e ele 19.
    Imagina o que ele estará jogando daqui dois anos…

    • Gustavo – DefendTheLand

      Sim cara, mas o rank é da temporada atual, n que eu concorde que ele deveria estar em 4°, mas o que vc disse n tem nada haver.

      • Rogério Rodrigues

        Mas em quarto ele não deve estar nunca, atrás do Kuzma? Chuta 4 bolas a mais, jogando no pior do oeste, não defende nada.
        Não to falando pra ele ser ROY mas em terceiro é coerente sim, no minimo isso

        • Alex Vilela #PG MVP#

          O que é mais fácil chutar pouco, mas chutes menos contestados, ou chutar muito sob pressão?

          • Vitor Martins

            Pois é, isso é uma questão bem complicada. Tatum tem companheiros melhores que puxam a atenção da defesa. Ele com ctz é especial, mas jogar sob pressão como Donavan e o Kuzma deveria ser mais apreciado do que a porcentagem fria do Tatum, ao meu ver.

  • Pedro Santos

    Ontem na transmissão do jogo o Bulga falou algo que eu concordo. Simmons e Tatum são os mais completos. Simmons tem dificuldade no arremesso e uma defesa não mto confiável, mas tem uma visão de jogo incrível, além de ser bom reboteiro e infiltrar bem. Tatum tem um arsenal ofensivo mto grande, tem uma boa visão de jogo e o mais incrível é que defende muito bem, desses citados é o melhor defensor. Mitchel é um scorer fantástico, mas acho que ele está atrás do Simmons mesmo. Quanto ao Kuzma, desculpem os torcedores do lakers, mas 4 posição está ótimo pra ele! O rapaz não defende nem ponto de vista! é um bom scorer, mas menos eficiente que os que estão acima dele nesse rank. Acho que ficou bem feita a lista!!!

    • Doug

      Pois é…tb considero o Tatum muito bom e bem completo, mais do que o Kuzma…é outro que pegou um time consolidado técnica e filosoficamente, com o segundo melhor técnico da liga em atividade…a questão é que o papel dele é menor nos Celtas do que o que exerce Simmons nos Sixers e Mitchel no Jazz…isso que pega, ainda que ele tenha o exercido de maneira mais competente possível…em relação ao Kuzma é isso que vc falou, o cara é mesmo unidimensional…por isso, acho que o que fazem Mitchel e Simmons, está um degrau acima do restante da trupe…todos com muito talento, mas…

    • Hugo Aureliano

      Única ressalva é que Simmons é um bom defensor, o terceiro melhor do Sixers, atrás de Embiid e Covington. Sem ele a defesa, também, perde muito, até pelo fato dele marcar da 1 até a 4. O que falta para o jogo dele ser completo, assim como falttou durante um tempo para o Giannis, é ele conectar o seu mid range, adicionar o perímetro em seus arremessos.

  • DNT

    Ben Simmons está a frente do Mitchell por pouco, vai ser uma briga bem bacana entre os dois até o final da temporada. Quanto a quem está melhor entre Kuzma e Tatum, eu ficaria com empate.

  • Doug

    0% de 3 pts para o Simmons…kkkk…tem que aprender a arremessar para mudar isso logo, que nem o Putão…

  • felipe fernando Oliveira

    Terrence Ferguson The Real Roy

  • Vinícius Maia

    Que classe especial. Acho que essa classe pode superar a de 2003 (LeBron, Wade, Bosh e Melo) na quantidade de talentos que vão se sobressair na liga.

    Se bem que a classe do Irving também acabou sendo especial, mesmo não tendo sido uma classe tão falada na época. Se eu não me engano, da mesma classe saiu Irving, klay Thompson, kahwi Leonard, Isaiah Thomas, draymond Green e acho que teve mais gente boa que eu não estou lembrando.

    Veja que eu estou comparando a quantidade de grandes talentos em cada classe. Não quero lebronzete respondendo dizendo que eu falei que os jogadores dessa classe serão melhores que a de 2004.

    • Leo Sousa

      Perfeito ! Vejo pelo menos 4 all stars nessa classe( em um futuro próximo)

    • Rildo do basquete.

      Na de 2011Teve tbm o Tristan Thompson, Tobias Harris, kemba Walker, os irmaos Morris, nikola vucevic, íman shumpert, Kanter, Reggie Jackson e Cory Joseph. Foi realmente uma classe especial.

  • Elvis Monteiro

    Galera do site que me desculpem até porque todos entendem bastante do assunto mas, sério que o lonzo ball chega a entrar na lista de top five de um de vocês?! Longe de dizer que ele é ruim mas pra mim tá longe da competição por novato do ano. E Jordan Bell foi citado também. Eta porra rs

    • Gustavo Freitas

      Então, mas o Lonzo Ball tem números similares (veja bem: similares) aos de Jason Kidd em seu ano de estreia. O que aconteceu? Kidd foi co-ROY. Antes de qualquer coisa, torço para o Celtics e não tenho o menor problema em citar jogador de qualquer equipe. Mas sim, eu gosto do Lonzo. Ele tem um potencial gigantesco. É um PG que pensa, que cria. Isso não se vê tanto assim. Ainda está progredindo na defesa.

      Sobre o Jordan Bell, quem colocou ele nessa lista fui eu. Cara, veja seus números por 36 minutos. São muito bons. Nem tudo é só pontuar. Aliás, bem longe disso. Bell é bom jogador, mas não tem tempo de quadra/espaço porque o Warriors é muito forte e não precisa tanto dele nesse exato momento. Mas eu não o tiraria da lista.

      Fox decepciona. Tomara que depois da lesão ele realmente melhore. Dennis Smith, idem.

      • Blake “Glass” Griffin

        É o mesmo da postagem que o Lakers passaria o Clippers em 3 anos… Sei não, hein? Tá parecendo que alguém torce pro Lakers escondido

        • Felipe Rodrigues

          Vixi man me desculpa, mas do jeito q o Clippers não ganha sem o Blake “Glass” Griffin, é bem capaz dos Lakers passarem em 3 anos mesmo.

          • Blake “Glass” Griffin

            Fazer o que, mesmo sem o Griffin, Beverley, Gallo e Teodósic nosso recorde estava melhor

        • Gustavo Freitas

          Uhm. Você é o mesmo que usa fake? Sei não. Tá parecendo que alguém publica escondido.

          • Blake “Glass” Griffin

            Não sabia que para criar perfil no site tinha que ser com foto e nome real.. Me desculpa, vou tentar avisar o restante do site, sei lá, uns 80% dos leitores

          • Gustavo Freitas

            Não precisa. Só não pode ser idiota.

          • Blake “Glass” Griffin

            Olha só, e não é que além de ter opiniões no mínimo dúvidas o senhor “co fundador” do Jumper também não sabe argumentar sem faltar com respeito?
            Que belo exemplo você está dando pra quem acompanha o site.. Imagina só, um “ADM” xingando um usuário normal rs

      • Felipe Rodrigues

        Sinceramente no q diz respeito ao Lonzo acho q é tudo culpa da boca grande do pai dele, se ninguém jamais tivesse ouvido falar de Lavar Ball, acho q a impressão dos fãs em relação ao Lonzo seria muito melhor.

        Eu particularmente no inico da temporada cheguei a pegar um certo “ranço” do rapaz apenas por ele ser filho desse falastrão.

        • Gustavo Freitas

          Eu tenho total birra do pai dele, saca? Mas o moleque tem talento. Eu curto muito armador que prefere organizar o jogo. Pra ter uma ideia, meus armadores preferidos na liga hoje são Wall, Rondo, Rubio, caras assim. É que eu sou velho e era muito fã de Stockton, Magic, Kidd, Nash, Mark Jackson, Rod Strickland, etc.

      • Gustavo Freitas

        Kidd no primeiro, Ball embaixo. Números similares até demais. Um foi ROY o outro não pode ficar entre os cinco primeiros?

        https://uploads.disquscdn.com/images/2df8f20bfedcfa75bf4e7f468c5a4bf5c2aaf38ee03d179c120673a1a0193118.jpg

  • Felipe Rodrigues

    Concordo com o TOP5 e ta faltando um pra completar o TOP10…

  • Tulio Machado

    Me desculpem os fãs do Kuzma, mas o Finlandês sanguinário do Bulls é o melhor PF da classe. Lauri ta jogando muito e tendo que dividir a bola com os outros jogadores do time, a longo prazo o potencial dele é enorme, pra mim é o 4 melhor na escolha de ROY. Agora o Fox, Jhonatan Isaac e o Smith Jr estão decepcionando, e por último queria falar que esperava muito do Malik Monk e Luke Kennard que são dois ótimos pontuadores e até agora nada…

  • Julio Zago

    Antes de qualquer coisa vou assumir estar sendo clubista, não é necessário me alertar que estou sendo parcial, mas também não acho que estou falando nenhum absurdo.
    Dito isto, vou apontar Tatum como ROY.
    Vou procurar justificar com base na impressão que tenho do jogo dele, primeiro ele possui um variado arsenal ofensivo (Simmons não arremessa), se é verdade que a pontuação dele não é tão alta quanto a de seus concorrentes, muito se deve ao estilo de jogo do Celtics. Do lado defensivo da quadra, Tatum também se mostra um marcador competente (acho que pode inclusive evoluir mais aqui), ou seja, em seu primeiro ano ele causa um bom impacto dos dois lados da quadra o que comprova ser um jogador com poucas lacunas (Kuzma não defende bem).
    Outro ponto, Tatum assumiu a titularidade de uma das melhores equipes da liga, se enquadrou no esquema e consegue produzir bem mesmo jogando sob pressão (Mitchell não joga em um time com grandes pretensões para esse ano), sem falar que ele possui apenas 19 anos e seus concorrentes 21, por esses motivos, Tatum ROY.

  • Filipi Oliveira

    Para mim o Ben Simons deve ser eleito o melhor novato do ano, seguido por Kuzman

  • nico

    justo era ter coROY nessa poha, mitchell ( EU VENHO AVISANDO SOBRE ELE A MUITO TEMPO AQUI) E BEN SIMMONS SÃO ESPETACULARES… se o ben simmons pegar arremesso pelo menos de curta distancia, vai ser imparável ( como LEBRON JAMES), Se pegar uma media de 30% em chute de 3 então…….mitchell e preparado pra ser all star ja ano que vem !!