Raptors vence líder Pacers e alcança quarto triunfo consecutivo; 76ers impõe oitava derrota seguida ao Nuggets

Indiana Pacers 82 X 95 Toronto Raptors

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=TGfNUaskSnM]

O Toronto Raptors conseguiu sua primeira série de quatro vitórias seguidas nesta temporada com um resultado expressivo. A equipe canadense abriu o ano recebendo o Indiana Pacers e impôs apenas a sexta derrota ao líder da conferência Leste. O triunfo marca a primeira vez em quase quatro anos que a franquia tem 50% de aproveitamento na campanha (15-15) depois de 30 partidas disputadas.

Os donos da casa não tiveram um bom início de jogo, mas assumiram a liderança na segunda metade do primeiro quarto e construíram pequena diferença que levaram até o fim do primeiro tempo. O time comandado por Frank Vogel só conseguiria reagir nos minutos derradeiros do segundo período, quando teve a ajuda do ala Danny Granger para voltar à ponta do marcador. No intervalo, o Pacers vencia por 44 a 40.

Os visitantes permaneceram na liderança até os quatro minutos finais do terceiro período. A partir deste momento, a defesa do Raptors trataria de assumir o comando do jogo e garantir mais um resultado positivo. Tudo começou com uma sequência de nove pontos sem resposta ainda no penúltimo quarto para assumir o comando do placar (66 a 63).

No último período, os canadenses cederam apenas 19 pontos e contaram com a boa atuação do ala-armador DeMar DeRozan para aumentar a dianteira e sacramentar o importante triunfo.

Destaques

Indiana

Roy Hibbert: 16 pontos
Paul George: 12 pontos, oito rebotes e seis erros de ataque
Danny Granger: 11 pontos

Toronto

DeMar DeRozan: 26 pontos e nove rebotes
Terrence Ross: 18 pontos
Kyle Lowry: 13 pontos e 14 rebotes
Jonas Valanciunas: 13 pontos e nove rebotes

 

Dallas Mavericks 87 X 78 Washington Wizards

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=wTmPQ37h71Q]

– Nenhuma das equipes abriu vantagem de dígitos duplos durante a partida.

– O Wizards anotou 11 dos primeiros 14 pontos do jogo, mas logo perdeu o controle do placar para só recuperá-lo pouco antes do intervalo.

– A vitória dos visitantes acabou se construindo nos cinco minutos finais de confronto, quando o time anotou 17 pontos e permitiu apenas quatro ao oponente. Monta Ellis converteu seis lances livres nos 20 segundos derradeiros para sacramentar o resultado.

– O brasileiro Nenê não teve boa atuação e foi eliminado por faltas após só 24 minutos de ação. Em compensação, o ala-pivô Trevor Booker ajudou o Wizards com a maior marca de rebotes de sua carreira (19).

– Com 19 vitórias em 32 jogos, o Mavs tem folga considerável na oitava posição da conferência Oeste.

Destaques

Dallas

Monta Ellis: 23 pontos e cinco rebotes
Vince Carter: 13 pontos
José Calderón: 11 pontos e seis rebotes
Brandan Wright: dez pontos em 18 minutos

Washington

John Wall: 22 pontos, sete rebotes, cinco assistências e sete erros de ataque
Marcin Gortat: 12 pontos e cinco rebotes
Trevor Booker: dez pontos e 19 rebotes
Bradley Beal: dez pontos e três roubos de bola

 

New Orleans Pelicans 112 X 124 Minnesota Timberwolves

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=gMyZoTaskrU]

– O Timberwolves marcou mínimo de 27 pontos em todos os quartos do confronto.

– Os visitantes até mantiveram-se próximos no marcador durante boa parte do primeiro tempo, mas uma série de pontos dos locais antes do intervalo elevou a diferença para dígitos duplos. A partir de então, o Pelicans nunca conseguiria derrubar a desvantagem para menos de dez.

– Os reservas do Twolves anotaram 42 pontos na partida. No jogo anterior, contra o Dallas Mavericks, o banco havia somado apenas cinco.

– O Pelicans acertou 51.7% de seus arremessos de quadra, mas permitiu quase 56% de aproveitamento ao adversário e tomou 28 pontos na linha dos lances livres.

– Com 16 vitórias em 32 partidas, o Timberwolves ocupa a nona posição do Oeste e é o principal perseguidor do Mavericks pela oitava posição da conferência.

Destaques

New Orleans

Ryan Anderson: 25 pontos e cinco rebotes
Jrue Holiday: 19 pontos e cinco assistências
Tyreke Evans: 16 pontos e sete rebotes
Anthony Davis: 13 pontos, seis rebotes e quatro tocos
Eric Gordon: 12 pontos e cinco rebotes

Minnesota

Nikola Pekovic: 22 pontos e sete rebotes
Kevin Love: 21 pontos e seis rebotes
Kevin Martin: 20 pontos
J.J. Barea: 17 pontos e cinco assistências
Ricky Rubio: 14 pontos, oito rebotes e nove assistências
Alexey Shved: dez pontos em 16 minutos

 

Philadelphia 76ers 114 X 102 Denver Nuggets

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=S-KEBJVCaRE]

– Esta foi a oitava derrota consecutiva do Nuggets. O time do Colorado, que estava na zona de classificação aos playoffs até duas semanas atrás, agora já ocupa a 11ª posição do Oeste.   

– A partida decidiu-se no segundo período, quando o Sixers anotou 44 pontos para assumir a liderança e abrir dígitos duplos de frente. No segundo tempo, os donos da casa nunca conseguiram derrubaram a diferença para menos de sete pontos.

– Andre Miller esteve à disposição de Brian Shaw, mas não foi usado por opção do treinador. Segundo o Nuggets, esta é a primeira vez que o veterano armador passou por tal situação (o popular DNP-CD) na carreira.

– “Eu sinto que chegamos ao fundo do poço. Perdemos para uns times bem ruins”, lamentou o ala-pivô J.J. Hickson, após o jogo.

Destaques

Philadelphia

Evan Turner: 23 pontos, cinco rebotes e seis assistências
Thaddeus Young: 17 pontos e dez rebotes
Michael Carter-Williams: 16 pontos, nove rebotes, seis assistências e cinco erros de ataque
Spencer Hawes: 13 pontos, oito rebotes e quatro assistências
Lavoy Allen: 13 pontos e cinco rebotes em 14 minutos
James Anderson: 12 pontos
Hollis Thompson: 11 pontos

Denver

J.J. Hickson: 19 pontos e 11 rebotes
Wilson Chandler: 16 pontos e sete rebotes
Ty Lawson: 15 pontos, seis rebotes e 11 assistências
Randy Foye: 14 pontos e seis assistências
Kenneth Faried: 12 pontos e seis rebotes

 

Charlotte Bobcats 85 X 112 Los Angeles Clippers

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=rsGjkN_pbuE]

Destaques

Charlotte

Al Jefferson: 14 pontos e 12 rebotes
Kemba Walker: 14 pontos, sete rebotes e cinco erros de ataque
Gerald Henderson: 12 pontos
Anthony Tolliver: 11 pontos

LA Clippers

Blake Griffin: 31 pontos e 12 rebotes
Jared Dudley: 20 pontos e cinco assistências
Chris Paul: 17 pontos e 14 assistências
Jamal Crawford: 11 pontos
DeAndre Jordan: seis pontos e 12 rebotes

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Anônimo

    Existe explicação pra isso? O Raptors troca o seu “melhor jogador” e de repente começa a ganhar. 9-3 sem o Gay e ainda ganhou de times fortes, como o Thunder e o próprio Pacers. Já com o Gay, 6-12, e perdendo pra times como Nets e Nuggets.

    • Luiz

      Pode até ter uma explicação pra isso.Na minha opinião, Rudy gay é muito fominha e quando seus arremessos não estão caindo, ele prejudica o time inteiro. Além disso, o Terrence Ross tá substituindo o rudy gay muito bem, é só analisar as médias dele nos últimos jogos.

      • Caseh

        E engraçado que o Sacramento melhorou com a chegada dele.

  • Ivan

    Uma boa vitória dos clipper frente uma equipa que eu continuo a dizer que praticj um basquete bastante agradável e que acho que conseguirá uma vaga no leste.
    Os pacers uma derrota que é aceitável. A equipa não pode ganhar sempre
    Grande jogo entre Wolve e pelicans
    Foi uma rodada normal demais na minha opinião

  • Anônimo

    Caraca que aconteceu com o Denver????

  • Julio Zago

    Fiquei decepcionado com o jogo dos Pelicans ontem, esperava que eles oferecessem uma maior resistência aos Wolves, mas muito pelo contrário, o jogo foi definido no 3º quarto.
    E o Shabazz parece que não terá espaço na rotação dos Wolves, ontem ele jogou míseros dois minutos, outra grande decepção do draft.

    • Na verdade ele é até bom jogador, sem cabeça, mas não chega a ser um Latrell Sprewell, entretanto, poderia produzir melhor em um time que lhe dê mais espaço na rotação, o time em questão não será o Wolves, que deverá negociá-lo ainda nesta temporada, ou senão, na próxima.

      • Julio Zago

        Então Daniel, sempre pensei como você, porém para o tempo de quadra do Shabazz ser tão limitado alguma coisa deve acontecer, começo a duvidar que ele terá impacto na liga. Veja o caso do Robinson no Blazers, ele era um prospecto com grandes possibilidades mas não consegue jogar em lugar nenhum.

    • É o Adelman que adora o Robbie Hummel e o Alexey Shved ele vai esquenta um bom banco esta temporada. Espero que aconteça com ele o que fizeram com Lance Stephenson !

    • Jogador Estrela!

      Shabazz uma decepção? Quando não há espaço para se mostrar isso não é ser decepção mas sim uma falha no time na escolha do jogador. Ele é muito mas muito melhor que o Luc Mbah Monte e Corey Brewer juntos.

      • Julio Zago

        Olha Jogador, também acredito que o Shabazz seja melhor do que os citados por você, contudo, para o espaço dele ser tão limitado assim alguma coisa acontece, Adelman enxerga algo diferente de nós. Repare que ele nem vem sendo utilizado aos poucos e ganhando espaço, portanto acho decepcionante seu ano de estréia sim, eu esperava que ele se tornasse titular e um dos pilares do time a partir da metade da temporada, mas isso está muito, mas muito longe de acontecer.
        E também acho difícil dizer que o erro é do time, eu pelo menos não sei como Shabazz se mostra nos treinamentos diariamente, acredito que muito mal para ter esse tratamento. Abraço

      • AlexT-Wolves

        É Simples!!! Eu acompanhei todos os jogos do Wolves até mesmo Pré temporada e Summer League. Enquanto todos os não garantidos tentavam mostrar serviço o Shabbaz sempre entrava e não fazia nada de mais diferente por exemplo do Dieng que quando teve oportunidades sempre Se esforçou e ajudou na defesa. Se alguem tem que ter mais espaço é o Dieng, o Aldeman poderia colocar na rotação Love e Dieng e Pekovic e Cuningham.

        E outra o Shabbaz fica na reserva do Brewer e do Mbah só por que o time precisa de um defensor, o Wolves já não tem defesa no Garrafão(o que melhoraria com o Dieng) então o jeito é não deixar a bola chegar no garrafão e o Brewer e o Mbah fazem essa função.

      • Jogador Estrela!

        @Julio Zago Até partilho a mesma opinião quanto aos treinamentos. Passa algo lá dentro que ninguém imagina. Talvez ele se aplica pouco nos treinamentos. Mas ele caiu muito nos últimos dias antes do draft. A meio da temporada era previsto ele ser escolhido entre as 5 primeiras picks do draft, na minha opinião acho que o sucesso de ir para a NBA lhe subiu à cabeça e se deixou levar praticamente. Se calhar até pode ser um novo Beasley. @AlexT-Wolves Só dei uma olhadela do Wolves contra Miami em casa e o Mbah Monte é fraco demais nem para defender nem para atacar, falhou lá um layup isolado sem oposição incrível, Brewer até defende bem e tem certa inspirações ofensivas com o seu bom arremesso exterior mas muito inconstante.

  • Bela partida do Sixers, se o time manter Carter_Williams, Hawes, Young e Evans no elenco e esperar o retorno de Noel, o time poderá ficar interessante. Outra partida boa foi a do Mavs, mas não consigo me comover com Delambert no garrafão, acho que Cuban deveria fazer um esforço para obter o Varejão…

  • Bei o Anthony Davis terminou com a sequencia de Duplos-Duplos do Kevin Love (deve estar com 27 DD em 30 jogos). Segunda grande partida do Ricky Rubio parece (esse é o problema dele) que agora vai….

    • AlexT-Wolves

      Isso mesmo o Davis foi o 1° no ano que conseguiu atrapalhar o Love nos Rebotes, esse menino precisava ganhar força e melhorar o seu jogo ofensivo pq na defesa é muito legal de ver até lembra o Garnett.

      E o Rubio é muito inconstante ele faz um jogo horrivel e depois arrebenta com o Holiday, não consigo entender. Ele não consegue ser constante igual o Rondo por exemplo.

  • Wizards não consegue ficar com registro positivo,rsrs…mas aindo acho que terminam em 3:no leste.

    • Jogador Estrela!

      3º é improvável. Os Magos são irregulares, apesar de contar com um J. Wall a jogar muito o resto só joga quando lhe apetece. Andaram a anistiar o Shannon Brown agora com a saga de lesões do Beal faz uma grande falta porque o time está sem profundidade no perímetro.

  • caio_l

    para o raptors, sem um jogador que centraliza tudo, os outros terão a chance de arremessar mais. Para o kings o gay é o cara para pegar e definir, ainda mais em um time que tem um bom center e que pega muitos rebotes.