Revisão da temporada – Miami Heat

Miami Heat

Campanha: 39-43, décimo colocado na conferência Leste; não se classificou para os playoffs
Técnico: Erik Spoelstra
Executivos: Pat Riley

G MP FG% 3P% FT% TRB AST STL BLK PTS/G
Josh Richardson 73 34.8 .412 .357 .861 3.6 4.1 1.1 0.5 16.6
Dwyane Wade 72 26.2 .433 .330 .708 4.0 4.2 0.8 0.5 15.0
Goran Dragić 36 27.5 .413 .348 .782 3.1 4.8 0.8 0.1 13.7
Justise Winslow 66 29.7 .433 .375 .628 5.4 4.3 1.1 0.3 12.6
Hassan Whiteside 72 23.3 .571 .125 .449 11.3 0.8 0.6 1.9 12.3
Dion Waiters 44 25.9 .414 .377 .500 2.6 2.8 0.7 0.2 12.0
Tyler Johnson 44 25.5 .426 .353 .693 2.8 2.5 0.9 0.5 10.8
Kelly Olynyk 79 22.9 .463 .354 .822 4.7 1.8 0.7 0.5 10.0
Bam Adebayo 82 23.3 .576 .200 .735 7.3 2.2 0.9 0.8 8.9
Wayne Ellington 25 21.3 .375 .368 .875 1.9 1.2 1.0 0.1 8.4
James Johnson 55 21.2 .433 .336 .714 3.2 2.5 0.6 0.5 7.8
Rodney McGruder 66 23.5 .403 .351 .722 3.6 1.7 0.5 0.2 7.6
Derrick Jones 60 19.2 .494 .308 .607 4.0 0.6 0.8 0.7 7.0
Duncan Robinson 15 10.7 .391 .286 .667 1.3 0.3 0.3 0.0 3.3
Udonis Haslem 10 7.4 .333 .000 .750 2.7 0.2 0.0 0.0 2.5
Yante Maten 2 6.5 .250 .000 1.5 0.0 0.5 0.0 1.0
Emanuel Terry 1 3.0 .000 .500 1.0 1.0 0.0 0.0 1.0
Ryan Anderson 10 4.4 .222 .333 .500 0.9 0.2 0.1 0.0 0.7

Uma transição feita enquanto o maior jogador de sua franquia ainda está no elenco e ele não faz parte dos planos para o futuro, não tem como ser tão eficaz. O Miami Heat fez, em 2018-19, uma temporada que poderia culminar na classificação para os playoffs. No entanto, o time da Flórida tinha problemas para resolver com o seu elenco e que não poderiam ficar aguardando, como o pivô Hassan Whiteside e o astro Dwyane Wade.

O caso de Wade até era possível ser gerenciado pelo técnico Erik Spoelstra sem ter que envolver o GM Pat Riley. Aos 37 anos, o camisa 3 estava em seu último ano da carreira, mas ainda conseguia deixar em quadra mais do que experiência, Wade foi reserva em toda a campanha passada, algo raro em sua carreira, que contabiliza três títulos da NBA, 13 seleções para o Jogo das Estrelas, oito vezes eleito para o time ideal da liga, além do MVP das finais de 2006.

Essa transição poderia ter sido feita mesmo com Wade por perto, mas Whiteside estava se tornando um problema dentro do vestiário, reclamando publicamente de Spoelstra em entrevistas por tempo de quadra, algo parecido com os anos anteriores. Quem se deu bem com isso foi Bam Adebayo, então calouro e que ganhou espaço aos poucos.

No mais, Josh Richardson foi o principal cestinha da equipe em 2018-19. Richardson fez, ao lado de Justise Winslow, o papel de armador durante boa parte da temporada, por conta de lesão de Goran Dragic. Mas o esloveno não foi o único contundido: Dion Waiters, James Johnson e Winslow também perderam jogos por problemas físicos.

Não se classificou, mas não chegou a fazer feio.  Ficou a dois triunfos do Detroit Pistons, oitavo colocado na conferência.

2019-20

Agora que não tem mais Dwyane Wade, o Miami Heat fez algumas mudanças, especialmente com a chegada de Jimmy Butler, enquanto Josh Richardson foi para o Philadelphia 76ers. Por mais que Butler seja um jogador de calibre para o Jogo das Estrelas, o Heat é o seu quarto time em quatro anos, após passagens conturbadas por Minnesota Timberwolves e Sixers.

Hassan Whiteside rapidamente saiu para o Portland Trail Blazers, deixando o garrafão para Bam Adebayo tomar conta. Com o espaçamento de quadra, entretanto, é esperado que Kelly Olynyk também tenha minutos como pivô. Chegou ainda Meyers Leonard, ex-Blazers.

Com a recuperação de Goran Dragic, que quase foi trocado durante a offseason, Erik Spoelstra deverá utilizar o atleta na armação, mas Justise Winslow deixou boa impressão quando foi improvisado ali. Dion Waiters é o provável ala-armador titular, enquanto Butler será o ala. Winslow, inicialmente, jogaria como ala-pivô, enquanto Adebayo será o responsável pela área pintada. Existe ainda a aposta no calouro Tyler Herro, epecialista em arremessos de longa distância.

A tendência é que brigue por vaga nos playoffs, mas não deverá encontrar um tapete vermelho estendido. Existem muitos times com capacidade para ficar entre os oito primeiros do Leste e a temporada deve ser tão equilibrada quanto foi em 2018-19.

Quem saiu

Josh Richardson (Philadelphia 76ers)
Dwyane Wade (aposentou)
Hassan Whiteside (Portland Trail Blazers)
Rodney McGruder (Los Angeles Clippers)
Ryan Anderson (agente livre)

Quem chegou

Meyers Leonard (Portland Trail Blazers)
Kendrick Nunn (calouro)
Tyler Herro (calouro)
KZ Okpala (calouro)
Jimmy Butler (Philadelphia 76ers)
Chris Silva (calouro)
Jeremiah Martin (calouro)
Kyle Alexander (calouro)

Provável time base

PG – Goran Dragic
SG – Dion Waiters
SF – Jimmy Butler
PF – Justise Winslow
C – Bam Adebayo

Principais reservas: Meyers Leonard (C), Derrick Jones (SF), Kelly Olynyk (C, PF), James Johnson (SF, PF)

Classificação: o Miami Heat deve brigar pelos oito primeiros lugares do Leste, mesmo que ainda não tenha um elenco tão forte quanto os principais candidatos ao título da conferência.

Gustavo Freitas
Gustavo Freitas
Mineiro de Uberaba, é co-fundador do Jumper Brasil e fã do Boston Red Sox.