Realizando sonho, Huertas comemora chance de jogar com Kobe: “Um prazer”

Demorou, mas Marcelinho Huertas finalmente vai jogar na NBA. Depois de 11 temporadas no basquete europeu, o armador da seleção brasileira foi oficializado como novo reforço do Los Angeles Lakers na última quarta-feira e já treina nas instalações da equipe. Em sua primeira entrevista como atleta do time californiano, ele reforçou que a assinatura de contrato representa a realização de um sonho de longa data.

“Basicamente, todo jogador quer atuar na melhor liga de basquete e não sou diferente. Sempre sonhei em jogar na NBA também. Por isso, depois de construir uma carreira de muito sucesso na Europa, achei que esse era o momento certo de vir para cá. Eu decidi me arriscar. E atuar pelo Lakers é algo que mal posso explicar”, contou o brasileiro, que recusou oferta financeira maior do Galatasaray (Turquia) para atuar nos EUA.

Huertas enfrentará concorrência complicada por minutos, disputando a preferência do técnico Byron Scott com outros três armadores – o jovem Jordan Clarkson, o recém-contratado Louis Williams e o calouro D’Angelo Russell. É lógico que o ex-titular do Barcelona quer um espaço crescente na rotação angelina, mas também pretende contribuir para o desenvolvimento do talentoso novato.

“Com a experiência que tenho atuando em alto nível por tanto tempo na Europa, acho que será interessante se puder ajudar D’Angelo. É claro que ele possui um futuro brilhante pela frente, mas, todas as vezes que você puder cercá-lo de atletas que tenham algo positivo a partilhar, vai ser algo válido”, afirmou o armador de 32 anos, que também acumula rodagem de quem defende a seleção brasileira há uma década.

Com a camisa #9, Huertas iniciará uma nova fase em sua carreira acompanhando a reta final da história do gênio Kobe Bryant na NBA. Ídolo do Lakers, o ala-armador de 36 anos já disse que considera seriamente aposentar-se ao fim da próxima temporada. Huertas sabe ter uma chance rara nas mãos, atuando com um dos maiores astros que a liga já viu, e quer aproveitá-la ao máximo.

“Jogar com Kobe será um prazer. Eu acho que, qualquer jogador que tenha a oportunidade de trabalhar com um superastro como ele, tem que absorver tudo o que puder. Kobe é um dos maiores vencedores da história da NBA e há muito a aprender atuando ao seu lado”, finalizou Huertas, que, mesmo apenas quatro anos mais jovem do que Bryant, encara o novo desafio com a disposição de um calouro.

Ricardo Stabolito Jr.
Ricardo Stabolito Jr.
Jornalista de 27 anos. Natural de São Bernardo do Campo, mas vive em Salvador há mais de uma década.
  • Rafael Victor

    Li uma matéria no Uol e lendo essa agora percebe-se que o Huertas tá bem confiante, isso é bom, tomara que toda essa confiança seja traduzida em boas atuações quando jogar!

    • Huertas

      Também tive esse impressão. Espero que o fato de jogar em uma das maiores marcas do mundo e, certamente, a maior equipe da história da NBA, não o deixe acanhado.

      • Tárcio

        Se acanhar não é muito a do Huertas não. O problema é só ele se adaptar rapidamente.

  • Uncle Drew

    Ainda existe uma confusão sobre o contrato do Huertas. Disseram q o contrato dele é de 1 ano, NÃO GARANTIDO, já o Fábio Balassiano falou q era de 1 ano, Totalmente garantido. E já teve uma outra dizendo q era de 1 ano garantido com Team Option para o 2º ano. Alguém sabe qual é a informação realmente verdadeira?

    • Lucas

      Vi tb que ele assinou um contrato só para pré temporada, assim como o cristiano felicio fez no bulls, e vi que é por uma temporada não garantido.

    • Segundo os empresários dele, o contrato é de um ano garantido 525 mil dólares), com opção para o segundo.

  • THE BULLS23

    Será que Huertas consguirá jogar?

  • Matheus Oliveira

    Estou curioso pra ver a postura do Lakers em quadra..
    Até lá falta mó tempo =(

    • Tárcio

      O Lakers deve vir com um ataque frenético, rápido e com opções por todas as partes. No dia que a bola cair será bem competitivo, o problema é quando não cair, porque ao que parece não terá defesa alguma. Vai ser legal de assistir, mas deve ser bem irregular

      • Renan Domok

        Tem que ver como o Randle vai vir essa temporada (titular ou reserva), mas Hibbert e Bass não parece uma defesa de garrafão tão ruim. O Lou também defende bem no perímetro. Agora, Kobe e Russell são incógnitas na defesa.

  • Thomazbrasil

    Sabe de nada inocente!!!!!!!!!!!!!!!!! Kkkkkkkk

  • Norrin Radd

    É mais ou menos como em qualquer emprego que nós, humanos normais, vamos ter na vida: se cair nas graças do chefe (Kobe Bryant) pode dar certo. Se não tiver a simpatia do cara, pode esquecer, vai só esquentar o banco.